Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 30 de julho de 2012

Eurobarómetro da primavera de 2012: apoio público à estratégia Europa 2020 continua a ser forte

Os europeus apoiam amplamente as iniciativas para o crescimento, a estabilidade e o emprego apresentadas pela UE, segundo o Eurobarómetro da primavera de 2012, o inquérito semestral organizado pela Comissão Europeia. À medida que entramos na segunda metade do ano, na qual, após o "Semestre Europeu", cabe agora aos Estados‑Membros tomar iniciativas, a opinião pública da UE considera que as prioridades mais importantes são a modernização dos mercados de trabalho para criar emprego e a ajuda aos pobres e socialmente excluídos. A última sondagem revela igualmente que os europeus declaram que os grandes objetivos acordados pela UE – como garantir que três quartos das pessoas em idade ativa tenham emprego – se situam ao nível adequado de ambição (ver anexo). As opiniões das pessoas sobre a estratégia Europa 2020 - estratégia de crescimento da UE - são encorajadoras, em particular no que se refere à importância das iniciativas e ao grau de ambição. No total, 40% dos europeus (+ 2 pontos percentuais) consideram que a UE está no bom caminho para sair da crise e enfrentar novos desafios globais.

Embora se registem variações significativas entre os países, há sinais de que os europeus estão a tornar-se cada vez menos pessimistas, sendo maior o número de pessoas que afirmam que o pior da crise já passou. 30% dos europeus consideram que o impacto da crise no mercado de trabalho atingiu já o seu pico (um aumento de 7 pontos percentuais desde o último inquérito do outono de 2011).

Mais de 8 em cada 10 europeus consideram que, em resultado da crise, os Estados‑Membros da UE devem trabalhar mais estreitamente em conjunto e mais de metade creem que a UE poderá a longo prazo sair reforçada da crise.

Tal como nos inquéritos anteriores, as respostas sobre a situação das economias nacionais diferem muito entre os vários Estados-Membros. Enquanto a situação da economia é considerada boa por mais de três quartos das pessoas na Suécia, no Luxemburgo e na Alemanha, menos de 5 % dos inquiridos partilha essa opinião na Irlanda, Portugal, Espanha e Grécia. Em geral, nos últimos 6 meses, registou-se estabilidade global nos que dizem que a situação atual da economia nacional é boa para 27% (-1) e os que pensam que é má para 71% (inalterado).

Os cidadãos continuam a considerar a UE como a entidade mais eficaz, paralelamente aos governos nacionais, para fazer face aos efeitos da crise económica. Como habitualmente, o Eurobarómetro mostra as semelhanças e diferenças entre a opinião pública nos Estados‑Membros da União Europeia em relação às principais preocupações das pessoas (desemprego, inflação e situação económica).

Contexto

O Eurobarómetro da primavera de 2012 baseia-se em entrevistas individuais, realizadas entre os dias 12 e 27 de maio de 2012. Foram entrevistadas 32 728 pessoas dos 27 Estados-Membros, bem como dos países candidatos.

Para mais informações

O relatório com os primeiros resultados é hoje publicado descrevendo as perceções dos europeus quanto à situação económica atual e as preocupações para o futuro, bem como as suas opiniões sobre a crise e a estratégia Europa 2020. São igualmente publicados os resultados das tendências sobre as instituições da UE e dados sobre questões relativas à cidadania.

O relatório com os primeiros resultados está disponível em:

http://ec.europa.eu/public_opinion/archives/eb/eb77/eb77_en.htm

Contacts :

Mina Andreeva (+32 2 299 13 82)

Natasha Bertaud (+32 2 296 74 56)

ANNEX

1. Perceived importance of Europe 2020 initiatives

2. Appraisal of Europe 2020 targets

3. Perceived relevance of the Europe 2020 approach

4. Differentiation between Member States on the impact of the crisis on jobs and trends since Autumn 2011

5. Statements on the crisis: EU countries will have to work more closely together and the EU will be stronger in the long run.

6. Differentiation between Member States on the appraisal of the current state of the economy


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website