Portal Europeu da Juventude
Informações e oportunidades para os jovens na Europa.

Corpo Europeu de Solidariedade

O que é o Corpo Europeu de Solidariedade?

O Corpo Europeu de Solidariedade é a nova iniciativa da União Europeia dirigida aos jovens, dando-lhes a oportunidade de fazer voluntariado ou de trabalhar em projetos, no próprio país ou no estrangeiro, em benefício de pessoas e comunidades de toda a Europa.

Todos os jovens que participam no Corpo Europeu de Solidariedade concordam com a sua Missão e Princípios e comprometem-se a respeitá-los.

Aos 17 anos já te podes inscrever no Corpo Europeu de Solidariedade, mas só podes participar num projeto depois de fazeres 18 anos. A participação nos projetos do Corpo Europeu de Solidariedade está aberta aos jovens até aos 30 anos de idade.

Depois de se inscreverem, os participantes no Corpo Europeu de Solidariedade podem ser selecionados e convidados a integrar uma vasta gama de projetos, relacionados, por exemplo, com a prevenção das catástrofes naturais ou a reconstrução na sequência de catástrofes deste tipo, a assistência em centros de requerentes de asilo ou a resposta a outras questões sociais a nível da comunidade.

Os projetos apoiados pelo Corpo Europeu de Solidariedade podem durar entre dois e doze meses, decorrendo, regra geral, em países da União Europeia.

Mais informações sobre o Corpo Europeu de Solidariedade [Perguntas frequentes]

Interessado?

Se gostas de desafios e tens vontade de ajudar os outros, adere ao Corpo Europeu de Solidariedade!

Clica no botão abaixo para dares início ao processo de inscrição. Para que o processo seja tão simples quanto possível, podes inscrever-te através de uma conta de uma rede social ou criar uma conta no EU Login. Consulta a política em matéria de privacidade dos dados.

Coronavírus: Consequências para as atividades de mobilidade do Corpo Europeu de Solidariedade e Erasmus+

• A Comissão respeita plenamente todas as medidas de confinamento que estão a ser tomadas atualmente a nível nacional. A Comissão está ciente de que essas medidas podem ter consequências para a participação de estudantes, alunos, voluntários e outros participantes na mobilidade dos programas Erasmus+ e Corpo Europeu de Solidariedade. 
• Na situação atual alguns participantes não conseguem viajar a partir do seu local de origem ou não conseguem regressar do local de acolhimento. Esta incerteza está também a levar alguns pais a não permitir que os filhos viajem.
• Para responder a estas incertezas, estamos a aplicar a flexibilidade máxima que podemos permitir na execução do programa, dentro dos limites do quadro jurídico aplicável. 
• Comunicámos às agências nacionais Erasmus+ que podem invocar as cláusulas de «força maior». Deste modo poderão avaliar a possibilidade de aceitar custos adicionais até um montante máximo de subvenção. Poderão também adiar as atividades previstas por um período máximo de 12 meses por projeto. As autoridades nacionais também estão informadas.
• Estamos a acompanhar esta situação de muito perto e adotaremos as medidas adicionais que venham a ser necessárias.
• Pode consultar aqui Perguntas e Respostas relativamente ao impacto da pandemia de COVID-19 no programa Erasmus+ e nas atividades do Corpo Europeu de Solidariedade.