Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas/Atenas, 16 de junho de 2013

Prémio da UE para o Património Cultural/Prémios Europa Nostra: «Escolha do Público 2013» e anúncio dos vencedores do «Grande Prémio»

Os vencedores do Prémio da União Europeia para o Património Cultural/Prémios Europa Nostra 2013 serão homenageados esta noite, numa cerimónia que decorre em Atenas, na presença de Karolos Papoulias, o Presidente da Grécia, de Androulla Vassiliou, a Comissária Europeia responsável pela Educação, Cultura, Multilinguismo e Juventude, e de Plácido Domingo, o tenor de renome mundial e presidente da Europa Nostra. A cerimónia realiza-se no Odeão de Herodes Atticus, aos pés da Acrópole, perante uma audiência que pode chegar às 5 000 pessoas. Os vencedores do prémio «Escolha do Público» e do «Grande Prémio» são anunciados pela primeira vez.

O vencedor do prémio «Escolha do Público», selecionado através de um inquérito em linha de entre os 30 candidatos de 2013 (ver IP/13/279), é o edifício central Propylaea em Atenas. O júri para a vertente «conservação» dos prémios elogiou a elevada qualidade dos profissionais e artífices que trabalharam num «projeto exemplar, que logrou não só salvar este monumento emblemático da cultura europeia, mas também aumentar o seu valor inerente a nível formal e social».

Esta noite representará uma dupla comemoração para a Grécia, porque o Comité para a Conservação dos Monumentos da Acrópole é um dos sete galardoados com o «Grande Prémio», selecionados por júris de peritos. Os outros seis (ver observações do júri a seguir) são:

Em declarações proferidas antes da cerimónia, a Comissária Androulla Vassiliou afirmou: «Hoje, estamos a celebrar exemplos notáveis de conservação, investigação, contribuições exemplares, educação, formação e sensibilização. Este ano, a escolha foi particularmente difícil. A qualidade e a diversidade dos projetos vencedores põem em destaque as competências extraordinárias e a paixão que são apanágio do setor do património cultural na Europa — um setor que temos de apoiar e proteger em prol das gerações futuras. ‘Património’ não significa ‘glorificar’ o nosso passado. É um capital importantíssimo para o nosso presente e para o futuro; é um dos principais fatores que torna a Europa o destino turístico de eleição a nível mundial, contribuindo assim de forma significativa para a nossa economia e favorece a criação de emprego nas nossas cidades e regiões».

O presidente da Europa Nostra, Plácido Domingo, acrescentou: «Atenas, berço da democracia europeia, é o cenário ideal para prestar homenagem não só aos vencedores dos nossos prémios, mas também a todos os cidadãos e a todas as comunidades fortemente empenhados em salvaguardar o nosso património cultural e natural. Não existe lugar mais adequado para a celebração do Ano Europeu dos Cidadãos e do 50.º aniversário da Europa Nostra que a cidade de Atenas. Esta noite, no Odeão de Herodes Atticus, poderemos usufruir de um desempenho evocador por artistas muito célebres, tendo como pano de fundo a riqueza musical e literária que constituem o legado da Grécia. Toda esta noite, em Atenas, será uma verdadeira ode à cultura da Europa».

Antecedentes

O Prémio da União Europeia para o Património Cultural/Prémios Europa Nostra têm sido organizados pela Europa Nostra e pela Comissão Europeia desde 2002. A cerimónia de entrega dos prémios realiza-se sob a égide do presidente da Grécia, Karolos Papoulias, e é organizada em conjunto com Elliniki Etairia, representante da Europa Nostra na Grécia. A cerimónia coincide com o Congresso do 50.º Aniversário da Europa Nostra.

Os 30 galardoados com o Prémio da União Europeia para o Património Cultural/Prémios Europa Nostra de 2013 foram selecionados entre mais de 200 projetos nomeados por 30 países. Júris especializados constituídos por peritos independentes de toda a Europa avaliaram os projetos nomeados, repartidos por quatro categorias, a saber: 1) conservação; 2) investigação; 3) contribuições exemplares e 4) educação, formação e sensibilização. Todos os vencedores recebem uma placa ou um troféu. Os sete vencedores do «Grande Prémio» receberão, além disso, 10 000 euros cada.

O património cultural constitui um contributo significativo para a criação de emprego e o crescimento. Uma parte importante dos setores cultural e criativo e do património cultural gera emprego para cerca de 8 milhões de pessoas na UE, contribuindo para até 4,5 % do PIB da Europa. Estima-se que as despesas com a conservação do património cultural pelas entidades públicas e privadas ascendam a 5 000 milhões de euros por ano. Os dados, publicados pela Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico (OCDE), mostram que 40 % do turismo mundial tem uma dimensão cultural. O património cultural é também um recurso crucial para o desenvolvimento sustentável e a coesão social.

Os prémios são apoiados pelo Programa «Cultura» da UE, que investiu mais de 30 milhões de euros no cofinanciamento de projetos de conservação do património desde 2007. Além disso, outros programas da UE proporcionam apoio financeiro: o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional afetou um montante de 6 mil milhões de euros para a cultura no período de 2007-2013. Deste montante, 3 000 milhões de euros destinaram-se à proteção e preservação do património cultural, 2 200 milhões de euros destinaram-se a apoiar o desenvolvimento das infraestruturas culturais e 775 milhões destinaram-se a cofinanciar serviços culturais, como a formação profissional e o ensino no domínio das artes e do património. Desde 1998, foram ainda disponibilizados 150 milhões de euros adicionais no âmbito dos programas-quadro da UE para a investigação e o desenvolvimento tecnológico.

A Europa Nostra é uma ONG pan-europeia que atua como porta-voz do património cultural. Representa 250 organizações não-governamentais e sem fins lucrativos de mais de 50 países europeus, que congregam, pelo menos, 5 milhões de pessoas. Conta também com o apoio direto de mais de 150 autoridades públicas e empresas associadas e mais de 1 500 membros a título individual. A sua vasta rede de profissionais e voluntários está empenhada em preservar o património cultural da Europa para as gerações presentes e futuras.

A cerimónia de entrega dos prémios de 2013 em Atenas está integrada no Congresso Europeu do Património Cultural, organizado anualmente pela fundação Europa Nostra, e coincide com o seu 50.º aniversário.

O prazo para a nomeação de projetos para a próxima edição dos prémios é 9 de setembro de 2013. A cerimónia do próximo ano terá lugar em Viena, em 5 de maio de 2014.

Para mais informações

Europa Nostra: fotos e vídeos

Comissão Europeia: Cultura

Androulla Vassiliou's website

MEMO/13/561 Perguntas mais frequentes

Acompanhe Androulla Vassiliou no Twitter @VassiliouEU

Contactos:

Dennis Abbott (+32 2 295 92 58); Twitter: @DennisAbbott

Dina Avraam (+32 2 295 96 67)

Para a Europa Nostra

Elena Bianchi +31 703024058, Twitter: @europanostra

Giuseppe Simone +31 703024059

ANEXO

Observações do júri sobre os sete projetos «Grande Prémio»:

Categoria 1 — Conservação

Porto de hidroaviões de Taline, ESTÓNIA

O porto de hidroaviões de Taline, iniciado em 1912, é um dos monumentos mais notáveis da aviação na Europa. Crê-se que os seus hangares representam a primeira estrutura de grande escala em betão armado no mundo. O júri reconheceu como exemplar e tecnicamente complexo o restauro desta estrutura, que parecia inicialmente impossível de recuperar. Abrigando um museu marítimo — o mais visitado na Estónia, desde a sua abertura em maio de 2012 —, os hangares para hidroaviões restaurados desempenham também um papel fundamental na regeneração de uma zona, até agora degradada, de Taline.

