Navigation path

Left navigation

Additional tools

Conhecidos hoje os vencedores dos prémios Património Cultural da UE/Prémios Europa Nostra

European Commission - IP/12/551   01/06/2012

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO NO

Comissão Europeia - Comunicado de imprensa

Conhecidos hoje os vencedores dos prémios Património Cultural da UE/Prémios Europa Nostra

Bruxelas/Lisboa, 1 de junho de 2012 – Os nomes dos vencedores do prémio do público e dos seis galardoados com a categoria «grande prémio» dos Prémios Património Cultural Europeu/Europa Nostra serão anunciados esta noite no Mosteiro dos Jerónimos em Lisboa, na presença de Androulla Vassiliou, Comissária Europeia responsável pelo pelouro da Cultura, do Multilinguismo e da Juventude, e de Plácido Domingo, o tenor de renome mundial e presidente da Europa Nostra. A cerimónia contará com a presença de cerca de 1500 convidados incluindo Aníbal Cavaco Silva, Presidente da República Portuguesa, e os Príncipes das Astúrias Felipe e Leticia.

O vencedor do prémio do público, escolhido num inquérito em linha de entre os 28 candidatos para 2012 (ver IP/12/254), são as fortificações de Pamplona, em Espanha. O júri comentou: «As fortificações restauradas já não são uma muralha defensiva, mas sim um local de encontro e um símbolo de união para os cidadãos e para a cidade».

Os seis projetos vencedores do «grande prémio» (comentários do júri a seguir) são os seguintes:

Antes da cerimónia a Comissária Androulla Vassiliou disse: «Nestes 10 anos, o Prémio do Património Cultural da UE/Prémios Europa Nostra tornou-se no galardão mais prestigiado do seu género na Europa. Gostaria de agradecer a todos os vencedores pelo seu empenhamento ativo na proteção do nosso património cultural e aos membros do júri pelo seu valioso trabalho. O Prémio tem-se mostrado muito eficaz a sensibilizar os decisores e o público para o valor do património cultural para a sociedade europeia e a economia, e para a responsabilidade que nos cabe na sua proteção para as gerações futuras. Eis a razão por que tencionamos continuar a dar apoio ao património cultural através da vertente Cultura do futuro programa Europa Criativa.

O presidente da Europa Nostra, Plácido Domingo, acrescentou: «Os nossos premiados simbolizam excelência, paixão e dedicação. São os perfeitos embaixadores da força de que está investida a nossa «Europa Criativa». Europa Nostra e a Comissão Europeia estão empenhadas em dar largas ao potencial que representa o património cultural e natural da Europa, que são elementos-chave para a coesão social, bem como para o crescimento económico sustentável na Europa».

Todos os 28 projetos vencedores serão homenageados durante a cerimónia a realizar em Lisboa.

Contexto

A cerimónia realiza-se sob o patrocínio de Aníbal Cavaco Silva, Presidente da República Portuguesa, que fará uma alocução na cerimónia, e de José Manuel Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia, que enviou uma mensagem vídeo. Guilherme de Oliveira Martins, Presidente do Centro Nacional de Cultura, dará as boas-vindas aos convidados. O prémio do Património Cultural da UE/Prémios Europa Nostra tem sido organizado pela Europa Nostra e a Comissão Europeia desde 2002.

Os 28 premiados foram selecionados de entre 226 projetos apresentados por 38 países. A seleção final foi feita por um júri composto de peritos independentes de toda a Europa (ver IP/12/254). Aos vencedores é entregue uma placa ou um troféu. Os seis vencedores do «grande prémio» receberão igualmente 10 000 euros cada.

O património cultural representa um contributo significativo, e frequentemente menosprezado, em prol do crescimento e da criação de emprego. Representa uma parte significativa dos setores culturais e criativos, que dão emprego a 8,5 milhões de pessoas na UE e cujo contributo para o PIB europeu chega a 4,5%. Estima-se que a despesa com a conservação do património cultural pelas entidades públicas e privadas ascenda a 5 000 milhões de euros por ano. Os números publicados pela Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económicos (OCDE) mostram que 40 % do turismo mundial tem uma vertente cultural. O património cultural é também um recurso fundamental para o desenvolvimento sustentável e a coesão social.

Os prémios são apoiados pelo Programa «Cultura» da União Europeia, que investiu 30 milhões de euros no cofinanciamento de projetos de conservação do património desde 2007. Outros programas financiados pela UE também apoiam este domínio: o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional concedeu 3 mil milhões de euros para a proteção e preservação do património cultural, 2 200 milhões de euros para o desenvolvimento de infraestruturas culturais e 775 milhões de euros para serviços culturais em 2007-2013. Desde 1998, foram ainda disponibilizados 150 milhões de euros adicionais no âmbito dos programas-quadro da UE para a investigação e o desenvolvimento tecnológico.

Nota aos redatores:

Europa Nostra é a voz do património cultural na Europa. Reúne e representa 250 organizações não-governamentais e sem fins lucrativos, que congregam (em conjunto) pelo menos 5 milhões de cidadãos de toda a Europa. Conta também com o apoio direto de mais de 1 500 membros a título individual e mais de 150 autoridades públicas e empresas associadas. A sua vasta rede de profissionais e voluntários está empenhada em preservar o património cultural da Europa para as gerações presentes e futuras.

A cerimónia de entrega dos prémios em Lisboa está integrada no Congresso Europeu do Património Cultural, organizado anualmente pela fundação Europa Nostra. Um dos temas do congresso do presente ano será «salvar o património europeu em perigo».

