União Europeia

A economia

Funcionando como um mercado único constituído por 28 países, a UE é uma grande potência comercial a nível mundial.

A política económica da UE está concentrada na criação de emprego e na promoção do crescimento, o que passa por utilizar de forma mais eficaz os recursos financeiros, suprimir os obstáculos ao investimento e dar visibilidade e assistência técnica aos projetos de investimento.

Qual a dimensão da economia da UE?

Em termos do valor total dos bens e serviços produzidos (PIB), a economia da UE é maior do que a economia dos EUA. PIB da UE em 2017:

  • 15 300 mil milhões de euros

Comércio

Mais de 64% das trocas comerciais dos países da UE realizam-se com outros países da UE.

Embora a UE represente apenas 6,9% da população mundial, as suas trocas comerciais com o resto do mundo correspondem, aproximadamente, a 15,6% das exportações e importações mundiais.

Juntamente com os Estados Unidos e a China, a UE é um dos três maiores parceiros do comércio internacional.

Em 2016, a quota-parte tanto das importações como das exportações do conjunto dos países da UE foi a segunda maior do mundo.

As suas exportações representaram 15,6% do total mundial, embora, em 2014, pela primeira vez na história da UE, tivessem sido ultrapassadas pelas da China (16,1% em 2014 e 17,0% em 2016), mantendo-se, contudo, à frente das dos EUA (11,8%).

No que se refere às importações, a maior quota foi a dos EUA (17,6%), seguida pela da UE (14,8%) e da China (12,4%).

Emprego

A taxa de emprego, isto é, a proporção da população em idade ativa empregada, é um indicador social fundamental para analisar as tendências do mercado de trabalho.

O impacto da crise económica mundial e da turbulência da zona euro em 2008 foi seguido de um aumento constante da taxa de emprego nos anos seguintes.

Fonte: Eurostat

Desemprego

A taxa de desemprego corresponde ao número de pessoas sem emprego expressa em percentagem da população ativa. Trata-se de um indicador importante tanto a nível social como económico.

O gráfico abaixo mostra as taxas de desemprego dos países da UE.

Fonte: Eurostat

Disparidade salarial entre homens e mulheres

A disparidade salarial entre homens e mulheres (em valores não corrigidos) corresponde à diferença entre a remuneração horária bruta média dos homens e das mulheres, expressa em percentagem da remuneração horária bruta média dos homens e é calculada para empresas com um mínimo de dez trabalhadores.

Regra geral, a disparidade salarial entre homens e mulheres é menor no caso dos jovens trabalhadores e tende a aumentar com a idade. Tal pode ser o resultado das interrupções de carreira que normalmente caracterizam a vida profissional das mulheres. As disparidades salariais são particularmente acentuadas no caso das mulheres idosas, que não beneficiaram de nenhumas medidas de igualdade, uma vez que estas ainda não existiam quando iniciaram a sua vida ativa.

Como mostra o gráfico abaixo, as disparidades salariais variam consideravelmente na UE.

Não estão disponíveis dados para alguns países da UE.

Fonte: Eurostat

Comércio eletrónico

As compras pela Internet são muito populares na UE. O comércio eletrónico está a crescer a um ritmo constante, sobretudo entre os jovens utilizadores da Internet.

O gráfico abaixo mostra os bens e serviços mais frequentemente comprados ou encomendados em linha.

Fonte: Eurostat

Como se pode ver no gráfico abaixo, quase sete em cada dez pessoas não tiveram problemas quando compraram ou encomendaram em linha bens ou serviços.

Fonte: Eurostat

Transportes

Um sistema de transporte de passageiros e de mercadorias sem descontinuidades e eficaz é vital tanto para as empresas como para os cidadãos. A política da UE visa incentivar transportes não poluentes, seguros e eficientes em toda a Europa.

Os três gráficos que se seguem ilustram:

  • a repartição dos transportes terrestres (comboio, camioneta, autocarro e troleicarro) em cada país da UE
  • taxas dos passageiros dos transportes aéreos
  • taxas dos passageiros dos transportes marítimos

Fonte: Eurostat

Fonte: Eurostat

Não estão disponíveis dados para alguns países da UE.

Fonte: Eurostat

Energias renováveis

As fontes de energias renováveis usadas na UE incluem a energia eólica, a energia solar, a energia hidroelétrica, a energia das marés, a energia geotérmica, os biocombustíveis e a parte renovável dos resíduos. Entre as numerosas vantagens das energias renováveis, são de destacar:

  • menos emissões de gases com efeito de estufa
  • maior diversificação das fontes de energia
  • menor dependência dos mercados de combustíveis fósseis (especialmente petróleo e gás)

Nos últimos anos, a utilização das energias renováveis aumentou fortemente na UE, tendo a quota-parte das energias renováveis no consumo final bruto de energia quase duplicado, como ilustra o gráfico abaixo.

Fonte: Eurostat

Back to top