Estás a utilizar uma versão antiga do Microsoft Internet Explorer. Este sítio foi otimizado para a versão 9 e versões mais recentes do Internet Explorer. Para beneficiares de todas as funcionalidades, deves atualizar o teu programa de navegação. Visita o sítio Web da Microsoft http://www.microsoft.com para descarregar uma versão mais recente do Internet Explorer.

Portal Europeu da Juventude

Informações e oportunidades para os jovens na Europa.


flag

Saúde mental

A picture
© shutterstock.com - Nejron Photo

Fazer frente ao bullying

O bullying pode assumir a forma de abusos físicos ou verbais e regista se habitualmente num contexto escolar. Sabes o que deves fazer se fores vítima de bullying? E se fores testemunha de um caso de bullying?

As razões mais comuns do  bullying são a aparência física, a estatura ou o peso, a orientação sexual e a etnia. Por bullying entende‑se não só atos de violência física mas também qualquer outro ato que tenha como objetivo fazer com que a vítima se sinta mal. Empurrar, bater, passar rasteiras, insultar, fazer observações ofensivas, espalhar rumores ou danificar ou roubar objetos que pertencem à vítima são exemplos de bulliying.

 

O que posso fazer?

Não podemos aceitar o bullying. Quer sejamos vítimas ou testemunhas, não podemos ficar calados. A Rede Europeia de Prevenção da Criminalidade oferece aconselhamento sobre a forma de prevenir e reduzir os atos de bullying na escola.

Uma maneira simples de lutar contra este fenómeno, é participar nas jornadas internacionais contra o bullying  STAND UP to Bullying Day - um evento que reúne  jovens de todo o mundo que assinaram uma t-shirt especial(«pledge shirt»), prova do seu empenhamento contra o bullying e que a vestem para :

  • enviar uma mensagem clara e não violenta contra os autores do bullying
  • se darem a conhecer às vítimas como possível fonte de apoio
  • chamar a atenção para os efeitos do bullying e incentivar as testemunhas a intervir

Estas jornadas realizam‑se em todo o mundo. As t-shirts e outros serviços são postos à disposição em escolas e locais de trabalho de 25 países. Basta inscreveres‑te em linha.

Até à data, mais de 3100 escolas, empresas e organizações, que representam mais de um milhão de pessoas, aderiram a esta iniciativa. Este movimento começou na América do Norte e está a estender‑se  rapidamente a todo o mundo.

 

Bullying fora da escola

Por vezes, o bullying também se manifesta fora da escola e até na Internet. Pode acontecer durante as atividades extracurriculares e desportivas, em casa, na rua e no local de trabalho. No caso da ciberperseguição, as vítimas são alvo de sms, mensagens eletrónicas ou comentários em redes sociais com ameaças e mensagens ofensivas ou fotografias comprometedoras.