Navigation path

Left navigation

Additional tools

Other available languages: EN FR DE ES

Comissão Europeia - Comunicado de imprensa

Comissário Christos Stylianides na Colômbia: mais de 31 milhões de EUR em ajuda humanitária para a América Latina e Caraíbas

Bruxelas, 17 de março de 2018

Durante uma visita oficial à Colômbia para visitar projetos de ajuda da UE e para se reunir com funcionários governamentais, o Comissário da UE responsável pela Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides anunciou hoje um pacote de 31 milhões de EUR para ajuda humanitária e prevenção de catástrofes para a América Latina e Caraíbas.

«O compromisso da União Europeia em favor da América Latina é mais forte que nunca. Aqui na Colômbia, o novo financiamento da UE dará o seu contributo em duas frentes: atenuar as consequências humanitárias do conflito que se arrasta há décadas no país e ajudar a reforçar a preparação e a resposta da região perante a eclosão de catástrofes naturais. Anunciámos ainda um novo financiamento para as pessoas afetadas pela crise na Venezuela: apoiar aqueles que precisam é uma prioridade da UE.» afirmou o Comissário Stylianides.  

O Comissário reuniu-se em Bogotá com o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, aproveitando a ocasião para reiterar o compromisso da UE em apoiar o país rumo à paz e prosperidade. Nos últimos dias, visitou a cidade de Quibdó, na região de Chocó, uma zona fortemente afetada pelo conflito, bem como a cidade fronteiriça de Cúcuta onde se tem verificado uma onda de pessoas que fogem da Venezuela.

O financiamento hoje anunciado faz parte de um pacote global de ajuda humanitária a favor desta região, com 6 milhões de EUR destinados à Colômbia. Um montante adicional de 2 milhões de EUR destina-se às pessoas afetadas pela crise na Venezuela.

Este montante vem juntar-se a outros programas de ajuda e de apoio da UE à região, como o Fundo Fiduciário da UE para a Colômbia. Desde 1994, a Comissão já concedeu mais de mil milhões de EUR em ajuda humanitária à América Latina e Caraíbas, dando prioridade às populações mais afetadas por catástrofes naturais e pela violência e à preparação das comunidades para enfrentar os riscos futuros.

Contexto

O pacote de ajuda humanitária global anunciado hoje apoia uma série de projetos concretos na região, para além do financiamento a favor da Colômbia e da Venezuela.

O financiamento inclui 6,9 milhões de EUR para ajuda alimentar, redução do risco de catástrofes e ajuda às pessoas afetadas pela violência na América Central (particularmente nas Honduras, Guatemala, Salvador e Nicarágua) e no México. 3 milhões de EUR servirão para apoiar atividades de redução dos riscos de catástrofes na América do Sul (nomeadamente, na Bolívia, no Equador, no Paraguai e no Peru). 5 milhões de EUR destinam-se a ajuda alimentar de emergência para o Haiti, com um montante adicional de 6,3 milhões de EUR para a redução dos riscos de catástrofes no país. 2 milhões de EUR visam apoiar as intervenções de redução dos riscos de catástrofes e de apoio à resiliência nas Caraíbas.

A região da América Latina e Caraíbas é uma das áreas mais propensas a catástrofes. Todos os anos, os perigos naturais afetam milhares de pessoas - particularmente as populações mais vulneráveis que vivem na pobreza, em regiões remotas e com um acesso limitado aos serviços básicos, como os povos indígenas. Os conflitos e a violência também flagelam alguns países da América Latina e Caraíbas. Apesar das negociações de paz em curso, o longo conflito interno da Colômbia provocou a deslocação interna de 7,3 milhões de pessoas, com repercussões em toda a região.

Para mais informações

América Central

América do Sul

Colômbia

Haiti

Caraíbas

IP/18/1842

Contactos para a imprensa:

Perguntas do público em geral: Europe Direct pelo telefone 00 800 67 89 10 11 ou por e-mail


Side Bar