Percurso de navegação

A sua Europa – Aconselhamento

 

A Europa ao seu alcance: informações e conselhos para quem vive, trabalha e viaja na UE.

Se tem perguntas do tipo:

  • Se for viver para outro país e levar o meu carro, quanto tempo tenho para o registar?
  • O meu cônjuge não é nacional de um país da UE. Posso viajar com ele para outro país da UE?
  • Posso receber a minha pensão no país para onde vou viver?

Comece por verificar se encontra uma resposta à sua pergunta no portal «A sua Europa», a principal fonte de informação sobre estes temas. Se necessitar de informações sobre os seus direitos na UE, dirija-se à equipa do «A sua Europa – Aconselhamento», constituída por um grupo de juristas independentes que poderão:

  • dar-lhe uma resposta personalizada (gratuita) na sua língua, no prazo de uma semana;
  • indicar-lhe a legislação da UE aplicável ao seu caso concreto;
  • explicar-lhe como pode exercer os seus direitos enquanto cidadão europeu.
A equipa do «A sua Europa – Aconselhamento» também pode ajudá-lo a resolver os seus problemas enquanto consumidor.

 

O serviço «A sua Europa – Aconselhamento» não pode responder a todos os tipos de perguntas. Antes de pedir uma informação, consulte a secção: Que perguntas posso fazer?.
Testemunhos dos utilizadores
"Graças à vossa ajuda conseguimos reaver 429 euros do nosso operador de telecomunicações"
(um cidadão de Marselha)
"Queria uma resposta que não fosse demasiado técnica. Fiquei muito contente porque recebi uma resposta perfeitamente compreensível"
(um cidadão de Marselha)
"Os vossos conselhos permitiram-me exigir as prestações familiares a que tinha direito na Áustria"
(um cidadão polaco a trabalhar na Áustria)
 
 Histórias de sucesso
Alguns exemplos:

Uma cidadã do Reino Unido quer viajar com o marido (que não é um cidadão da UE) de um país da UE para outro, onde tem uma casa de família - mas está a ter dificuldade em obter um visto para o marido.

Graças às informações do serviço «A sua Europa –Aconselhamento», o marido pode viajar sem ter de cumprir formalidades desnecessárias.
Um austríaco com um diploma de técnico de prótese dentária obtido no Reino Unido é informado que não pode estabelecer-se na Áustria.

O serviço «A sua Europa – Aconselhamento» explicou-lhe quais as formalidades e os documentos necessários e encaminhou-o para a autoridade austríaca competente.