Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia - Declaração

Declaração conjunta UE-EUA na sequência da visita do Presidente Juncker à Casa Branca

Washington, 25 de julho de 2018

Reunimo-nos hoje em Washington D.C. para lançar uma nova fase na relação entre os Estados Unidos e a União Europeia, uma fase de amizade estreita e de relações comerciais sólidas em que todos ficamos a ganhar, trabalhando juntos para garantir a segurança e prosperidade global e combater o terrorismo.

Os Estados Unidos e a União Europeia têm mais de 830 milhões de cidadãos e geram mais de 50 % do PIB mundial. Em conjunto, podemos tornar o nosso planeta um lugar melhor, mais seguro e mais próspero.

Atualmente, os Estados Unidos e a União Europeia mantêm uma relação comercial bilateral de 1 bilião de dólares, a maior parceria económica do mundo. Desejamos reforçar esta relação em benefício de todos os cidadãos americanos e europeus.

Foi por isso que acordámos, hoje, em trabalhar para eliminar tarifas pautais e não pautais e as subvenções a bens industriais não automóveis. Trabalharemos também no sentido de reduzir obstáculos e aumentar o comércio de serviços, produtos químicos, produtos farmacêuticos, produtos médicos e sementes de soja.

Estas medidas abrirão os mercados aos agricultores e aos trabalhadores, aumentarão o investimento, conduzirão a uma maior prosperidade nos Estados Unidos e na União Europeia e tornarão o comércio mais justo e recíproco.

Comprometemo-nos igualmente a reforçar a nossa estratégia comercial no setor da energia. A União Europeia pretende importar mais gás natural liquefeito (GNL) dos Estados Unidos de modo a diversificar o seu aprovisionamento energético.

Decidimos, por outro lado, iniciar um diálogo estreito sobre as normas a fim de facilitar as trocas comerciais, reduzir obstáculos burocráticos e diminuir custos.

Por último, decidimos hoje juntar forças para proteger as empresas americanas e europeias de práticas de comércio desleais a nível mundial. Para tal, colaboraremos estreitamente com parceiros que partilham os mesmos valores de forma a reformar a OMC e combater práticas comerciais desleais, incluindo o roubo de propriedade intelectual, a transferência forçada de tecnologia, as subvenções ao setor industrial, as distorções criadas por empresas públicas, bem como a sobrecapacidade.

Decidimos criar imediatamente um Grupo de Trabalho constituído pelos nossos conselheiros mais próximos para levar a cabo esta agenda comum e identificar medidas a curto prazo para facilitar as trocas comerciais e avaliar medidas pautais existentes. No decurso deste trabalho, não agiremos contra o espírito do presente acordo, salvo denúncia das negociações por uma das Partes.

Desejamos igualmente resolver os assuntos ligados ao aço e ao alumínio e as medidas retaliatórias.

STATEMENT/18/4687


Side Bar