Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia - Comunicado de imprensa

Futuro da Europa é digital: países da UE comprometer-se-ão, em Roma, com um avanço mais profundo no mundo digital

Bruxelas, 22 de março de 2017

No âmbito das comemorações dos 60 anos dos Tratados de Roma, a Comissão organizará amanhã uma reunião de ministros com o objetivo de avançar nos domínios da computação de alto desempenho, da mobilidade conectada e da digitalização da indústria. Discutir-se-ão também iniciativas de apoio às competências digitais.

A Jornada Digital em Roma visa reforçar a cooperação entre os Estados-Membros da UE, a fim de melhor preparar a nossa sociedade e indústria para que usufruam de todos os benefícios da transformação digital. Os ministros assinarão declarações com o propósito de colocar a UE na vanguarda mundial da computação de alto desempenho e de promover a realização de ensaios transfronteiras de condução conectada. Lançarão também uma plataforma europeia que combina iniciativas nacionais para ajudar a indústria europeia no processo de digitalização, adaptação e inovação. A Comissão apresentará ainda um projeto-piloto de apoio a estágios digitais. Os participantes, incluindo representantes da sociedade civil, analisarão o impacto da transformação digital da sociedade e da economia no emprego e nas competências.

Andrus Ansip, Vice-Presidente responsável pelo Mercado Único Digital, afirmou: «Durante mais de 60 anos, os países europeus trabalharam em conjunto para captar os benefícios económicos de mercados mais alargados e mais bem integrados e garantir que esses benefícios fossem canalizados para as pessoas. Deve ser aplicado o mesmo princípio ao ambiente digital. Séculos atrás, dizia-se que todos os caminhos levavam a Roma, mas no futuro as autoestradas digitais ligarão todas as pessoas, todos os objetos e todos os locais. O propósito da Jornada Digital é assegurar que façamos do mundo digital um poder verdadeiramente positivo — nas políticas e na legislação, na nossa economia e sociedade e na vida de todos os europeus.»

Os destaques da Jornada Digital incluem:

­ Declaração ministerial sobre o estabelecimento da Europa como protagonista global no setor da computação de alto desempenho (HPC): os supercomputadores envolvem milhares de processadores a funcionar em paralelo para analisar uma grande quantidade de dados em tempo real. Permitem conceber novos medicamentos e simular os seus efeitos, providenciar diagnósticos mais rápidos e melhores tratamentos, controlar epidemias e apoiar as tomadas de decisão relativas à eletricidade, à distribuição de água, ao planeamento urbano e a outros setores. Vários ministros comprometer-se-ão a erigir a próxima geração de infraestruturas de computação e de dados — um projeto europeu de dimensão equivalente à do Airbus, na década de 1990, e à do Galileo, nos anos 2000. Esta infraestrutura apoiará igualmente a Nuvem Europeia para a Ciência, que irá disponibilizar a 1,7 milhões de investigadores e a 70 milhões de profissionais da área da ciência e da tecnologia um ambiente virtual para armazenamento, partilha e reutilização interdisciplinar e transfronteiras dos seus dados. Estarão disponíveis mais informações sobre a declaração relativa à computação de alto desempenho, nesta página, cerca das 11h CET (hora da Europa Central) de amanhã. Ver também esta publicação no blogue do Vice-Presidente Andrus Ansip.

­ Cooperação no setor da mobilidade conectada e automatizada: um grande número de países europeus assinará uma carta de intenções para a criação, juntamente com a Comissão, de um quadro jurídico para a realização de ensaios transfronteiras de condução conectada, baseado em regras harmonizadas em matéria de acesso a dados, de responsabilidade e de conectividade. Esta iniciativa fará avançar os planos da UE, anunciados na estratégia da Comissão referente à criação de uma economia de dados na Europa, de janeiro de 2017, e na estratégia da UE de mobilidade cooperativa, conectada e automatizada, de novembro de 2016. A carta de intenções é a primeira iniciativa liderada pelos Estados-Membros no sentido da cooperação transfronteiras para a mobilidade conectada e automatizada. A Comissão apoiará estes esforços com medidas concretas que facilitem a criação de corredores transfronteiras. Estarão disponíveis mais informações relativas à carta de intenções sobre mobilidade conectada e automatizada, nesta página, cerca das 12h30.

­ Plataforma europeia para interligar iniciativas nacionais dedicadas à digitalização da indústria: há um ano, a Comissão apresentou uma estratégia para assegurar que todas as empresas da Europa, das fábricas às empresas em fase de arranque, possam tirar pleno partido da inovação digital para melhorarem os seus produtos e os seus processos e adaptarem os seus modelos de negócio à transformação digital. O Comissário Günther H. Oettinger e o Ministro do Desenvolvimento Económico italiano, Carlo Calenda, lançarão uma plataforma europeia com doze iniciativas atuais e nove futuras iniciativas nacionais de digitalização da indústria, juntamente com os ministros, secretários de Estado e líderes industriais participantes na Jornada. O propósito da plataforma é gerar investimentos conjuntos, uma cooperação transfronteiras e transetorial e uma aprendizagem mútua, visto que nenhum Estado-Membro conseguirá alcançar os objetivos sozinho. Contribuirá também para reunir recursos e coinvestimentos com vista a assegurar que as empresas europeias estejam na vanguarda das tecnologias limpas. Os Estados-Membros, a UE e a indústria estão a planear investimentos combinados de mais de 50 mil milhões de euros, durante os próximos cinco anos, para apoiar a digitalização da indústria europeia. Estarão disponíveis mais informações sobre as plataformas, nesta página, cerca das 16h de amanhã.

