Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

Oito em cada dez participantes afirmam que os projetos da UE propiciam a inovação na sala de aula

Commission Européenne - IP/13/408   07/05/2013

Autres langues disponibles: FR EN DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 7 de maio de 2013

Oito em cada dez participantes afirmam que os projetos da UE propiciam a inovação na sala de aula

Segundo um novo estudo, mais de oito em cada dez pessoas envolvidas numa iniciativa financiada pela UE, destinada a incentivar métodos de ensino inovadores e melhores materiais de aprendizagem para as crianças, afirmam ter sentido um efeito positivo e duradouro dessa participação. A mesma proporção de inquiridos declarou também que teria sido impossível alcançar os mesmos resultados sem o apoio europeu.

Os projetos foram financiados pelo programa «Comenius» da UE, que apoia uma vasta gama de atividades, que vão desde as parcerias escolares à formação de professores, passando pela iniciativa da rede escolar eTwinning. O programa «Comenius», uma das vertentes do programa «Aprendizagem ao Longo da Vida», que será substituído pelo programa «Erasmus para Todos» a partir de janeiro de 2014, atribui anualmente cerca de 13 milhões de euros a universidades, instituições de formação de professores, ONG e escolas, para apoiar o desenvolvimento de novos métodos e materiais didáticos. Entre os exemplos de ensino inovador, estão a utilização do ensino da arte dramática e noções elementares de ciência com crianças de tenra idade (ver «contexto»).

«O nosso objetivo é ajudar as escolas a prover os alunos dos conhecimentos, das competências e da confiança de que necessitam para atingirem todo o seu potencial», declarou Androulla Vassiliou, Comissária para a Educação, a Cultura, o Multilinguismo e a Juventude. «O valor acrescentado desta iniciativa europeia é o de expor os professores e as escolas a diferentes abordagens e especializações, de que resultam soluções mais inovadoras na sala de aula».

O estudo constatou que o impacto mais positivo se verifica ao nível dos indivíduos diretamente envolvidos nos projetos, que declararam que essa participação lhes tinha alargado as perspetivas, proporcionado um maior acesso às melhores práticas e à inovação, e aumentado as suas competências profissionais no domínio das TIC, das línguas e da gestão.

Entres as vantagens mais frequentemente referidas pelas organizações inclui-se a oportunidade de desenvolver novas ligações e sinergias, tanto dentro da instituição como com terceiros. O impacto sistémico obtido graças aos projetos e às redes não se faz sentir com tanta intensidade, mas, na sua maioria, os inquiridos afirmam que esse impacto existe, por exemplo, quando os módulos de formação de professores e os conteúdos desenvolvidos no âmbito de um projeto ou de uma rede são integrados nos cursos normais.

Contexto

O «Estudo de impacto das ações centralizadas Comenius: projetos multilaterais e redes multilaterais Comenius» foi levado a cabo para a Comissão Europeia pela organização grega do setor educativo Ellinogermaniki Agogi, de dezembro de 2010 a dezembro de 2012, que levou a efeito um inquérito entre os participantes em 145 projetos e redes.

Exemplos de projetos

O projeto DICE envolveu 12 países (Hungria, República Checa, Países Baixos, Noruega, Palestina, Polónia, Portugal, Roménia, Sérvia, Eslovénia, Suécia e Reino Unido) e centrou‑se nos efeitos positivos do ensino da arte dramática no desenvolvimento dos alunos. Organizações sem fins lucrativos e universidades destes países associaram-se para realizar a investigação. Entre os parceiros incluíam-se profissionais do teatro para fins educativos e artistas, psicólogos e sociólogos. A UE concedeu uma verba de 282 000 euros, ao longo de dois anos, para cofinanciamento do projeto.

Para o projeto Naturbild, universidades e instituições de formação de professores de seis países (Alemanha, Áustria, Hungria, Eslováquia, Roménia e Bulgária) desenvolveram uma nova estratégia de ensino para ajudar as crianças que transitam do ensino pré-escolar para a escola primária. O consórcio produziu vídeos com análises de jogos e de lições de crianças e utilizou-os na formação de professores em seminários especializados. O projeto recebeu 298 000 euros de cofinanciamento da UE ao longo de dois anos.

Comenius e eTwinning

O programa «Comenius» está aberto a escolas, a professores e a organizações do setor educativo dos 27 Estados-Membros da UE, da Croácia, da Islândia, do Listenstaine, da Noruega, da Suíça e da Turquia. Algumas partes do programa estão igualmente abertas a organizações da antiga República jugoslava da Macedónia e da Sérvia. Os projetos e as redes que são o principal objeto deste novo estudo podem envolver parceiros adicionais de qualquer outro país.

Criada em 2005, a eTwinning é uma comunidade em expansão de escolas da Europa. 200 000 professores e mais de 100 000 escolas de 33 países europeus (os 27 Estados‑Membros da UE, Islândia, Suíça, Noruega, Turquia, Croácia e a antiga República jugoslava da Macedónia) aderiram, podendo assim utilizar o seu ambiente digital gratuito e seguro para a formação de professores e a realização de projetos educativos conjuntos. O portal eTwinning está acessível em 25 línguas. No quadro da iniciativa eTwinning Plus, lançada em março de 2013, escolas selecionadas da Arménia, Azerbaijão, Geórgia, Moldávia e Ucrânia aderiram à comunidade eTwinning.

Quem foi Comenius?

O programa «Comenius» da UE destinado às escolas tem o nome do escritor e cientista checo Ian Amos Kamensky (1592-1670), que é considerado o pai do ensino universal, baseado na igualdade de oportunidades para todas as crianças. Viveu e trabalhou em vários países na Europa.

Para mais informações

Estudo completo [EN] com sínteses em [DE, EN, FR]

Mais informação sobre Redes e projetos multilaterais Comenius incluindo regras de financiamento, exemplos e resultados de projetos.

Comissão Europeia: Programa Comenius

Comissão Europeia: Educação e Formação

Sítio web de Androulla Vassiliou

Siga Androulla Vassiliou no Twitter @VassiliouEU

Contactos:

Dennis Abbott (+32 2 295 92 58); Twitter: @DennisAbbott

Dina Avraam (+32 2 295 96 67)


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site