European Union website, the official EU website

Uma Europa sem fronteiras

Uma Europa sem fronteiras

1990 | 1991 | 1992 | 1993 | 1994 | 1995 | 1996 | 1997 | 1998 | 1999

Uma Europa sem fronteiras

Com o desmoronamento do comunismo na Europa Central e Oriental, assiste-se a um estreitamento das relações entre os europeus. Em 1993, é concluído o Mercado Único com as quatro liberdades fundamentais: livre circulação de mercadorias, de serviços, de pessoas e de capitais. A década de noventa é também marcada por dois Tratados: o Tratado da União Europeia ou Tratado de Maastricht, de 1993, e o Tratado de Amesterdão, de 1999. A opinião pública mostra-se preocupada com a proteção do ambiente e com a forma como os europeus poderão cooperar em matéria de defesa e segurança. Em 1995, a União Europeia passa a incluir três novos Estados-Membros: a Áustria, a Finlândia e a Suécia. Uma pequena localidade luxemburguesa dá o seu nome aos «acordos de Schengen», que gradualmente permitirão às pessoas viajar sem que os seus passaportes sejam objeto de controlo nas fronteiras. Milhões de jovens estudam noutros países com o apoio da UE. A comunicação é facilitada à medida que cada vez mais pessoas começam a utilizar o telemóvel e a Internet.

1991

Na região dos Balcãs, a Jugoslávia está à beira da rutura. Os primeiros conflitos surgem na Croácia e depois na Bósnia-Herzegovina, onde alastra uma guerra civil sangrenta entre sérvios, croatas e bósnios muçulmanos.

7 de fevereiro de 1992

O Tratado da União Europeia é assinado em Maastricht, nos Países Baixos. Trata-se de um momento histórico na UE, já que o tratado estabelece regras claras para a futura moeda única, bem como para a política externa e de segurança e o reforço da cooperação em matéria de justiça e de assuntos internos. Ao abrigo do tratado, a «Comunidade Europeia» passa oficialmente a chamar-se «União Europeia».

1 de janeiro de 1993

O mercado único é criado com as suas quatro liberdades fundamentais: a livre circulação das mercadorias, dos serviços, das pessoas e dos capitais torna-se realidade. Desde 1986, para eliminar obstáculos e abrir as fronteiras, foram adotados mais de 200 atos legislativos em domínios como, por exemplo, a fiscalidade, a atividade empresarial e as qualificações profissionais. A livre circulação de certos serviços é adiada.

1 de janeiro de 1995

A Áustria, a Finlândia e a Suécia aderem à UE. O território dos 15 Estados-Membros cobre agora uma grande parte da Europa Ocidental.

Estados-Membros Estados-Membros: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal e Reino Unido.

Novos Estados-MembrosNovos Estados-Membros: Áustria, Finlândia e Suécia.

Mapa – países da UE em 1995 © União Europeia 

Lista de todos os países da UE e respetiva data de adesão

26 de março de 1995

O acordo de Schengen entra em vigor em sete países: Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Luxemburgo, Países Baixos e Portugal. Os viajantes de todas as nacionalidades podem deslocar-se entre todos estes países sem controlo de passaportes nas fronteiras. Posteriormente, mais países aderem ao espaço Schengen.

17 de junho de 1997

É assinado o Tratado de Amesterdão que, com base no Tratado de Maastricht, estabelece planos para reformar as instituições europeias, dar à Europa uma voz mais forte no mundo e consagrar mais recursos ao emprego e aos direitos dos cidadãos.

13 de dezembro de 1997

Os dirigentes europeus decidem dar início a negociações de adesão com 10 países da Europa Central e Oriental: Bulgária, Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, República Checa e Roménia. Chipre e Malta juntam-se a estes países. No ano 2000, as alterações aos tratados aprovadas em Nice abrem caminho ao alargamento ao reformularem as regras de votação da UE.

1 de janeiro de 1999

O euro é introduzido em 11 países (aos quais, em 2001, se junta a Grécia) unicamente para as transações comerciais e financeiras. As moedas e as notas serão introduzidas mais tarde. Os países da zona euro são a Alemanha, a Áustria, a Bélgica, Espanha, a Finlândia, a França, a Grécia, a Irlanda, a Itália, o Luxemburgo, os Países Baixos e Portugal. Para já, a Dinamarca, o Reino Unido e a Suécia decidem ficar de fora.

Final da década de noventa

Os telemóveis e a Internet começam a mudar a forma de comunicar dos europeus. A tecnologia por detrás destas duas inovações é europeia. Os jovens viajam cada vez mais e os estudantes optam por tirar um ano sabático para descobrir o mundo, utilizando o correio eletrónico para se manterem em contacto com a família e os amigos.

1990 | 1991 | 1992 | 1993 | 1994 | 1995 | 1996 | 1997 | 1998 | 1999
Ver também: