Fazer negócios
Última verificação : 20/09/2018

Cobertura de seguro automóvel noutro país da UE

Se tiver um acidente no estrangeiro, é aplicável a lei do país em que ocorreu o acidente. Tal significa que as formalidades a cumprir para requerer uma indemnização podem ser diferentes das do seu país de origem.

Se estiver envolvido num acidente no estrangeiro, não abandone o local do acidente. Fale com o outro condutor e chame a polícia ou os serviços de emergência se necessário.

Certifique-se de que regista, por escrito, as informações necessárias sobre a outra pessoa envolvida e sobre as circunstâncias do acidente.

Relatório de acidente

Deve preencher um formulário de declaração de acidente no local do acidente.

Geralmente a sua seguradora faculta-lhe um exemplar do modelo de declaração de acidente. Algumas associações de seguradoras elaboraram um modelo comum europeu de declaração de acidente, que o pode ajudar a recolher rapidamente as informações necessárias e facilitar a resolução de sinistros.

Se não tiver consigo um modelo de declaração de acidente ou um formulário do seguro, anote as seguintes informações:

Se os condutores envolvidos no acidente concordarem com a descrição das circunstâncias do mesmo, devem assinar a declaração, o que pode facilitar a resolução do sinistro.

Lembre-se – não admita a culpa e só assine a declaração de acidente se compreender a integralidade do seu conteúdo.

Se não concordar, a sua seguradora resolverá o litígio com a seguradora do outro condutor, com base no relatório da polícia, na avaliação dos danos e noutras informações.

O seu pedido deve ser acompanhado de:

Deve informar a sua seguradora da ocorrência do acidente, mesmo se não pretender fazer uma participação do mesmo.

Explique a sua situação

A culpa foi minha

Danos corporais

O seguro contratado no país onde reside cobre sempre as danos corporais infligidos a outra pessoa (danos a terceiros) em qualquer país da UE.

Em contrapartida, a cobertura de outros tipos de danos, como ferimentos que possam vitimar o próprio segurado (responsabilidade da parte interessada), incêndio ou roubo no estrangeiro, não está automaticamente garantida na maior parte das apólices de seguro. Sobre estas questões, é conveniente informar-se junto da sua seguradora antes de sair do país.

O seguro de responsabilidade civil cobre todos os passageiros que viajam no seu veículo, com exceção do condutor. Na maior parte dos países da UE, é possível fazer um seguro complementar que cubra também os danos sofridos pelo condutor.

Indemnizações - montantes

Está coberto até aos montantes máximos estabelecidos no seu contrato de seguro. A legislação europeia estabelece valores mínimos para a cobertura da responsabilidade. Se estiver envolvido num acidente noutro país da UE, o seu seguro cobre, pelo menos, os seguintes montantes:

em caso de danos corporais:

  • 1 120 000 euros por vítima ou
  • 5 600 000 euros por sinistro (independentemente do número de vítimas)

em caso de danos materiais:

  • 1 120 000 euros por sinistro (independentemente do número de vítimas)

Se o seu seguro tiver sido feito num país onde os montantes da cobertura da responsabilidade em vigor são superiores ao mínimo europeu, essa cobertura é válida em toda a UE.

Se os danos reais excederem o montante máximo em vigor no país onde o acidente ocorreu e a sua apólice de seguro não prever uma cobertura superior, terá de pagar a diferença.

Para mais informações sobre as regulamentações nacionais em matéria de acidentes e valores cobertos, consultar

Selecione o país

* Informação ainda não enviada pelas autoridades nacionais

A Comissão Europeia não é responsável pelo conteúdo dos sítios Web externos.

A sua seguradora poderá oferecer uma cobertura da responsabilidade ilimitada, nomeadamente no que se refere aos danos corporais. Informe-se!

A legislação da UE garante o seu direito a receber o montante máximo de cobertura disponível (ver exemplo a seguir).

Experiência pessoal

A legislação da UE garante-lhe a cobertura máxima

O país onde vive aplica o mínimo estabelecido pela legislação da UE para a cobertura da responsabilidade civil em caso de danos materiais - 1 120 000 euros. É responsável por um acidente noutro país da UE em que a cobertura mínima é superior - 1 200 000 euros. Os danos materiais resultantes do acidente são estimados em 1 180 000 euros, ou seja, 60 000 euros mais do que o montante em vigor no seu país.

Mesmo que o seu contrato de seguro não estipule montantes mais elevados, o seu seguro cobrirá 1 180 000 euros uma vez que a legislação da UE prevê a aplicação da cobertura mais vantajosa,, neste caso a cobertura no país onde ocorreu o acidente

A culpa não foi minha

Acidentes que envolvem um condutor sem seguro

Informe a polícia de que teve um acidente que envolve um condutor sem seguro ou que fugiu do localdo acidente. A sua seguradora também o poderá aconselhar.

Pode também contactar o seu organismo de indemnização nacionalen. Este último pode intervir se o outro veículo envolvido no acidente não tiver seguro ou se não for possível identificar a seguradora.

Procedimento indemnizatório

Em caso de perda, danos materiais ou corporais resultantes do acidente, pode exigir uma indemnização . Habitualmente existe um prazo para apresentar o pedido de indemnização - verifique junto da sua seguradora.

Pedir a indemnização durante a estadia no estrangeiro

Pode apresentar o pedido de indemnização à seguradoraen da pessoa que causou o acidente.

Apresentar o pedido após o regresso a casa

Tem 2 opções:

1. Apresentar o pedido ao representante nacional da companhia de seguros da pessoa que causou o acidente.

O representante no seu país irá verificar a informação recebida e tomará as medidas necessárias para a resolução do sinistro. Para ficar a saber se a seguradora em causa tem um representante nacional no seu país, contacte o gabinete da carta verde/centro de informação nacionalen.

2. Apresentar o seu pedido ao organismo de indemnização nacional.

Se a seguradora de outro país da UE não tiver representação no seu país, pode enviar o pedido de indemnização ao organismo de indemnização nacionalen. Este último pode intervir se o outro veículo envolvido no acidente não tiver seguro ou se não for possível identificar a seguradora.

Experiência pessoal

Apresente o seu pedido onde for mais fácil para si.

O Ignacio vive em Espanha. Durante umas férias na Alemanha, foi vítima de um acidente de viação provocado por um condutor alemão. Como não fala alemão, achou complicado apresentar o seu pedido de indemnização na Alemanha.

Assim, o Ignacio decidiu apresentar o seu pedido de indemnização ao organismo de indemnização espanhol após o regresso a casa. Conseguiu deste modo evitar o problema linguístico e obteve a sua indemnização.

3 meses para receber uma proposta de indemnização ou uma resposta

Se a responsabilidade não for contestada e os danos tiverem sido avaliados, deverá receber uma proposta de indemnização fundamentada no prazo de 3 meses a contar da data de apresentação do pedido de indemnização.

Se não for possível determinar claramente quem é o culpado do acidente ou qual o montante da indemnização a que tem direito, deverá receber uma resposta fundamentada quanto aos pontos invocados no pedido.

Se não receber resposta ou uma proposta no prazo de 3 meses, tem direito a juros de mora sobre o valor da indemnização proposta pela seguradora ou decidida pelo Tribunal.

Perguntas frequentes

Legislação da UE

Precisa de mais informações sobre as regras em vigor num determinado país?

Precisa de ajuda dos serviços de assistência?

Contacte um serviço de apoio especializado

Obtenha ajuda e aconselhamento junto do Centro Europeu do Consumidor do seu paísen

Partilhar esta página: