Navigation path

Left navigation

Additional tools

Bruxelas, 14 de dezembro de 2012 Declaração da Alta Representante, Catherine Ashton, em nome da União Europeia, sobre as autoimolações no Tibete

European Council - PESC/12/535   14/12/2012

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

CONSELHO DA
UNIÃO EUROPEIA

PT

Bruxelas, 14 de dezembro de 2012

(OR. en)

17831/1/12 REV 1

PRESSE 535

Declaração da Alta Representante, Catherine Ashton, em nome da União Europeia, sobre as autoimolações no Tibete

"A UE está profundamente entristecida pelo crescente número de autoimolações de tibetanos, muitos deles jovens.

Estamos preocupados com as restrições às expressões da identidade tibetana, que parecem ter causado uma vaga de descontentamento na região. Embora respeitando a integridade territorial da China, a UE apela às autoridades chinesas para que respondam às causas mais profundas de frustração do povo tibetano e garantam o respeito dos seus direitos cívicos, políticos, económicos, sociais e culturais; nomeadamente, o direito a usufruírem da sua própria cultura, a praticarem a sua própria religião e a usarem a sua própria língua.

A UE apoia sem reservas a declaração da Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos do Homem, Navi Pillay, de 2 de novembro de 2012. A UE insta as autoridades chinesas a respeitar os direitos dos tibetanos ao exercício pacífico da liberdade de reunião e de expressão, a atuar com contenção, e a libertar todos os indivíduos detidos por participarem em manifestações pacíficas.

Exortamos também a que as autoridades chinesas permitam o livre acesso dos diplomatas e jornalistas internacionais a todas as regiões autónomas tibetanas.

Ainda que reconhecendo o seu forte sentimento de desespero, a UE apela aos tibetanos para se absterem de recorrer a formas de protesto extremadas, tais como a autoimolação, e aos seus líderes comunitários e religiosos para usarem a sua influência a fim de pôr termo a estas mortes trágicas.

Por último, a UE encoraja todas as partes envolvidas a retomarem um diálogo construtivo."

A Croácia* – país aderente –, a Turquia, o Montenegro* e a Islândia+ – países candidatos –, a Albânia e a Bósnia-Herzegovina – países do Processo de Estabilização e de Associação e potenciais candidatos –, e o Listenstaine e a Noruega – países da EFTA membros do Espaço Económico Europeu –, subscrevem a presente declaração

*.A Croácia e o Montenegro continuam a fazer parte do Processo de Estabilização e de Associação.

+ A Islândia continua a ser membro da EFTA e do Espaço Económico Europeu.


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website