European Union website, the official EU website

A fisionomia da Europa em mutação – A queda do Muro de Berlim

A fisionomia da Europa em mutação – A queda do Muro de Berlim


1980 | 1981 | 1982 | 1983 | 1984 | 1985 | 1986 | 1987 | 1988 | 1989

A fisionomia da Europa em mutação – A queda do Muro de Berlim

O sindicato polaco Solidarność e o seu dirigente Lech Walesa tornam-se muito conhecidos não só na Europa como no mundo inteiro na sequência do movimento grevista dos trabalhadores do estaleiro de Gdansk durante o Verão de 1980. Em 1981, a Grécia torna-se o décimo Estado-Membro da UE, seguindo-se-lhe a Espanha e Portugal cinco anos mais tarde. Em 1986, é assinado o Acto Único Europeu, um Tratado que prevê um vasto programa para seis anos destinado a eliminar os entraves que se opõem ao livre fluxo de comércio na UE, criando assim o “Mercado Único”. Com a queda do Muro de Berlim em 9 de Novembro de 1989, dá-se uma grande convulsão política: a fronteira entre a Alemanha de Leste e a Alemanha Ocidental é aberta pela primeira vez em 28 anos e as duas Alemanhas em breve se reunificarão, formando um único país.

Na Polónia, os operários dos estaleiros navais de Gdansk, liderados por Lech Walesa, entram em greve no Verão de 1980 para obterem mais direitos. Outros movimentos de greve paralisam o país. Em Agosto, o Governo cede e é constituído o sindicato independente Solidariedade (Solidarność). Mas o Governo retoma progressivamente o poder e decreta a lei marcial em Dezembro de 1981, pondo termo à breve experiência de poder popular. Mas as sementes tinham sido lançadas …

1 de Janeiro de 1981

O número de membros da Comunidade passa a 10, com a adesão da Grécia, que pôde aderir depois da queda do seu regime militar e do restabelecimento da democracia em 1974.

Estados-Membros Estados-Membros: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Reino Unido.

Novo Estado-MembroNovo Estado-Membro: Grécia.

Mapa - Estados-Membros da UE em 1981 © Stefan Chabluk

Lista dos países da UE com a respetiva data de adesão

28 de Fevereiro de 1984

A informática e a robotização revolucionam o nosso modo de vida e de trabalho. Para se manter na vanguarda da inovação, a CEE lança o programa Esprit em 1984, o primeiro de uma longa série no domínio da investigação e desenvolvimento.

1 de Janeiro de 1986

Espanha e Portugal aderem à CEE, o que aumenta para 12 o número dos seus membros.

Estados-Membros Estados-Membros: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Reino Unido.

Novo Estado-MembroNovos Estados-Membros: Espanha e Portugal.

Mapa - Estados-Membros da UE em 1986 © Stefan Chabluk

Lista dos países da UE com a respetiva data de adesão

17 de Fevereiro de 1986

Apesar da supressão dos direitos aduaneiros em 1968, continuam a existir obstáculos à liberdade de comércio na Comunidade. Trata-se essencialmente de diferenças entre as legislações nacionais, que o Acto Único Europeu, assinado em 1986, prevê eliminar através de um vasto programa de seis anos. O Acto Único aumenta igualmente a influência do Parlamento e reforça os poderes da CEE em matéria de ambiente.

15 de Junho de 1987

A CEE lança o programa Erasmus que concede bolsas aos estudantes universitários que desejam estudar noutro país europeu por um período máximo de um ano. Mais de dois milhões de jovens beneficiaram já do programa Erasmus ou de programas similares.

A queda do muro de Berlim em 1989 simboliza o desmoronamento do comunismo na Europa Central e Oriental, que começou na Polónia e na Hungria. Confrontado com um êxodo maciço da sua população para o Ocidente, o Governo da Alemanha Oriental abre as suas fronteiras. É a reunificação da Alemanha após mais de 40 anos de separação e a sua parte oriental integra a CEE em Outubro de 1990.

1980 | 1981 | 1982 | 1983 | 1984 | 1985 | 1986 | 1987 | 1988 | 1989
Ver também: