Última verificação : 17/09/2018

Admissão e entrada na universidade

Decisão do Reino Unido de invocar o artigo 50.º do TUE: Mais Informações

De momento, o Reino Unido continua a ser um membro de pleno direito da UE, continuando os direitos e obrigações inerentes a este estatuto a aplicar-se-lhe na íntegra.

  • Perguntas e respostas com base no relatório conjunto da UE e do Reino Unido de 8 de dezembro de 2017en
  • Publicações da UE sobre o Brexit
  • Informações e diretrizes do Governo do Reino Unido sobre o Brexiten

Enquanto cidadão europeu, tem o direito de frequentar uma universidade em qualquer país da UE nas mesmas condições que os nacionais desse país. Contudo, as condições de admissão variam consideravelmente consoantes os países e as universidades.

Independentemente das restantes condições de admissão, nenhum país da UE pode recusar-lhe o acesso ao ensino ou à educação em razão da sua nacionalidade.

As propinas e as bolsas de estudo estão sujeitas a regras específicas.

Teste de língua

Alguns países da UE poderão exigir que faça um teste para verificar os seus conhecimentos da língua do país.

Sistemas de ensino universitário por país

Antes de partir, informe-se sobre o sistema de ensino universitário do país onde deseja estudar.

Selecione o país:

  • Alemanhadedeen
  • Bulgáriabgen
  • Bélgica – Flandresbe-vlgen
  • Bélgica – Valóniabe-walen
  • Chiprecyen
  • Croáciacren
  • Dinamarcadken
  • Eslováquiasken
  • Eslovéniasien
  • Espanhaeses
  • Estóniaeeen
  • Finlândiafien
  • Françafresfren
  • Gréciagren
  • Hungriahuen
  • Irlandaieen
  • Islândiaisen
  • Itáliaitit
  • Letónialven
  • Listenstainelien
  • Lituânialten
  • Luxemburgolufrdeen
  • Maltamten
  • Norueganoen
  • Países Baixosnlen
  • Polóniaplen
  • Portugalpten
  • Reino Unidouken
  • República Checaczen
  • Roméniaroen
  • Suéciaseen
  • Áustriaaten

A Comissão Europeia não é responsável pelo conteúdo dos sítios Web a que esta página dá acesso.

Experiência pessoal

Informe-se sobre os procedimentos de inscrição em vigor nos outros países

Battista é italiano e pretende estudar no Reino Unido. Como não conhece o sistema britânico de inscrição centralizado (UCAS), deixou passar o prazo para apresentação das candidaturas e teve de esperar pelo ano académico seguinte.

Perdeu, assim, um ano, quando podia ter entrado diretamente na universidade depois de ter terminado o ensino secundário.

Perguntas frequentes

Precisa de mais informações sobre as regras em vigor num determinado país?

Precisa de ajuda dos serviços de assistência?

Contacte um serviço de apoio especializado

Partilhar esta página: