Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 13 de outubro de 2014

Comissão Europeia e indústria dos dados lançam parceria de 2500 milhões de euros com vista à liderança no domínio dos grandes volumes de dados

A Comissão Europeia e a indústria dos dados da Europa comprometeram-se a investir 2500 milhões de euros numa parceria público-privada (PPP) que visa reforçar o setor dos dados e colocar a Europa na vanguarda da corrida à liderança neste setor à escala mundial.

Dominar os grandes volumes de dados poderá significar:

para os fornecedores europeus, uma quota de 30 % do mercado mundial de dados;

100 000 novos empregos na Europa relacionados com dados, até 2020;

uma diminuição do consumo de energia de 10 %, melhores resultados nos cuidados de saúde e máquinas industriais mais produtivas.

Vai ser hoje assinado um memorando de entendimento para a criação da PPP no domínio dos grandes volumes de dados, por Neelie Kroes, Vice-Presidente da Comissão Europeia, e pelo presidente da Associação Big Data Value, Jan Sundelin, em nome, designadamente, das empresas ATOS, Nokia Solutions and Networks, Orange, SAP e Siemens e de centros de investigação como o Fraunhofer e o Centro Alemão de Investigação da Inteligência Artificial. No âmbito do Horizonte 2020, a UE reservou para este fim mais de 500 milhões de euros de investimento ao longo de 5 anos (2016-2020), que deverão ter como contrapartida, por parte dos parceiros privados, pelo menos o quádruplo (2000 milhões de euros).

@NeelieKroesEU declarou, a este propósito: «Os dados são o motor e os alicerces da futura economia. Todas as organizações necessitam de componentes de base para impulsionar o seu desempenho, dos campos agrícolas às fábricas, dos laboratórios às oficinas.»

A PPP vai ajudar a centrar as atividades de investigação de entidades públicas, privadas e académicas no apoio à investigação e à inovação que conduzam a ideias revolucionárias em matéria de grandes volumes de dados, em domínios como a energia, a indústria transformadora e a saúde, com vista à oferta de serviços como a medicina personalizada, a logística alimentar e a análise previsional. Implementando a sua agenda estratégica de investigação e inovação e centrando os apoios do Horizonte 2020 em prioridades comuns, a PPP irá reforçar a comunidade dos grandes volumes de dados na Europa e ajudar a lançar as bases da florescente economia dos dados do futuro. A PPP apoiará também espaços de inovação, que oferecerão ambientes seguros para experimentação com dados privados e dados abertos. Tais espaços funcionarão igualmente como incubadoras de empresas e centros de negócios para o desenvolvimento de competências e das melhores práticas.

A PPP, que deverá iniciar as suas atividades em 1 de janeiro de 2015, é um dos primeiros resultados da nova política e do novo plano de ação da Comissão Europeia para acelerar o desenvolvimento da economia dos dados na Europa (ver IP/14/769 e MEMO/14/455).

Antecedentes

Em cada minuto, o mundo gera 1700 biliões de bytes de dados, o equivalente a 360 000 DVD, o que representa mais de 6 megabytes de dados por pessoa e por dia. Esta informação provém de muitas e diversas fontes, nomeadamente pessoas, máquinas e sensores. Pode tratar-se de informação sobre o clima, imagens de satélite, fotografias e vídeos digitais, registos de transações ou sinais GPS.

Consequentemente, o setor dos dados está a crescer 40 % ao ano, sete vezes mais do que todo o mercado da informação e das comunicações. As empresas que desenvolvem processos de tomada de decisões com base em conhecimentos obtidos a partir de dados registam um aumento de 5‑6 % na sua produtividade. Os grandes volumes de dados estão já a ajudar-nos a acelerar o diagnóstico de lesões cerebrais ou a prever o rendimento das culturas agrícolas nos países em desenvolvimento. As tecnologias e os serviços dos grandes volumes de dados a nível mundial irão criar centenas de milhares de novos postos de trabalho nos próximos anos.

Os grandes volumes de dados oferecem grandes oportunidades, mas são também um desafio: atualmente, os conjuntos de dados são tão grandes e o seu tratamento tão complexo que se torna necessário criar novas ideias, ferramentas e infraestruturas. É também necessário criar um quadro jurídico, sistemas e soluções técnicas adequados para garantir a proteção da privacidade e a segurança.

A PPP para os dados complementa oito parcerias público-privadas existentes no âmbito do Horizonte 2020, nomeadamente nos domínios da fotónica, da robótica, da computação de alto desempenho, das redes avançadas 5G para a futura Internet e das fábricas do futuro. Todas elas incidem em tecnologias estratégicas que servirão de apoio ao crescimento e ao emprego em setores fundamentais da economia europeia do conhecimento, procurando, simultaneamente, dar resposta a importantes desafios sociais.

Organização da PPP

A PPP para os dados é uma parceria entre a Comissão Europeia e a Associação Big Data Value, uma organização sem fins lucrativos liderada pela indústria, cujos membros são, nomeadamente, a ATC, IT Innovation, IBM, SINTEF, Universidade de Bolonha (CINI), Universidade Politécnica de Madrid, NOKIA Solutions and Networks, THALES, Universidade de Duisburg-Essen, Siemens, SAP, Engineering, TIE Kintetx, ANSWARE, Software AG, Orange, Atos, INDRA, ITI, VTT, Fraunhofer, DERI e Universidade Técnica de Berlim. Esta associação está aberta à adesão de outras empresas e centros de investigação.

Mais informações

MEMO/14/583

Pôr a Europa a tirar partido dos grandes volumes de dados

Comunicação: Para uma economia próspera baseada em dados

Siga: @EUDataEcosystem

Neelie Kroes Siga Neelie Kroes no Twitter

Contactos:

Email: comm-kroes@ec.europa.eu Tel: +32.229.57361, Twitter: @NeelieKroesEU

Para o público: Europe Direct por telefone 00 800 6 7 8 9 10 11 ou por e­mail


Side Bar