Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 9 de janeiro de 2013

Centro Europeu da Cibercriminalidade (EC3) é inaugurado em 11 de janeiro

A partir de 11 de janeiro, o novo Centro Europeu da Cibercriminalidade (EC3) estará a funcionar, contribuindo assim para garantir uma melhor proteção dos cidadãos e das empresas europeias contra a criminalidade informática. A Comissária da UE para os Assuntos Internos, Cecilia Malmström, participará na inauguração oficial do Centro, que funcionará nas instalações do Serviço Europeu de Polícia (Europol), em Haia (Países Baixos).

«O Centro Europeu da Cibercriminalidade impulsionará consideravelmente a capacidade da União para lutar contra a criminalidade informática e defender uma Internet livre, aberta e mais segura. Os criminosos informáticos são inteligentes e muito rápidos na utilização das novas tecnologias para fins criminosos; o EC3 ajudar-nos-á a ser ainda mais inteligentes e rápidos na prevenção e luta contra os seus crimes», declarou a Comissária Malmström.

«No âmbito da luta contra a cibercriminalidade, tendo em conta a sua natureza transnacional e a grande habilidade dos criminosos para se esconderem, temos de reagir de forma flexível e adequada. O Centro Europeu da Cibercriminalidade foi concebido para fornecer essa especialização enquanto centro agregador de conhecimentos, nomeadamente para apoio operacional e de peritagem forense no quadro de investigações, bem como através da sua capacidade para mobilizar todos os recursos relevantes nos Estados‑Membros visando mitigar e reduzir a ameaça dos criminosos informáticos, independentemente do local onde se encontrem», declarou Troels Oerting, Chefe do Centro Europeu da Cibercriminalidade.

As investigações sobre fraudes em linha, abusos sexuais em linha de menores e outros crimes informáticos envolvem frequentemente centenas de vítimas de uma só vez, bem como suspeitos em muitas partes diferentes do mundo. As operações desta magnitude não podem ser levadas a bom termo unicamente pelas forças policiais nacionais.

A abertura do Centro Europeu da Cibercriminalidade (EC3) marca uma mudança significativa na forma como a UE tem tratado a problemática da cibercriminalidade até à data. Acima de tudo, a abordagem do EC3 será mais virada para o futuro e inclusiva. Irá congregar conhecimentos especializados e informação, apoiar investigações penais e promover soluções à escala da UE.

A ação do EC3 incidirá sobre atividades em linha ilegais exercidas por grupos de criminalidade organizada, especialmente os ataques dirigidos contra operações bancárias em linha e outras atividades financeiras em linha, a exploração sexual de menores na Internet e os crimes que afetam as infraestruturas críticas e os sistema de informação na UE.

O Centro facilitará igualmente a investigação e o desenvolvimento e assegurará o reforço das capacidades entre autoridades responsáveis pela aplicação da lei, juízes e procuradores, elaborando também avaliações de risco, incluindo análises de tendência, previsões e alertas precoces. A fim de desmantelar o maior número possível de redes de cibercriminalidade e julgar mais suspeitos, O EC3 recolherá e tratará dados relacionados com a cibercriminalidade e prestará assistência em matéria de crimes informáticos às unidades policiais dos países da UE. Será prestado apoio operacional aos países da UE (por exemplo, contra a intrusão, a fraude, o abuso sexual de menores na Internet, etc.), bem como conhecimentos técnicos, analíticos e de peritagem forense de elevado nível no quadro de investigações conjuntas.

Segundo dados de um recente Eurobarómetro, os europeus continuam a estar muito preocupados com a segurança informática. Cerca de 89% de utilizadores da Internet confessam divulgar informações pessoais em linha e 12% já foram vítimas de fraude em linha.

Aproximadamente um milhão de pessoas em todo o mundo é todos os dias vítima da cibercriminalidade. Estimativas indicam que as vítimas perdem cerca de 290 mil milhões de euros anualmente em resultado dessas atividades ilícitas (Norton, 2011).

Contexto

A Comissão anunciou a sua intenção de estabelecer um Centro Europeu da Cibercriminalidade (EC3) na Estratégia de Segurança Interna da UE em Ação (IP/10/1535 e MEMO/10/598), adotada em 22 de novembro de 2010 pela Comissão.

A criação de um Centro Europeu da Cibercriminalidade Europeia (EC3) (IP/12/317 e MEMO/12/221) faz parte de uma série de medidas destinadas a proteger os cidadãos contra a prática de crimes na Internet. Completa propostas legislativas, designadamente a Diretiva relativa a ataques contra os sistemas de informação (IP/10/1239 e MEMO/10/463) e a Diretiva relativa à luta contra a exploração sexual de crianças online e a pornografia infantil adotada em 2011 (IP/11/1255).

A cerimónia de inauguração oficial do EC3 terá lugar em 11 de janeiro, na sede da Europol, em Haia, nos Países Baixos.

Registo dos meios de comunicação social

Queira proceder ao seu registo para a cerimónia de inauguração oficial em Haia utilizando o formulário seguinte: https://www.europol.europa.eu/webform/media-request, acompanhado da indicação dos nomes dos participantes, do meio de comunicação social a que pertencem e do tipo de organização de comunicação social.

Data-limite de registo: 10 de janeiro de 2013, 14h00.

É obrigatória a apresentação de um documento de identidade e de um cartão de imprensa válidos.

Para mais informações sobre o programa, consultar o sítio Web da Europol

https://www.europol.europa.eu/content/news/ec3-opening-european-cybercrime-centre-1933

Para mais informações:

MEMO/13/6

Infographics

Para os meios de comunicação audiovisual: material informativo e entrevistas por parte do EC3 estão disponíveis em:

http://ec.europa.eu/avservices/video/player.cfm?sitelang=en&ref=I075479

Sítio Web de Cecília Malmström

Siga a Comissária Cecília Malmström no Twitter

Sítio Web da DG Assuntos Internos

Siga a DG Assuntos Internos no Twitter

Sítio Web EC3 da Europol

Contactos :

Michele Cercone (+32 2 298 09 63)

Tove Ernst (+32 2 298 67 64)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website