­ Iniciativa dedicada às oportunidades digitais: apesar dos elevados níveis de desemprego de jovens, existem dois milhões de ofertas de emprego na Europa. Em muitos países, observa-se um desfasamento entre as competências dos candidatos a emprego e as necessidades do mercado de trabalho. Atualmente, a maioria dos empregos exige competências digitais: 40 % das empresas, sobretudo de pequena e média dimensão, precisam de especialistas nas tecnologias da informação e comunicação (TIC) e enfrentam dificuldades no seu recrutamento. Mais de metade dos especialistas em TIC trabalha fora desse setor. Os parceiros sociais, as empresas, os estabelecimentos de ensino e a sociedade civil têm de assumir a iniciativa e unir esforços. De modo a testar opções concretas, a Comissão tenciona lançar um projeto-piloto para proporcionar experiência profissional transfronteiras, por meio dos programas e redes existentes na UE, tais como a Coligação para a Criação de Competências e Emprego na Área Digital, até um máximo de 6 000 estudantes licenciados, em 2018-2020. O objetivo é verificar o interesse de estudantes e empresas nos estágios remunerados com duração de 5-6 meses que estarão disponíveis para estudantes de todas as disciplinas. Os estágios podem realizar-se em domínios mais especializados, como a cibersegurança, os megadados, a tecnologia quântica ou a inteligência artificial, bem como em áreas de caráter mais geral, como a conceção Web, o marketing digital, e o desenvolvimento de software. Estarão disponíveis mais informações sobre este projeto-piloto, nesta página, cerca das 17h de amanhã. Ver também esta publicação no blogue do Vice-Presidente Andrus Ansip sobre digitalização e emprego.

­ Quadro de serviços públicos digitais atualizado: adicionalmente, a Comissão apresentará um quadro europeu da interoperabilidade atualizado. Esta é a última iniciativa a ser anunciada no âmbito da Estratégia para o Mercado Único Digital lançada em maio de 2015. O novo quadro permitirá assegurar que as administrações de todos os Estados-Membros podem seguir uma abordagem semelhante, previamente acordada, quando disponibilizam os seus serviços públicos em linha e quando lidam com as regras de segurança e de proteção de dados, reduzindo assim os riscos e custos de desenvolvimento. Ao tornarem os serviços digitais interoperáveis, os Estados-Membros garantem que esses serviços são acessíveis, não só dentro das suas fronteiras nacionais, mas também noutros países e domínios políticos, e facilitam a comunicação das pessoas e empresas com as suas administrações e com as de outros Estados-Membros. Estará disponível um comunicado de imprensa, nesta página, ao meio-dia de amanhã.

Contexto

A Jornada Digital faz parte das comemorações do 60.º aniversário dos Tratados de Roma e põe em foco o futuro digital da Europa. As tecnologias, os produtos e os serviços digitais estão atualmente a melhorar o nível de vida das pessoas, a reinventar a nossa forma de trabalhar e a dinamizar o crescimento económico. Contudo, os obstáculos existentes em linha implicam que os cidadãos poderão não aproveitar todas as possibilidades relativas a bens e serviços, que as empresas do setor da Internet e as empresas em fase de arranque tenham o seu espaço de manobra limitado e que as empresas e os governos não possam beneficiar totalmente das ferramentas digitais.

Neste contexto, a Comissão lançou a sua Estratégia para o Mercado Único Digital, em maio de 2015, e apresentou as suas propostas. A tónica deve ser posta agora na sua concretização, começando com a adoção pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho e continuando com a execução por parte dos Estados-Membros.

Em maio de 2017, a Comissão apresentará a reapreciação intercalar da Estratégia para o Mercado Único Digital, para fazer o ponto da situação e identificar o que ainda precisa de ser feito. Esta será acompanhada pelo Relatório Europeu de Progresso em Matéria Digital, que apresentará uma avaliação aprofundada de como a UE e os Estados-Membros estão a avançar no seu desenvolvimento digital e identificará eventuais medidas que possam ajudar a melhorar o desempenho nacional em matéria digital.

Para mais informações

Transmissão em direto

Ficha informativa: Tirar o maior partido das oportunidades proporcionadas pelas tecnologias digitais na Europa

Sítio Web dos 60 anos dos Tratados de Roma: eventos por país e por instituição da UE

Livro Branco sobre o Futuro da Europa

Promover o futuro digital da Europa: Diretrizes no domínio digital

Índice de digitalidade da economia e da sociedade de 2017

#DigitalDay17

@DSMeu @Ansip_EU

 

IP/17/687

Contactos para a imprensa:

Perguntas do público em geral: Europe Direct pelo telefone 00 800 67 89 10 11 ou por e-mail


Side Bar