Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

Comissão lança em Davos um apelo à ação – dirigido ao setor das Tecnologias da Informação e às empresas de telecomunicações – com vista a colmatar o fosso existente em matéria de qualificações e emprego no setor digital na Europa

Commission Européenne - IP/13/52   25/01/2013

Autres langues disponibles: FR EN DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 25 de janeiro de 2013

Comissão lança em Davos um apelo à ação – dirigido ao setor das Tecnologias da Informação e às empresas de telecomunicações – com vista a colmatar o fosso existente em matéria de qualificações e emprego no setor digital na Europa

A Europa encontra-se numa situação em que há até cerca de 700 000 empregos por preencher no setor das TIC e em que se verifica uma perda de competitividade. O número de empregos no setor digital está a aumentar – a 3% por ano durante a crise – mas o número de novos licenciados em TIC e de outros trabalhadores especializados neste setor está a declinar. Os nossos jovens têm necessidade de ações e não de palavras e as empresas que desenvolvem atividades na Europa necessitam das pessoas certas, caso contrário deslocarão as suas atividades para outras partes do mundo.

A Comissão lança hoje um apelo à ação dirigido às empresas, governos, educadores, parceiros sociais, prestadores de serviços de emprego e sociedade civil para que todos participem num esforço maciço para «inverter a maré». Os Jovens Europeus devem dispor das ferramentas de que necessitam para enveredarem por carreiras digitais ou para criarem postos de trabalho como empresários.

A Vice-Presidente da Comissão Europeia, Neelie Kroes, declarou: «O fosso a nível de competências digitais está a aumentar, o mesmo acontecendo com as nossas filas de desempregados. Precisamos de uma ação comum entre os governos e as empresas a fim de colmatar este fosso. O setor das TIC é a nova espinha dorsal da economia europeia e em conjunto nós podemos fazer com que não haja uma geração perdida nem uma Europa não competitiva. Estou portanto à espera que as empresas assumam compromissos e farei o mesmo pedido a todos os que encontrar no meu caminho. A Comissão dará o seu contributo, mas não podemos fazê-lo sozinhos – as empresas, os parceiros sociais e os intervenientes no setor da educação – nomeadamente a nível nacional e regional - têm de se unir a nós.»

A Comissão recolherá compromissos sobre novos empregos, estágios, vagas para cursos de formação, financiamento de arranque, cursos universitários em linha gratuitos e muito mais. Empresas como a Nokia, Telefónica, SAP, Cisco, HP, Alcatel-Lucent, Randstad, ENI, Telenor Group, ARM, bem como a comunidade CIO, o CEPIS (Conselho das Sociedades Europeias de Profissionais de Informática) e a Europa Digital encontram-se na primeira vaga dos que se comprometeram a agir. Em 4 e 5 de março, a Comissão integrará os compromissos recebidos de parceiros numa Grande Coligação para as Qualificações e o Emprego no Setor Digital por ocasião de uma grande conferência de doadores. A conferência está aberta a todos os que desejem apoiar ativamente esta causa comum.

Procuramos colaborações ativas em domínios como a formação liderada pela indústria, o apoio à mobilidade da mão-de-obra, a certificação de competências, a melhoria dos programas escolares e universitários, campanhas de sensibilização e a criação de um ambiente propício aos empreendedores para formarem empresas emergentes.

Um domínio de ação concreta poderia ser os cheques-formação. Modelos alemães e espanhóis de cheques-formação obtiveram sucesso na criação de emprego para 60-70% dos 20 000 participantes e devemos procurar reproduzir e transpor esta ideia à escala europeia.

Outros elementos fundamentais da Coligação incluirão a assistência à mobilidade. Essa assistência poderá ir desde a aprendizagem da língua inglesa até à facilitação da mobilidade das pessoas desempregadas e a certificação padronização de competências através de um Quadro eCompetência transformado disponível em todas as 23 línguas oficiais da UE.

Em reconhecimento do potencial de criação de empregos das empresas emergentes na Internet, a Comissão lançará também a Startup Europe, uma plataforma única para instrumentos e programas de apoio a pessoas que, na Europa, desejem criar e desenvolver empresas emergentes na Internet.

Para mais informações:

Hashtag: #digitalskills

Sítio Web da Agenda Digital

Sítio Web de Neelie Kroes

Acompanhe Neelie Kroes no Twitter

Contactos :

Ryan Heath (+32 2 296 17 16), Twitter: @RyanHeathEU

Linda Cain (+32 2 299 90 19)


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site