Teatro romano de Medellin, ESPANHA

O teatro romano de Medellin, em ruínas e parcialmente soterrado, foi transformado num monumento fundamental do património cultural. Foi exaustivamente escavado e restaurado, tendo ficado acessível aos turistas. Os artefactos descobertos encontram-se em exibição nos museus locais. O júri ficou impressionado com o rigor e a importância deste projeto, o qual demonstra que, mesmo num canto remoto do continente, alguns dos elementos constitutivos da cultura europeia podem ser revelados para enriquecer o nosso património, tanto a nível local como a um nível coletivo e mais vasto.

Strawberry Hill, Twickenham, REINO UNIDO

Concebido como uma mansão privada sobre o Tamisa, a «casa-objeto lúdico» de Horace Walpole foi utilizada como domicílio até 1923, altura em que foi vendida a uma instituição de formação de professores. Apesar do papel crucial desta mansão na história da arquitetura, como berço do revivalismo gótico, Strawberry Hill foi seriamente negligenciada, tendo-se degradado e sido vítima de reparações precárias.

O júri aplaudiu o belo trabalho de conservação deste local excecionalmente influente e manifestou a sua admiração pela coragem e pelo empenho demonstrados pelos voluntários locais e respetivos parceiros profissionais.

Categoria 2 — Investigação

Restauro das máquinas excecionais da fábrica de cerveja Wielemans-Ceuppens, Bruxelas, BÉLGICA

A cervejeira Wielemans-Ceuppens é um ícone da região de Bruxelas, o único local do mundo onde se fabrica a «gueuze», uma cerveja artesanal. Construídas em 1894 e 1905, estas máquinas não sobreviveram noutros pontos da Europa, e um deles é, pois, único no mundo. O júri considerou este estudo, com o objetivo de avaliar o caráter ímpar da maquinaria e de testar a viabilidade da sua recuperação para fins didáticos, particularmente interessante. O resultado é um programa de formação, conducente a qualificações profissionais, enquadrado no plano para o restauro deste sítio histórico da indústria europeia.

Categoria 3 — Contribuição exemplar

Associação para a promoção da arte e da cultura na parte oriental da Alemanha (VKF), Berlim, ALEMANHA

Criada por estudantes, em 1992, com o objetivo de chamar a atenção para a arquitetura histórica seriamente negligenciada e ocultada pela antiga Cortina de Ferro, a VKF foi posteriormente alargada por forma a incluir a realização de seminários orientados para a preservação de património ameaçado na Polónia e na Roménia. A ideia é prosseguir os trabalhos na Europa Central e Oriental. A associação já organizou cerca de 40 seminários. Em cada uma dessas ocasiões, 30 a 50 pessoas, vindas de toda a Alemanha, viajam até um local histórico e ali trabalham em colaboração com a comunidade local. O júri ficou muito impressionado com esta iniciativa exemplar por parte de jovens voluntários.

Comité para a conservação dos monumentos da Acrópole (ESMA), Atenas, GRÉCIA

Durante 37 anos, o Comité para a Conservação dos Monumentos da Acrópole tem planeado e orientado cuidadosamente a conservação de um dos sítios mais emblemáticos da cultura europeia. Os resultados dos seus conselhos podem ser observados na qualidade do trabalho, na sua natureza reversível, na utilização de novos materiais compatíveis, bem como nas técnicas tradicionais de corte do mármore, na investigação académica e documentação do trabalho, que evidenciam um nível elevado. O júri analisou o trabalho voluntário deste organismo interdisciplinar, composto pelos maiores especialistas, como um exemplo notável de «contribuições exemplares» para a proteção de monumentos.

Categoria 4 — Educação, formação e sensibilização

Projeto SOS Azulejo, Loures, Portugal

Azulejos históricos e artísticos portugueses sobressaem no universo do património cultural, pela sua especial profundidade, pelo seu design e pela cor. Porém, têm sido vítimas de perdas maciças nos últimos 20 anos, através de furto e da falta de preservação. O Museu da Polícia Judiciária, em parceria com várias organizações, lançou o projeto SOS Azulejo em 2007. Desde então, verificou-se uma redução de 80 % no número de furtos de azulejos. O facto de um tal resultado ter sido alcançado sem um orçamento adicional é um sinal da criatividade, paixão e dedicação das pessoas envolvidas no projeto, salientou o júri.


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site