Navigation path

Left navigation

Additional tools

Other available languages: EN FR DE DA NL IT FI EL LT PL SK

Comissão europeia

MEMO

Bruxelas, 30 setembro 2013

Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2013: melhores projetos selecionados

Centenas de projetos concorreram nas competições nacionais de 2013 por uma hipótese de representar o seu país nos Prémios Europeus de Promoção Empresarial. Este ano, foram selecionados 19 projetos no que tem sido um ano emocionante para os Prémios que constatou a introdução de uma nova categoria: Apoiar o desenvolvimento de mercados ecológicos e a eficiência dos recursos. O Prémio recebeu candidaturas de 28 países europeus - incluindo o novo Estado-Membro, a Croácia, e outros países de toda a União Europeia. Um júri de alto nível com representantes das esferas empresarial, governamental e académica analisou as 53 candidaturas vencedoras a nível nacional e determinou uma lista de finalistas de 19 nomeados em seis categorias. Os vencedores de cada uma das seis categorias serão anunciados na Assembleia de PMEs a 25 de novembro de 2013, em Vilnius, na Lituânia, para a qual todos os candidatos serão convidados. Um projeto também irá receber o prestigioso Grande Prémio do Júri.

O Vice-Presidente da Comissão Europeia, Antonio Tajani, responsável pela Indústria e Empreendedorismo, comentou relativamente à lista de finalistas deste ano, "A originalidade e a criatividade destes projetos notáveis ​​prova exatamente porque é tão importante promover o espírito empreendedor para o incentivo das empresas europeias. Este ano, muitos projetos são destinados aos jovens, mostrando a importância de apoiar a juventude empresarial da Europa. Todas estas iniciativas de melhores práticas continuam a demonstrar que as PMEs são a espinha dorsal da economia europeia".

Categoria 1: Promoção do espírito de empreendedorismo

Bélgica: Boost Your Talent - Impulsione o Seu Talento (BYT) é um projeto que visa promover o espírito empresarial, com uma concentração nas escolas e outras organizações de juventude na área do Canal de Bruxelas e dos bairros centrais. Incentiva os jovens em todos os níveis escolares a descobrirem o empreendedorismo, o ambiente de negócios e as suas próprias capacidades e qualidades empreendedoras e a terem um papel ativo no seu próprio projeto com vista a alcançarem o sucesso a nível social e profissional. Através de uma série de programas e atividades originais, adaptados para se enquadrarem nos diferentes níveis escolares, os jovens descobrem o empreendedorismo e o ambiente socioeconómico. BYT incentiva os jovens a terem um papel ativo nos seus próprios projetos e a visar o sucesso a nível social e profissional. BYT formou diretamente 8.316 estudantes entre os finais de 2008 e abril de 2013.

Irlanda: O Student Enterprise Awards Program - Programa de Prémios Empresariais Estudantis proporciona aos alunos uma oportunidade de ganharem aptidões a nível de negócios e empreendedorismo num cenário da vida real prático onde realmente estabelecem e executam as suas próprias miniempresas durante seis meses ou mais. Os City & County Enterprise Boards (Comissões de Empresas do Município e do Condado), uma rede de agências apoiada pelo Governo de fomento para o setor de pequenas empresas, criou uma competição de âmbito nacional realizada anualmente a diferentes níveis em escolas do ensino secundário, onde os alunos trabalham em grupos ao longo de dois semestres escolares criando e gerindo as suas próprias miniempresas. O programa tem um ciclo júnior (12-13 anos), um ciclo intermediário (14-15 anos) e um ciclo sénior (16-17 anos) e os alunos em todas as categorias são encorajados a trabalharem em grupos de até 5 alunos, permitindo tanto a divisão de funções como o incentivo do conceito de trabalho em equipa. O número de participantes tem aumentado de ano para ano e já ultrapassa os 17.000.

Polónia: uma iniciativa levada a cabo pela Secretaria de Desenvolvimento Económico do Município de Wrocław envolvida na produção e apresentação de uma peça intitulada "O conto de fadas sobre Janek, o empresário e seus irmãos tolos.” Como resultado, os alunos aprenderam a identificar os traços de personalidade associados ao empreendedorismo, compreenderam o significado da palavra "investimento" e as consequências de cair num endividamento excessivo. Esta é a primeira ferramenta educacional na Polónia, na forma de uma representação teatral com vista a abordar o empreendedorismo que visa os alunos do ensino primário. Além disso, promove atitudes empreendedoras e a sensibilização dos consumidores entre os jovens. Além da plateia, 60.000 alunos de 720 escolas de todo o país, viram a representação on-line.

Finlândia: a entidade pedagógica MyCity - A Minha Cidade é uma cidade em miniatura, construída a partir de elementos de parede móveis e inclui pelo menos 15 empresas locais e regionais diferentes e serviços públicos. Os alunos trabalham na sua própria profissão no âmbito da cidade e recebem salários. Também agem como consumidores e cidadãos da sociedade. Cerca de 70 alunos trabalham ao mesmo tempo nas instalações da MyCity. MyCity, patrocinada pelo Ministério da Educação e Cultura Finlandês, atua em oito municípios diferentes e 24 mil alunos do sexto ano e 1.000 professores visitaram as instalações.

Sérvia: empresas pertencentes a mulheres ainda são uma minoria na Sérvia, abrangendo apenas 26% das PMEs. Portanto, muitas mulheres recorrem à Association of Business Women in Serbia - Associação de Mulheres de Negócios na Sérvia (ABW), que promove e apoia as mulheres empresárias, defendendo simultaneamente a melhoria do clima de negócios e fomentando redes locais, regionais e internacionais. ABW reconheceu a necessidade e o potencial de potenciar as capacidades das organizações locais com vista a promover as mulheres empresárias, bem como para incentivar e apoiar a formalização e o registo oficial de novas associações de mulheres de negócios em comunidades individuais. A iniciativa liga as mulheres empresárias em toda a Sérvia, fortalecendo as associações locais e estabelecendo e potenciando a capacidade das associações locais recém-formadas. No ano passado, três novas Associações de Mulheres de Negócios foram criadas em Novi Pazar, Subotica e Zajecar.

Reino Unido: o programa de Premier League Charitable Fund - o Programa de Fundo de Beneficência da Primeira Liga (PLEA) foi criado para ajudar a ensinar aos jovens entre os 11 e os 19 anos de idade os princípios básicos de negócios e autoemprego. Inspirado por um modelo pioneiro no Middlesbrough FC, a Academia Enterprise observou 135 mil alunos participantes nos seus dois primeiros anos, com mais de 1.500 jovens a assegurarem qualificações de nível de entrada na universidade, como resultado do programa, dando-lhes uma acreditação OCR (Exames Oxford e Cambridge RSA). Baseado num curso de 10 semanas desenvolvido em primeira mão pelo Middlesbrough FC, o programa ajuda os jovens a compreenderem os princípios básicos do negócio através de uma série de oportunidades de aprendizagem interativas, tanto nas salas de aulas como em estádios de futebol. Verificou-se a instalação de PLEAs em 20 clubes, que envolveram mais de 80 mil jovens.

Categoria 2: Investimento nas competências

Dinamarca: Vkstfabrikkerne (As Fábricas de Crescimento) é um programa de incubação de empresas, lançado em janeiro de 2010. O projeto consiste em dez incubadoras de empresas, distribuídas geograficamente por toda a região da Zelândia. Como parte do programa, os incubados entram num "programa de crescimento" de 1,5-3 anos personalizado que consiste na mentorização de atividades de redes de ligação e num curso de formação em cooperação com uma universidade regional. A avaliação a meio do projeto em janeiro de 2013, constatou que 62% dos incubados, que já geraram um volume de negócios antes de entrarem nas Fábricas de Crescimento, já apresentam crescimento. No total, já foram criados 54 novos postos de trabalho na região e esperam-se outros 300 nos próximos três anos.

Irlanda: Senior Enterprise - Empresa Sénior foi especificamente concebido para incentivar um maior envolvimento com as empresas por parte de pessoas com 50 anos ou mais e para aumentar a consciencialização relativamente ao seu potencial com vista a iniciar um negócio, adquirir ou investir num negócio iniciado por outra pessoa ou para se tornar um mentor voluntário. Desde o início, o objetivo é dar início a mais empresas, atrair mais investimento e ter mais idosos ativos como conselheiros em empresas novas e em desenvolvimento. Até à data cerca de 1.000 indivíduos com mais de 50 anos de idade, que receberam algum apoio da Senior Enterprise na Irlanda, no Reino Unido e em França, criaram novos negócios. Isto é quase três vezes o objetivo estabelecido aquando do lançamento da iniciativa, em Outubro de 2010.

Sérvia: a finalidade do Junior Achievement - Concretização Júnior (JA) da Sérvia é educar e inspirar os jovens com vista a valorizarem a livre iniciativa e entenderem os negócios e a economia. O objetivo geral do JA da Sérvia é permitir que o setor privado assuma um papel ativo na preparação e inspiração dos jovens da Sérvia para se tornarem membros contribuintes da sociedade e educar os jovens nas áreas de empreendedorismo, educação financeira e de negócios. A visão do projeto é criar uma geração de mente aberta, que terá um papel ativo em todos os aspetos da vida moderna e, desta forma, aumentar as oportunidades de emprego. Desde a sua fundação em 2005, pelo JA da Sérvia já passaram mais de 30 mil estudantes que foram orientados por 500 professores JAS formados em mais de 200 escolas em toda a Sérvia. Durante o ano letivo de 2011/12, 8021 alunos participaram em programas do JA da Sérvia, apoiados por 485 professores em 156 escolas secundárias e 52 escolas primárias em 72 municípios.

Categoria 3: Desenvolvimento do ambiente empresarial

Bélgica: The Belgium Starters Agreement - O Acordo de Iniciadores Belga ajuda aspirantes a empresários e empresários estabelecidos a alcançarem o sucesso. Os empresários celebram um acordo de iniciadores com a cidade de Ghent com vista a elaborar um plano de negócios, solicitar aconselhamento e orientação profissional especializada, frequentar cursos de formação e desenvolvimento e continuar a atividade empresarial independente durante pelo menos três anos em Ghent. Com este contrato, os empresários podem receber um apoio de no máximo 5.000 € para a formação, orientação profissional e investimento. Todas as empresas criadas que foram estabelecidas como empresas independentes, em Ghent durante menos de dois anos, podem candidatar-se a um acordo de iniciador. Um dos objetivos mais importantes do acordo é o de aumentar a taxa de sucesso de empresas iniciantes durante os seus primeiros anos e evitar fracassos. Até à data, um total de 171 acordos de iniciadores receberam uma recomendação positiva por parte da comissão de avaliação, com 166 destes aprovados pelo Council of the Mayor and aldermen (Conselho do Presidente da Câmara e vereadores).

Itália: Incredibol!, o Projeto Criativo de Inovação de Bolonha, apoia profissões criativas na Emília-Romana através de contribuições em dinheiro, espaços de trabalho e uma rede de parceiros públicos e privados que proporcionam serviços aos vencedores do prémio. Incredibol! é também uma comunidade que interage com, e melhora, as empresas culturais e criativas locais (ICC) do setor. Incredibol! começou em 2010 e reuniu 243 ideias de conceção impressionantes oriundas de toda a região. No total, existiram 32 projetos vencedores, que puderam tirar partido de prémios em dinheiro num total de 20.000 €, mais de 500 horas de formação e apoio profissional por parte de 15 consultores. Além disso, foi permitido a 10 vencedores utilizarem gratuitamente os espaços de trabalho pertencentes ao município.

