União Europeia

Viver na UE

Viver na UE

Cada país da UE tem características únicas. Consequentemente, o produto interno bruto (PIB) e o crescimento demográfico, por exemplo, podem ser muito diferentes de país para país. Cada país tem também a sua própria visão dos domínios de intervenção essenciais, como a educação.

Superfície e população

A superfície da UE estende-se por mais de 4 milhões de km². Com 446 milhões de habitantes, a UE tem a terceira maior população do mundo, após a China e a Índia. Em termos de superfície, a França é o maior país da UE e Malta o mais pequeno.

Superfície

Fonte: Eurostat

População

Fonte: Eurostat

A população da Europa tem aumentado em resultado de uma combinação de crescimento natural (ou seja, o número anual de nascimentos é superior ao número de mortes) e de migração líquida (ou seja, há mais pessoas a fixarem-se na UE do que a sair dela).

Simultaneamente, a população da Europa está a envelhecer, uma vez que a esperança de vida tem aumentado e o número de nascimentos tem diminuído.

Qualidade de vida

Os níveis de vida podem ser comparados determinando o preço de uma série de bens e serviços em cada país em relação ao rendimento, utilizando, para o efeito, uma moeda virtual comum denominada «padrão de poder de compra» (PPC). Se se comparar o PIB por habitante em PPC para cada país obtém-se um panorama dos diferentes níveis de vida na Europa.

Fonte: Eurostat

A UE esforça-se por melhorar o nível de vida dos seus cidadãos, protegendo o ambiente, fomentando o emprego, reduzindo as disparidades regionais e, graças ao desenvolvimento de infraestruturas, ligando regiões anteriormente isoladas.

 

Dados não disponíveis para alguns países e setores

Fonte: Eurostat

Educação

A educação melhora as competências dos trabalhadores, tornando-os assim mais aptos a fazer face à crescente concorrência internacional. O montante das despesas com a educação varia de país para país.
A UE incentiva as pessoas a passarem temporadas no estrangeiro no âmbito da sua educação, nomeadamente através do programa Erasmus de intercâmbio de estudantes, que tem tido um êxito enorme.

Dados não disponíveis para alguns países e setores

Fonte: Eurostat

Línguas

Os conhecimentos linguísticos são cada vez mais importantes, uma vez que o processo de globalização leva a uma multiplicação dos contactos com pessoas de outros países. A UE incentiva ativamente a aprendizagem de línguas estrangeiras desde a infância.

Dados não disponíveis para alguns países e setores

Fonte: Eurostat

Back to top