Última verificação: 11/04/2019

Contabilidade

Decisão do Reino Unido de invocar o artigo 50.º do TUE: Mais Informações

A partir de 30 de março de 2019, a legislação da UE deixará de ser aplicável ao Reino Unido, salvo se um acordo de saída ratificado estabelecer outra data ou o Conselho Europeu e o Reino Unido decidirem por unanimidade prorrogar o período de negociação de dois anos. Para mais informações sobre as consequências jurídicas para as empresas, consultar:

Descubra se a sua empresa deve seguir as regras contabilísticas nacionais ou da UE. Existem regras simplificadas para as PME que não tenham mais de 50 trabalhadores e ainda mais simplificadas para as microempresas, em função do local de estabelecimento da empresa.

Se tiver uma empresa cotada na UE, as contas consolidadas devem ser preparadas de acordo com as Normas Internacionais de Relato Financeiro (IFRS). A maioria dos países da UE também autoriza a utilização das IFRS para empresas não cotadas. As empresas de países não pertencentes à UE que têm trocas comerciais com a UE são aconselhadas a seguir as IFRS ou normas contabilísticas nacionais equivalentes.

 

Partilhar esta página: