Navigation path

Left navigation

Additional tools

MEMO/10/673

Cancún, 11 de Dezembro de 2010

Declarações do Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e da Comissária Europeia responsável pelas acções relativas ao clima, Connie Hedegaard, sobre o Acordo de Cancún em matéria de alterações climáticas

O Presidente Durão Barroso declarou: «O Acordo de Cancún em matéria de alterações climáticas, hoje alcançado, representa um passo importante rumo a um quadro abrangente e juridicamente vinculativo para as acções de nível mundial relativas ao clima. Saudamos, por este êxito, a presidência mexicana da conferência de Cancún sobre o clima.

A Europa trabalhou ao longo do ano inteiro para salvar o processo das Nações Unidas incidente nas alterações climáticas e a perspectiva de um acordo mundial sobre o clima. O Acordo de Cancún demonstra que o processo multilateral pode produzir frutos.

A União Europeia fixou para si mesma metas ambiciosas em matéria de clima e energia no horizonte de 2020, mas neste momento contemplamos já a acção a longo prazo. Na próxima Primavera, a Comissão Europeia vai apresentar uma estratégia para levar a bom termo a transição para uma economia hipocarbónica até 2050. Esta estratégia estimulará o crescimento económico, a criação de emprego e a inovação, reforçando ao mesmo tempo a segurança energética da UE.»

A Comissária Connie Hedegaard acrescentou: «Há um ano, em Copenhaga, a comunidade internacional deu os primeiros passos no sentido de um acordo mundial sobre o clima. Hoje, com o Acordo de Cancún, demos os passos seguintes. Reforçámos o regime internacional para o clima com novas instituições e novos fundos. A Europa logrou falar a uma só voz.

Contudo, as difíceis negociações de Cancún mostraram que nos aguarda uma jornada longa e complexa até alcançarmos um acordo mundial juridicamente vinculativo sobre o clima. Todas as partes devem agora tomar medidas a nível interno para reduzir ou limitar as suas emissões, de modo que o aquecimento geral do clima possa ser contido abaixo de 2 °C. A Europa está pronta a cumprir a sua quota-parte neste esforço planetário.»


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website