Letónia: Think Small First - Pensar Primeiro em Pequena Escala foi desenvolvido pela Latvian Chamber Of Commerce and Industry - Câmara de Comércio e Indústria da Letónia (LCCI) para tirar a Letónia da crise económica. A iniciativa ajudou microempresas, promovendo a criação de uma taxa de imposto especial e um sistema simplificado de contabilidade fiscal, através da introdução de um programa de microcrédito e disponibilizando num só local as informações sobre o lançamento de uma empresa. A LCCI tem desempenhado um dos papéis principais em debates realizados no Parlamento da Letónia, o Saeima. Através do apoio do Ministério da Economia, o Saeima apoiou a Lei do Imposto de Microempresa que entrou em vigor a 1 de setembro de 2010. Como resultado desta iniciativa, um total de 28.000 empresas têm utilizado o sistema de contabilidade fiscal simplificado.

Lituânia: Investment and Business Guarantees - Garantias de Investimento e Empresariais (INVEGA) é uma instituição de garantia fundada pelo governo da Lituânia. INVEGA proporciona garantias às instituições de crédito para empréstimos assumidos pelos representantes de PMEs para a criação ou expansão de empresas. Além da prestação de garantias, INVEGA compensa as PMEs em 50% dos juros pagos e também administra várias medidas de engenharia financeira. Duas medidas de capital de risco estão também presentemente em fase de implementação por parte do Fundo INVEGA. Estas medidas possibilitam e facilitam que o maior círculo possível de PMEs obtenha o financiamento tão necessário. Desde 2001, INVEGA forneceu 3.978 garantias às instituições de crédito relativamente a empréstimos a pequenas e médias empresas.

Categoria 4: Apoio à internacionalização das empresas

França: a iniciativa regional, International Relays - Ligações Internacionais, é um conceito original e individualizado, que emprega especialistas do país com vista a desenvolver empresas em Champagne-Ardenne para exportação. Esta iniciativa tem como objetivo apoiar as empresas a nível local, possibilitando a implementação de uma estratégia de desenvolvimento comercial a longo prazo. Sete em cada dez PMEs que optaram por trabalhar com a International Relays asseguraram rapidamente negócio, aumentando assim a sua competitividade no mercado. Esta assistência técnica e financeira fornece apoio personalizado adaptado ao desenvolvimento comercial das empresas regionais em mercados de elevado potencial. International Relays permitiu que cerca de 100 empresas da região de Champagne-Ardenne implementassem eficazmente a atividade de exportação.

Portugal: a indústria de calçado português exporta mais de 95% da sua produção para os mercados internacionais mais exigentes. A fim de permitir que o setor continue a dar passos firmes num ambiente internacional competitivo, a APICCAPS, uma associação empresarial nacional, com o apoio do Programa Compete, tomou várias medidas com vista a promover o calçado português. A atual campanha ajudou a promover cerca de 120 PMEs em eventos profissionais em todo o mundo. Uma campanha símbolo para os sapatos portugueses foi desenvolvida utilizando o slogan Sapatos Portugueses: Concebidos pelo Futuro. A imagem promove uma marca de qualidade e procura estabelecer os Sapatos Portugueses como uma inovação sofisticada. Como resultado desta estratégia, as exportações de calçado cresceram mais de 20% nos últimos dois anos.

Categoria 5: Apoiar o desenvolvimento de mercados ecológicos e a eficiência dos recursos

Chipre: Green Dot (Cyprus) Public Co Ltd é uma iniciativa criada pela Câmara de Comércio e Indústria com vista a fazer face à gestão de embalagens ao abrigo dos princípios de Responsabilidade do Produtor. Green Dot Cyprus deu início à recolha seletiva doméstica em Chipre em 2007 e tem crescido abrangendo 85% da população em cinco anos. Os cipriotas têm respondido positivamente ao serviço e a taxa global de reciclagem duplicou no período de 2006-2012. A organização criou mais de 200 novos empregos verdes e permitiu que as empresas de reciclagem locais crescessem e aumentassem a sua sustentabilidade a longo prazo.

