Navigation path

Left navigation

Additional tools

Cultivado na União Europeia – Comissária Maria Damanaki apoia aquicultores europeus na Seafood Expo Global 2014

European Commission - IP/14/522   07/05/2014

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO HR

Comissão Europeia

Comunicados de Imprensa

Bruxelas, 7 de maio de 2014.

Cultivado na União Europeia – Comissária Maria Damanaki apoia aquicultores europeus na Seafood Expo Global 2014

A aquicultura é saudável e pode ajudar a combater a sobrepesca e a proteger as populações de peixes selvagens ‑ é esta a mensagem que a comissária europeia dos Assuntos Marítimos e das Pescas, Maria Damanaki, transmitirá hoje num evento especialmente organizado na Seafood Expo Global, patente em Bruxelas.

No evento, integrado na campanha «Inseparáveis» da Comissão para promover a sustentabilidade dos produtos do mar, a comissária Maria Damanaki salientará as qualidades específicas da piscicultura, ou aquicultura, europeia. «À medida que a população aumenta, aumenta igualmente a procura de pescado. Sem aquicultura, pura e simplesmente não haveria peixe suficiente para comer, e a sustentabilidade a longo prazo das nossas populações de peixes selvagens estaria ameaçada. Fresco, local e saudável, o peixe criado na UE satisfaz elevados padrões de proteção dos consumidores e é saboroso».

No âmbito da reforma da política comum das pescas, a UE comprometeu‑se a aumentar o apoio ao setor da aquicultura. Num conjunto de orientações recentes apontam‑se as prioridades e os objetivos gerais comuns ao setor da aquicultura europeia, designadamente melhoria do acesso ao espaço e à água, manutenção de elevadas normas sanitárias e ambientais, redução dos encargos administrativos e aumento da competitividade. O apoio financeiro para o cumprimento destes objetivos será disponibilizado através do novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas. Será igualmente financiada a investigação no sentido do desenvolvimento sustentável da aquicultura europeia.

Neste evento, a comissária Damanaki estará acompanhada por dois cozinheiros‑chefes de nomeada: Gianfranco Vissani, de Itália, e Kevin MacGillivray, do Reino Unido. Ainda este ano, a UE levará a cabo em dez países um projeto escolar de sensibilização para os benefícios do consumo de peixe de viveiro.

Antecedentes

A piscicultura, igualmente conhecida como aquicultura, consiste no cultivo de animais marinhos e de água doce, e de plantas. Praticada em toda a Europa, produz muitas espécies de peixe, moluscos, crustáceos e algas, com recurso a diversos métodos de cultura, quer tradicionais, nomeadamente cordas, redes e tanques, quer altamente sofisticados, como sistemas de recirculação da água.

Cerca de metade da produção da UE é constituída por moluscos, sendo os mais populares o mexilhão e a ostra, a par de outras espécies, incluindo peixes marinhos, como o salmão, a dourada e o robalo, e peixes de água doce, como a truta e a carpa. As rigorosas normas da UE em matéria de higiene e de defesa do consumidor, que se aplicam de igual modo a peixes selvagens e de cultura, garantem que à nossa mesa apenas chegam produtos seguros e saudáveis.

A União importa 68 % do pescado que consome; só 10 % do pescado aqui consumido é aqui cultivado. Se consumirmos peixes cultivados localmente, dependeremos menos do pescado importado e ganharemos em frescura dos produtos. Mais de 80 000 pessoas estão já empregadas diretamente na aquicultura europeia, esperando‑se que este número aumente paralelamente ao aumento da quantidade de produtos do mar fornecida pelos aquicultores da UE.

A Seafood Expo Global, que decorrerá em Heysel, Bruxelas, de 6 a 8 de maio, é a mais importante feira comercial de produtos do mar do mundo, reunindo mais de 1 600 expositores de mais de 70 países. A Comissão Europeia disporá de um espaço próprio (pavilhão n.º 7, banca n.º 1411), onde o público e a imprensa poderão encontrar‑se com peritos e debater múltiplas questões relacionadas com as pescas e os assuntos marítimos.

Para mais informações:

Campanha Inseparáveis – Cultivado na UE: http://ec.europa.eu/fisheries/inseparable/pt

MEMO/14/335

Contactos:

Helene Banner (+32 2 295 24 07) ‑ Lone Mikkelsen (+32 2 296 05 67)

Para o público: Europe Direct – por telefone, 00 800 6 7 8 9 10 11, ou por correio eletrónico


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website