Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 26 de novembro de 2013

Tornar as cidades mais inteligentes

Numa conferência organizada hoje pela Comissão Europeia, dirigentes das cidades, das empresas e da sociedade civil debateram as ações descritas no Plano estratégico de execução «cidades inteligentes» e as modalidades de as pôr em prática. A Comissão anunciou que irá lançar um »Convite a apresentar compromissos em favor das cidades e comunidades inteligentes» na primavera de 2014 a fim de impulsionar os trabalhos no âmbitos das prioridades do plano de ação. O plano faz parte integrante da 5.ª Parceria Europeia para a Inovação.

O Vice-Presidente da Comissão, Siim Kallas, responsável pelos Transportes afirmou: «Estou muito satisfeito por ver os operadores de transportes, as empresas de telecomunicações, os fabricantes de veículos, os especialistas em urbanismo, as empresas do setor da energia e os investigadores todos reunidos na mesma sala para debater o futuro das nossas cidades. A iniciativa Cidades Inteligentes é uma boa oportunidade para operar as mudanças necessárias para reduzir o congestionamento e desenvolver melhores oportunidades de negócio nas nossas cidades. Agora temos de aproveitar esta dinâmica e avançar do plano à ação.»

A Vice-Presidente da Comissão Europeia, Neelie Kroes, responsável pela Agenda Digital, acrescentou: «O futuro das infraestruturas e do planeamento urbano assentará na integração dos sistemas TIC e na utilização de grandes volumes de dados para tornar as nossas cidades lugares melhores para viver e trabalhar. Temos de basear estes novos sistemas em normas abertas para o hardware, o software, os dados e os serviços que serão elaboradas no âmbito da Parceria Europeia para a Inovação.»

Günther Oettinger, o Comissário responsável pela Energia, declarou: Com a Parceria Europeia para a Inovação «Cidades e comunidades inteligentes» o que se pretende é investir no desenvolvimento sustentável no maior número possível de cidades.
A criação de parcerias equilibradas entre cidades e empresas, com base em sinergias entre TIC, energia e mobilidade, permitirá desenvolver projetos que farão uma verdadeira diferença na nossa vida quotidiana.»

A Comissão tenciona afetar cerca de 200 milhões de euros ao projeto «Cidades e comunidades inteligentes» no quadro dos orçamentos 2014-2015 do Programa de Investigação e Inovação «Horizonte 2020», a fim de acelerar os progressos e a adoção de soluções em grande escala para as cidades inteligentes. Está também contemplada a possibilidade de recurso aos fundos estruturais e de investimento europeus.

A Parceria Europeia para a Inovação «Cidades e comunidades inteligentes» centra-se naqueles domínios em que as TIC, a energia e a mobilidade se sobrepõem, identificando as estratégias e as soluções comuns mais eficazes. Se, por um lado, as cidades e regiões europeias diferem entre si, por outro, têm muitas necessidades idênticas que podem ser mais eficazmente afrontadas através de uma estratégia comum. É aqui que a parceria pode trazer um valor acrescentado.

A Parceria reúne os dirigentes das cidades e das empresas e os representantes das comunidades, proporcionando-lhes uma plataforma onde podem identificar, desenvolver e implementar soluções inovadoras e torná-las realidade. A Parceria Europeia para a Inovação «Cidades e comunidades inteligentes» centrará as suas prioridades na mobilidade urbana sustentável, nos bairros e ambientes urbanos edificados sustentáveis e nas infraestruturas e processos integrados nos domínios da energia, das TIC e dos transportes. A Parceria identificou, além disso, as ações a realizar para dar um maior espaço e visibilidade aos cidadãos e para o desenvolvimento de novos modelos empresariais e de financiamento que ajudarão a concretizar rapidamente soluções para as cidades inteligentes em grande escala.

O «convite a apresentar compromissos» anunciado hoje pela Comissão conferirá valor acrescentado às partes envolvidas, dando-lhes uma maior visibilidade europeia, uma boa oportunidade de trabalhar com outras entidades em temáticas semelhantes e de criar programas de investimento em grande escala, que impulsionarão a dimensão e a velocidade da inovação nas cidades.

Qualquer cidade, empresa, associação, governo ou organismo de investigação é convidado a seguir as recomendações enunciadas no plano estratégico de execução, desenvolvendo as suas próprias iniciativas e assumindo compromissos em favor das cidades inteligentes, através de investimentos, novas formas de cooperação e partilha de recursos.

Para mais informações:

http://ec.europa.eu/eip/smartcities/

Ver MEMO/13/1049

Contactos:

Helen Kearns (+32 2 298 76 38)

Marlene Holzner (+32 296 01 96)

Ryan Heath (+32 296 17 16)


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site