Portal Europeu da Juventude

Informações e oportunidades para os jovens na Europa.

A picture
© shutterstock.com - Aaron Amat

Será a igualdade entre homens e mulheres uma realidade?

Ainda hoje, no século XXI, existem desigualdades entre homens e mulheres, especialmente no mercado de trabalho. Na UE, as mulheres ganham, em média, 17% menos do que os homens.

Nas últimas décadas, a UE tem feito progressos significativos a nível da igualdade entre homens e mulheres: o mercado de trabalho conta agora mais mulheres, cujo acesso à educação e à formação melhorou também. A Comissão Europeia contribuiu para promover a igualdade entre homens e mulheres através da estratégia para a igualdade entre homens e mulheres.

 

 

Dia da Igualdade Salarial

O Dia da Igualdade Salarial realizou-se pela primeira vez em março de 2011 com o objetivo de promover uma maior sensibilização para as disparidades salariais entre homens e mulheres. A data escolhida, 5 de março, assinala o número de dias adicionais que as mulheres teriam de trabalhar em 2011 para atingirem o salário auferido pelos homens, em média, em 2010, ou seja, 64 dias. Desde então, o Dia da Igualdade Salarial tem sido celebrado todos os anos em muitos países europeus.

«O Dia Europeu da Igualdade Salarial lembra-nos o quanto resta ainda por fazer para eliminar a disparidade salarial entre homens e mulheres», afirmou Viviane Reding (Vice-Presidente da Comissão e Comissária da Justiça da UE), comprometendo-se a colaborar com os governos dos países da UE, as empresas e os sindicatos, «para que um dia deixemos de precisar de um Dia da Igualdade Salarial para evidenciar as diferenças de remuneração entre homens e mulheres».
 

Calcule a disparidade salarial entre homens e mulheres no caso

 

Obter ajuda

Considera que já foi vítima de discriminação no acesso a um emprego em razão do género? Alguma vez viu alguém ser injustamente tratado pelo facto de ser homem ou mulher? Contacte o organismo nacional para a igualdade entre homens e mulheres para saber como pode invocar a legislação UE para defender a sua causa.

Se tenciona criar uma empresa, a iniciativa A igualdade compensa pode ajudá-lo a encontrar mão de obra feminina no mercado de trabalho com as competências de que necessita. Esta iniciativa propõe igualmente formas de intercâmbio de boas práticas para poder atrair, reter e desenvolver os maiores talentos e reduzir as disparidades salariais entre homens e mulheres.