Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 16 de maio de 2013

Seis novos agregados científicos em apoio da estratégia para a região do Danúbio

A Comissão Europeia e os cientistas e responsáveis políticos dos 14 países da região do Danúbio lançaram hoje seis agregados (clusters) científicos de apoio ao desenvolvimento económico na região. Os seis agregados incidirão nos seguintes domínios: água, terra e solo, bioenergia, ar, intercâmbio e harmonização de dados e especialização inteligente. Apresentados numa reunião de alto nível realizada hoje, em Bratislava, os agregados apresentarão provas científicas em apoio da estratégia para a região do Danúbio, servindo igualmente para promover a cooperação científica em toda a região. A cerimónia de lançamento teve lugar hoje, na presença, nomeadamente, do Primeiro‑Ministro eslovaco, Robert Fico, e do Vice‑Presidente da Comissão Europeia, Maroš Šefčovič (MEMO/13/441).

O Vice-Presidente da Comissão Europeia, Maroš Šefčovič, declarou nessa ocasião: «A estratégia da UE para a região do Danúbio destina-se a promover o crescimento e o emprego na região através de uma melhoria da definição das políticas e do financiamento. A ciência pode realmente ajudar, proporcionando aos responsáveis políticos dados comprovados, que os ajudarão a tomar decisões esclarecidas relativamente a uma região que goza de uma enorme diversidade a nível geopolítico e económico.»

Máire Geoghegan-Quinn, Comissária Europeia para a Investigação, a Inovação e a Ciência, afirmou: «Trata-se de um excelente exemplo de cooperação científica e política transnacional, que constitui uma referência dentro e fora da UE. Estes agregados permitem impulsionar o desempenho científico e económico na região.»

Os agregados relativos à água, à terra e ao solo, à bioenergia e ao ar analisarão estes recursos fundamentais, relacionando-os com as necessidades identificadas nas áreas da proteção do ambiente, da irrigação e do desenvolvimento agrícola e da energia. O agregado de dados destina-se a facilitar o intercâmbio e a harmonização de dados claros e comparáveis em domínios como a biodiversidade, a morfologia fluvial, os riscos de inundações e secas, os solos, as culturas ou os recursos e o potencial energéticos. Constituirá igualmente um ponto de acesso comum aos dados para toda a região – a primeira versão operacional deverá estar disponível a partir de dezembro deste ano. O agregado relativo à especialização inteligente examinará o modo de concentrar os recursos nas principais prioridades científicas, com base no potencial económico da região do Danúbio, em vez de dispersar demasiado os esforços e o investimento.

Os agregados reunirão a comunidade científica dos 14 países do Danúbio, envolvendo a maioria das academias científicas da região, a Conferência de Reitores do Danúbio (em que participam 54 universidades) e muitos outros organismos de investigação. Os parceiros participarão no(s) agregado(s) da sua escolha, de acordo com as suas prioridades e competências. A participação permanece aberta a outras partes interessadas. Os agregados promoverão a cooperação não só entre cientistas, mas também entre cientistas e responsáveis políticos, e incentivarão uma melhor tomada em consideração dos resultados científicos na definição das políticas. A comunidade científica reunir-se-á periodicamente e os responsáveis políticos receberão informações atualizadas uma vez por ano.

Antecedentes

Entre os políticos que participaram na cerimónia realizada hoje, em Bratislava, contavam‑se o Ministro de Estado para a Estratégia Económica da Hungria, Zoltán Cséfalvay, o Ministro Federal da Ciência e da Investigação da Áustria, Karlheinz Töchterle, o Ministro Delegado do Ensino Superior, da Investigação Científica e do Desenvolvimento Tecnológico da Roménia, Mihnea Costoiu, e o Membro do Parlamento Europeu, Edit Herczog.

A estratégia da UE para a região do Danúbio foi lançada em 2011 (IP/11/472), na sequência de um pedido formulado dois anos antes pelos Governos dos países da UE. Está centrada em quatro prioridades: estabelecer ligações na região do Danúbio, proteger o ambiente, gerar prosperidade e reforçar a região. A Comissão Europeia publicou recentemente um relatório intercalar sobre a estratégia para a região do Danúbio (IP/13/307), em que apela a passar à velocidade superior, após um bom começo. Para permanecer competitiva, a região necessita de investimentos inteligentes e estratégicos, que tirem partido das forças locais e utilizem combinadamente, de forma mais eficaz e melhorada, os fundos públicos europeus, nacionais e regionais. A região deve estabelecer prioridades estratégicas em matéria de despesas e eliminar os obstáculos à inovação, a fim de tirar plenamente partido do seu potencial e gerar postos de trabalho de alta qualidade.

A iniciativa «Apoio científico à estratégia para a região do Danúbio» foi lançada em novembro de 2011 pelo Centro Comum de Investigação (JRC), serviço científico interno da Comissão Europeia. Está centrada em quatro prioridades: proteção do ambiente, irrigação e desenvolvimento agrícola, navegabilidade e produção de energia.

Os 14 países da região do Danúbio são: a Alemanha, a Áustria, a Hungria, a República Checa, a Eslováquia, a Eslovénia, a Bulgária, a Roménia, a Croácia, a Sérvia, a Bósnia‑Herzegovina, o Montenegro, a Ucrânia e a Moldávia. A região acolhe mais de 100 milhões de pessoas.

Ligações

Segunda conferência de alto nível sobre a iniciativa «Apoio científico à estratégia para a região do Danúbio» (Bratislava, 16 de maio de 2013) e informações suplementares sobre os agregados emblemáticos:

http://ec.europa.eu/dgs/jrc/index.cfm?id=2470&obj_id=4480&dt_code=EVN&lang=en

Material relativo às reuniões científicas: participantes, atas, apresentações e relatórios (março de 2013):

http://ec.europa.eu/dgs/jrc/index.cfm?id=1410&obj_id=16440&dt_code=NWS&lang=en&ori=HLN

Primeira conferência de alto nível – Iniciativa «Apoio científico à estratégia para a região do Danúbio» (Bruxelas, 24 de abril de 2012):

http://ec.europa.eu/dgs/jrc/index.cfm?id=3910&obj_id=4120&dt_code=EVN&lang=en&ori=HLN

Estratégia da UE para a região do Danúbio:

http://ec.europa.eu/regional_policy/cooperate/danube/index_pt.cfm

Contactos:

Michael Jennings (+32 2 296 33 88) Twitter: @ECSpokesScience

Monika Wcislo(+32 2 295 56 04)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website