EU PROTECTS > O nosso meio ambiente > Uma rede de segurança para tartarugas marinhas: Como a UE está a ajudar a proteger os nossos ecossistemas marinhos?

"A conservação das tartarugas marinhas envolve a preservação desta espécie em vias de extinção e do papel fundamental que tem nos ecossistemas marinhos, dos quais todos nós dependemos."

ANDREAS DEMETROPOULOS

No Mediterrâneo e Adriático, as tartarugas marinhas têm um papel fundamental nos ecossistemas marinhos, ajudando a manter as pradarias de algas marinhas saudáveis e transportando nutrientes para a costa. Estas criaturas maravilhosas foram sempre vulneráveis aos predadores, mas, hoje, as maiores ameaças são as redes de pesca, as hélices dos barcos e a poluição. 

Investigadores, organizações não-governamentais e voluntários de toda a Europa estão a trabalhar intensamente para proteger as tartarugas marinhas. Em conjunto, eles monitorizam e chamam a atenção para as populações de tartarugas marinhas, intervindo em caso de perigo. 

O financiamento da UE para a conservação das tartarugas marinhas ajuda a proteger o futuro dos nossos mares e do planeta. 

Uma rede de segurança para tartarugas marinhas: Como a UE está a ajudar a proteger os nossos ecossistemas marinhos?

As tartarugas marinhas habitam o nosso planeta há aproximadamente 100 milhões de anos e são fundamentais para a saúde dos oceanos. A UE ajuda investigadores de todo o continente a monitorizar os seus movimentos e a proteger tartarugas sujeitas a uma ameaça cada vez maior.

Desloque-se para continuar

Paolo Casale

Universidade de Pisa

Itália

"Acompanhamos as tartarugas marinhas nas zonas de alimentação e reprodução ao longo da costa europeia. O apoio financeiro da UE ajudou-nos a estudar uma espécie essencial para o ecossistema marinho."

"Nenhum outro projeto sobre esta temática une verdadeiramente os investigadores de diferentes países europeus."

 

 

 

 

 

 

 

"Não é possível proteger a população de tartarugas sem entender os seus movimentos."

 - Paolo Casale

Dr. Draško Holcer

Museu de História Natural da Croácia

Croácia

"O norte do Adriático é uma das principais áreas de alimentação das tartarugas marinhas. Com o apoio da UE, estamos a descobrir formas de usar as luzes LED para evitar que as tartarugas sejam apanhadas pelas redes de pesca."

"Queremos promover o uso desta tecnologia entre os pescadores, a par de outras medidas de conservação na zona." 

 

 

"Há muitos pescadores que percebem que as tartarugas marinhas precisam da nossa ajuda."

 - Dr Drasko Holcer

Eirini Kasimati

ARCHELON – Sociedade de Proteção das Tartarugas Marinhas da Grécia

Grécia

"Há uma linha para onde as pessoas podem telefonar 24 horas por dia e sete dias por semana para dizer que encontraram uma tartaruga ferida." 

"A tartaruga é transportada para o centro de salvamento de autocarro, ferry, ou até mesmo de avião."

 

 

 

 

"Às vezes, as tartarugas ficam aqui durante meses, ou até mesmo um ano."

 - Eirini Kasimati

Andreas Demetropoulos

Sociedade de Vida Selvagem do Chipre

Chipre

"Comecei a interessar-me pelas tartarugas marinhas na década de 70. Foi amor à primeira vista! O nosso projeto começou com uma equipa pequena, a primeira do género no Mar Mediterrâneo. Penso que a conservação das tartarugas é importante e é uma componente essencial dos esforços a nível global para a conservação da biodiversidade."

 

 

 

 

 

 

"Desde 2012 que verificamos um grande aumento do número de tartarugas a porem ovos nas praias do Chipre."

 - Andreas Demetropoulos

Sabia que?

132.000

O número de tartarugas marinhas apanhadas pelas redes de pesca no mar Mediterrâneo todos os anos.

12.000

O número de quilómetros que uma tartaruga fêmea pode percorrer num período de dois a três anos para regressar à praia onde nasceu. É nesta praia que ela, agora adulta, põe os seus ovos.

LIFE EUROTURTLES

Fiel ao seu nome, este projeto da UE faz parte de um esforço comum para garantir o futuro das tartarugas marinhas na região este do Mediterrâneo (que cobre seis países da UE – Itália, Malta, Eslovénia, Croácia, Grécia, Chipre). Este projeto é liderado pelo Museu de História Natural da Croácia e apoiado por organizações como a ARCHELON.

Não interromper

A rede Natura 2000 da UE define e protege áreas na Europa para assegurar o bem-estar das espécies mais ameaçadas do continente europeu e dos seus habitats. A rede inclui as praias da região este do Mediterrâneo, onde as tartarugas se reproduzem.

Salvar os nossos mares

A UE cofinanciou 120 projetos, com fundos na ordem dos 320 milhões de euros, dedicados à saúde dos nossos mares e oceanos.

Proteção de espécies raras

Apoiada por fundos da UE, a União Internacional para a Conservação da Natureza desenvolveu uma Lista Vermelha Europeia de espécies ameaçadas na Europa para que possam ser tomadas medidas de conservação adequadas para melhorar as suas condições.

QUEM SÃO OS OUTROS HERÓIS QUE PROTEGEM O NOSSO MEIO AMBIENTE?

Talvez alguns destes heróis sejam do seu país.

Graças à UE, existe uma rede de heróis locais que trabalham em conjunto para ajudar a proteger os cidadãos europeus do tráfico de droga, radicalização, ataques cibernéticos e muito mais. De investigadores a pilotos, de especialistas em comércio a médicos, descubra como a UE apoia os heróis locais no seu país.