Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 30 de abril de 2013

Lançamento do «Mês Europeu do Cérebro» com a concessão de 150 milhões de EUR a favor da investigação neste domínio

A fim de lançar a sua iniciativa «Mês Europeu do Cérebro», a Comissão Europeia afetou cerca de 150 milhões de EUR ao financiamento de 20 novos projetos internacionais no domínio da investigação sobre o cérebro. Deste modo, o investimento total da UE consagrado a este domínio da investigação ascende a mais de 1,9 mil milhões de EUR desde 2007. O «Mês Europeu do Cérebro» (# brainmonth) sublinhará a investigação e a inovação europeias no domínio das neurociências, da cognição e de domínios conexos, graças à organização de mais de 50 eventos em toda a Europa ao longo do mês de maio. A iniciativa visa chamar a atenção para as realizações mais recentes neste domínio, mas pretende igualmente que sejam redobrados os esforços para combater as doenças do cérebro. Um outro objetivo consiste em sublinhar até que ponto o estudo do cérebro pode induzir mudanças radicais a nível da informática. O lançamento desta iniciativa coincide com a maior visibilidade conferida recentemente a novos projetos ambiciosos na UE (projeto emblemático FET sobre o cérebro humano — IP/13/54 e MEMO/13/36) e nos Estados Unidos (projeto BRAIN).

A Comissária Europeia responsável pela Investigação, Inovação e Ciência, Máire Geoghegan-Quinn, declarou a este respeito: «Muitos europeus são suscetíveis de serem afetados por doenças ou perturbações relacionadas com o cérebro ao longo da sua vida. As despesas associadas ao tratamento dos atuais pacientes ascendem já a 1,5 milhões de EUR por minuto e, à medida que a nossa população envelhece, estes encargos sobre os nossos sistemas de saúde irão provavelmente aumentar. A investigação no domínio do cérebro pode contribuir para atenuar o sofrimento de milhões de pacientes, bem como daqueles responsáveis pelos seus cuidados. Desvendar os segredos do funcionamento do cérebro pode igualmente fazer emergir todo um novo conjunto de serviços e produtos para as nossas economias».

É provável que cerca de 165 milhões de europeus se defrontem com algum tipo de doença relacionada com o funcionamento do cérebro ao longo da sua vida. Com o envelhecimento da população e a multiplicação dos casos de Alzheimer e de outras doenças neurodegenerativas ou perturbações mentais associadas à idade, é provável que os custos associados ao respetivo tratamento registem um aumento acentuado. Torna-se assim premente melhorar os meios de prevenção e de tratamento das doenças do cérebro. Importa igualmente compreender o funcionamento do cérebro para manter as nossas economias na vanguarda das novas tecnologias e dos serviços da informação.

O «Mês Europeu do Cérebro» sublinhará a importância crucial da investigação sobre o cérebro e dos cuidados de saúde neste domínio para as nossas sociedades e economias; chamará a atenção para os resultados obtidos pela UE nestes domínios; permitirá um debate sobre a futura direção da investigação e da política neste contexto; promoverá discussões sobre a forma de melhorar a afetação de recursos tanto no âmbito dos diferentes países como entre os mesmos; e, por último, suprimirá certos tabus em torno da saúde mental. Ver também MEMO/13/390.

Contexto

Os 20 projetos selecionados para beneficiar de um financiamento pela UE deverão abrir novas perspetivas, bem como resultar em inovações em domínios cruciais como os traumatismos craniocerebrais, as perturbações mentais, a dor, a epilepsia e as perturbações do comportamento infantil. Muito embora os projetos não possam ser divulgados antes da conclusão dos acordos de subvenção, prevê-se o seu arranque integral a partir do verão. A participação dos parceiros industriais e das pequenas empresas será particularmente acentuada em três domínios (perturbações mentais, epilepsia e perturbações do comportamento infantil), no intuito de promover a inovação e soluções adaptadas à vida real.

O orçamento da UE afetou mais de 1,9 mil milhões de EUR à investigação sobre o cérebro desde o início do atual programa-quadro de investigação da UE, o 7.º PQ (2007-2013). Este montante permitiu financiar 1268 projetos realizados por 1515 participantes provenientes da UE e do seu exterior. As oportunidades no domínio da investigação sobre o cérebro prosseguirão ao abrigo de três pilares («excelência científica», «liderança industrial» e «desafios societais») do próximo programa-quadro de investigação e inovação da UE, intitulado Horizonte 2020. O desafio inerente ao vetor «Saúde, Evolução Demográfica e Bem-Estar» que visa melhorar o diagnóstico, a compreensão e o tratamento das patologias será particularmente pertinente.

O programa subjacente ao «Mês Europeu do Cérebro» prevê a realização de mais de 50 eventos sobre o cérebro humano, desde conferências, seminários e reuniões até escolas de verão e cursos de formação. Seis dos referidos eventos estão a ser organizados pela Presidência irlandesa da UE. A Comissão Europeia irá organizar duas conferências importantes, uma em 14 de maio em Bruxelas e outra, em cooperação com a Presidência, em 27 e 28 de maio, em Dublin.

Para a lista completa de eventos e países participantes, consultar:

http://ec.europa.eu/research/conferences/2013/brain-month/index_en.cfm

Contactos :

Michael Jennings (+32 2 296 33 88) Twitter: @ECSpokesScience

Monika Wcislo(+32 2 295 56 04)


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site