Turquia: os objetivos principais do projeto da Town of Gürsu - Cidade de Gürsu são aumentar o uso de energia verde em Gürsu com vista a evitar a poluição ambiental causada pelo uso de combustíveis fósseis, economizar a energia utilizada para os serviços municipais e ajudar no desenvolvimento socioeconómico da cidade. Desde que a iniciativa começou, quatro candidaturas inovadoras foram configuradas, testadas e aplicadas. Uma central de energia solar fotovoltaica foi desenvolvida e Gürsu é agora reconhecida por usar a energia solar limpa em todas as suas áreas de serviços públicos. O projeto visa capacitar a Turquia para ter um papel de liderança em investimentos em energias renováveis, tanto a nível regional como nacional. Desde que o projeto começou, Gürsu obteve 40% das suas necessidades de eletricidade a partir do sol, nos cinco meses de inverno e 100% nos sete meses de verão.

Categoria 6: Empreendedorismo responsável e inclusivo:

Dinamarca: Entrepreneurship in Denmark - Empreendedorismo na Dinamarca recolhe e transmite conhecimentos, estabelece redes e colaboração entre as organizações no âmbito empresarial e de emprego e oferece atividades no âmbito do desenvolvimento de competências. O objetivo do projeto é melhorar a formação, a sobrevivência e o crescimento das empresas propriedade de pessoas de diferentes origens étnicas. O projeto tem facilitado uma parceria entre seis municípios, as regiões da Dinamarca, o Ministério do Trabalho e o Ministério dos Negócios e Crescimento da Dinamarca. Entrepreneurship in Denmark é constituída por seis unidades locais e um centro nacional de informação.

Eslováquia: AV mobilita s.r.o. é uma oficina protegida especializada na integração de pessoas com deficiência em todas as áreas da vida. Na qualidade de uma organização piloto, concentra-se em reparações de automóveis e agora coordena-se com outras oficinas protegidas que fazem parte do Projeto Deficientes Hábeis da Škoda em Bratislava, Presov, Banská Bystrica e Žilina. Participa nas atividades culturais, sociais e desportivas das Associações de Pessoas com Deficiência Registadas em toda a Eslováquia. O esquema tem facilitado a integração harmoniosa das pessoas com deficiência na sociedade através da mediação das vendas de veículos com preço especial e, mediante a formação abrangente teórica e prática dos candidatos que procuram obter uma carta de condução para guiarem um automóvel. Em 2009, a oficina recebeu um prémio do Ministério do Trabalho, dos Assuntos Sociais e da Família da República Eslovaca pela integração de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Sobre os prémios

Desde 2006, os Prémios Europeus de Promoção Empresarial têm premiado a excelência na promoção do empreendedorismo e pequenas empresas a nível nacional, regional e local. Mais de 2 500 projetos entraram desde que os prémios foram lançados e, no total, têm apoiado a criação de mais de 10 000 novas empresas. Os seus objetivos são identificar e reconhecer atividades e iniciativas de sucesso para promover a empresa e o espírito empresarial, mostrando e partilhando exemplos de melhores políticas e práticas de empreendedorismo, criando uma maior consciencialização do papel dos empresários na sociedade europeia e incentivando e inspirando potenciais empresários.

Para mais informações sobre os Prémios Europeus de Promoção Empresarial, visite o website, acompanhe os Prémios no Twitter em Inglês, Francês, Espanhol, Italiano ou Alemão ou visite a página oficial dos Prémios no Facebook.

Assista a um vídeo do vencedor do ano passado, Outset


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website