Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 13 de junho de 2012

Saúde Pública – Dia Mundial do Dador de Sangue – Os dadores de sangue são heróis!

No Dia Mundial do Dador de Sangue, sob o lema deste ano «Cada dador de sangue é um herói», a Comissão Europeia sublinha a importância da segurança do aprovisionamento de sangue e incentiva todos os cidadãos europeus a juntarem-se aos dadores voluntários responsáveis. Hoje em dia, mais de 500 milhões de cidadãos da UE dependem do sangue doado por menos de 15 milhões de dadores, o que é insuficiente para satisfazer as necessidades de todos os europeus que dependem do sangue para sobreviver numa emergência ou para viver com uma doença crónica que exija transfusões periódicas.

O Comissário Dalli afirmou: «O sangue é vida. Todos nós podemos vir a necessitar de sangue na sequência de uma grande cirurgia ou de um acidente grave. Para muitos europeus com uma doença crónica, como a hemofilia ou a talassemia, o sangue é uma necessidade constante. O sangue faz toda a diferença. É por esta razão que no dia de hoje eu gostaria de prestar homenagem a todos os dadores e convidar os europeus a demonstrarem solidariedade para com os que necessitam e a darem sangue. Seja também um dador, seja um herói».

Em relação ao sangue, as autoridades sanitárias nacionais são confrontadas continuamente com dois desafios muito difíceis: a data de validade do sangue e a escassez das reservas. O sangue não pode ser conservado indefinidamente, pelo que é necessário reconstituir continuamente as reservas. Além disso, à medida que a população envelhece, a procura de sangue aumenta. Este facto está estreitamente relacionado com uma maior prevalência de doenças ligadas à velhice, como o cancro ou as fraturas da anca, cujos tratamentos dão frequentemente origem a intervenções cirúrgicas e, por conseguinte, a uma necessidade crescente de sangue.

A legislação da UE contribui para garantir a segurança e a qualidade das dádivas de sangue, tanto para os dadores como para os recetores. Estabelece critérios de elegibilidade e ajuda os dadores a tomarem decisões responsáveis em relação ao momento oportuno para darem sangue. Também exige que todo o sangue doado na UE seja testado e impõe requisitos de qualidade quanto à forma como os profissionais devem manipular o sangue colhido ou doado.

Para mais informações:

Legislação da UE em matéria de sangue: http://ec.europa.eu/health/blood_tissues_organs/key_documents/index_en.htm

Contactos :

Frédéric Vincent (+32 2 298 71 66)

Aikaterini Apostola (+32 2 298 76 24)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website