Portal Europeu da Juventude
Informações e oportunidades para os jovens na Europa.

Como o Corpo Europeu de Solidariedade ajuda os candidatos a emprego a progredirem na carreira

Marta De Bonis, de 24 anos, natural de Lecce, em Itália, embarcou recentemente numa nova e emocionante aventura profissional com a ajuda do Corpo Europeu de Solidariedade.

Esta nova iniciativa oferece aos jovens oportunidades de voluntariado e de trabalho através da sua integração em projetos que beneficiam as comunidades locais noutros Estados-Membros da UE.
 

Marta concluiu o mestrado em Economia Internacional e Política dos Países da Europa de Leste em 2016, mas após a conclusão deparou-se com um mercado de trabalho extremamente competitivo. Uma vez que durante o curso se dedicou exclusivamente aos estudos, Marta tinha pouca experiência profissional que lhe permitisse obter a vantagem competitiva necessária para conseguir a sua primeira oportunidade de emprego.
 

Felizmente, sabia a quem recorrer para obter aconselhamento, pelo que decidiu entrar em contacto com o serviço EURES local. Em pouco tempo, o Conselheiro EURES pessoal de Marta ajudou-a a obter um estágio de seis meses no Parlamento Europeu.
 

Vários meses depois, quando se aproximava o fim do estágio, Marta sabia que era necessário começar a preparar o próximo passo. Passou inúmeras horas a aperfeiçoar o CV e a escrever cartas de apresentação, adaptando-os a cada vaga de emprego específica.
 

Entretanto, o conselheiro de Marta mantinha-a a par de todas as oportunidades existentes na rede EURES, incluindo programas de mobilidade específicos como «O teu primeiro emprego EURES» e o Corpo Europeu de Solidariedade, bem como outras oportunidades financiadas pela UE, como as iniciativas Voluntários para a Ajuda da UE, Erasmus para Jovens Empreendedores e Erasmus+.
 

Através da sua pesquisa, Marta encontrou o caminho profissional que desejava seguir: desenvolvimento e cooperação. Neste caso, o Corpo Europeu de Solidariedade seria o programa perfeito para Marta adquirir experiência.
 

Os passos seguintes passavam por encontrar oportunidades de formação remunerada naquela área às quais Marta se pudesse candidatar, e pelo contacto do seu conselheiro com os empregadores para explicar em que consistia o projeto e os benefícios para ambas as partes: empregador e candidato.
 

Pouco tempo depois, o conselheiro de Marta tinha conseguido convencer um empregador interessado a participar no programa do Corpo Europeu de Solidariedade e Marta avançou para a fase de entrevista. A candidatura de Marta foi bem-sucedida e neste momento encontra-se a realizar um estágio de seis meses como Assistente na área da defesa e apoio ao comércio equitativo para o Fair Trade Advocacy Office (Gabinete de Defesa do Comércio Equitativo).
 

Ao falar da sua experiência pessoal, Marta refere o seguinte: «Sem o apoio da EURES Lecce, não teria conseguido atingir o meu objetivo. Apoiaram-me quase diariamente, prestando aconselhamento, informações, sugestões e incentivando-me mesmo nos momentos mais difíceis!»
 

Independentemente da sua área de interesse, a EURES está disponível para lhe prestar aconselhamento relativamente a uma grande variedade de oportunidades e iniciativas, como o Corpo Europeu de Solidariedade. Se quiser abraçar um desafio e dedicar-se a ajudar os outros, junte-se ao Corpo Europeu de Solidariedade hoje mesmo!