O prazo de candidatura para a próxima edição dos prémios é 1 de outubro de 2012. A próxima cerimónia de entrega dos prémios deverá ter lugar em Atenas, em de junho de 2013.

Entrevista em vídeo:

Entrevista em vídeo com a Comissária Androulla Vassiliou sobre o programa «Europa Criativa» e o património cultural (entrevista de Braamhorst Wolter, Europa Nostra)

Para mais informações:

http://ec.europa.eu/culture

http://www.europanostra.org

MEMO/12/398

IP/12/254

Social Media:

Androulla Vassiliou's website

Twitter: @VassiliouEU

http://twitter.com/europanostra

http://flickr.com/photos/europanostra

http://www.youtube.com/europanostrachannel

ANEXO

Observações do júri sobre os seis projetos «Grande Prémio»:

Categoria 1 — Conservação

Edifício Averof - Escola de Arquitetura, Universidade Técnica Nacional, Atenas, GRÉCIA

«Um magnífico exemplo de uma intervenção de renovação e restauro habilíssima e sofisticada, num edifício que é uma das mais importantes obras do Neoclassicismo Europeu, cujo design foi diretamente influenciado pelos monumentos da Acrópole ateniense. Plenamente recuperado de acordo com as suas características arquitetónicas originais e equipado com as mais adequadas tecnologias contemporâneas, o Averof tem garantida a sua perenidade como estabelecimento educativo, finalidade para a qual foi concebido desde o início.»

Alto-Forno Número 2, Sagunto, ESPANHA

«O júri rende homenagem aos esforços tenazes envidados para salvar este monumento excecional e fazer com que as futuras gerações o possam compreender. Os altos-fornos da indústria metalúrgica e siderúrgica do século XX que ainda subsistem constituem um dos mais difíceis desafios para aqueles que defendem ser fundamental preservar de uma forma inteligente o legado material daquela indústria para a compreensão da história comum da Europa. Ao fim e ao cabo, é no carvão e no aço que estão as origens da União Europeia. Este alto-forno dos anos 20, que agora reencontrou o seu esplendor, volta a ser motivo de orgulho para a população de uma cidade que cresceu com a siderurgia, criando simultaneamente uma atração cultural poderosa e única com interesse para todos os europeus.»

Poundstock Gildhouse (antigo centro paroquial de Poundstock), Bude, Cornualha, REINO UNIDO

«Entre os muitos projetos sofisticados e palacianos que foi convidado a apreciar, o júri ficou impressionado com este exemplo de arquitetura vernácula, modesto mas recuperado com minúcia. Os centros paroquiais eram verdadeiros espaços comunitários que combinavam áreas funcionais, por exemplo cozinhas e salas de reunião, com uma sala corrida no piso superior destinada às festas e aos bailes da aldeia. Poucos sobreviveram. O centro paroquial de Poundstock, depois de ter funcionado como escola e asilo para desvalidos, recuperou agora o seu desígnio original. O júri aplaudiu sem reservas as técnicas tradicionais utilizadas para dar nova vida às paredes de adobe, às janelas e ao telhado com vigas de madeira.»

Categoria 2 — Investigação

Código botânico de Augusto do Ara Pacis, Roma, ITÁLIA

«O júri ficou impressionado com o rigor da investigação interdisciplinar realizada e com a qualidade excecional da publicação. Graças ao texto bilingue (italiano e inglês), a obra pode ser lida e apreciada por um público mais vasto. O Ara Pacis foi construído em Roma para celebrar o regresso de Augusto de uma campanha no ano 13 a.C. Os relevos são maravilhosamente ornamentados com elementos florais e faunísticos que, segundo o autor, foram minuciosamente observados na região, e não são meramente decorativos, mas sim dotados de um significado simbólico que encerra uma promessa de renascimento e de uma nova era.

Categoria 3 — Contribuição exemplar

Paraschiva Kovacs, Satu Mare, distrito de Harghita, ROMÉNIA

Paraschiva Kovacs, professora numa pequena povoação, dedicou mais de quarenta anos da sua vida à catalogação e à conservação de artefactos do passado, como símbolos do património vivo de uma comunidade. Graças ao seu investimento pessoal, talento pedagógico, competências profissionais, poder de persuasão e entusiasmo contagiante, Paraschiva Kovacs soube incutir em várias gerações uma atitude e um comportamento distintos relativamente à história local e à conservação do património. É um extraordinário exemplo para todas as pessoas modestas e dedicadas de toda a Europa que, com parcos recursos, conseguem aumentar a sensibilização para a importância de conservar o passado para bem do futuro.»

Categoria 4 — Educação, formação e sensibilização

Melhorar o património local - Fundação Norueguesa do Património, Vågå, NORUEGA

«O júri apreciou a abordagem pedagógica de um grupo de professores empenhados e dos respetivos alunos, crianças muito novas, cujo esforço contribuiu para salvar da degradação e do abandono diversos sítios com interesse patrimonial. Através da limpeza e da recuperação de pequenos marcos nas florestas, nos campos e noutras zonas rurais, a próxima geração não só participa ativamente como aprende a valorizar os tesouros do seu património que, embora à primeira vista não pareçam extraordinários, são preciosos para a paisagem cultural. A colaboração das escolas com as autoridades locais é um exemplo de boas práticas com custos baixos, que pode ser recomendada aos estabelecimentos de ensino pela Europa fora.

Pessoas a contactar: Dennis Abbott (+32 2 295 92 58) Dina Avraam (+32 2 295 96 67)

Para Europa Nostra:

Elena Bianchi: +31.70.302.40.58 eb@europanostra.org

Giuseppe Simone: +31.70.302.40.59 gs@europanostra.org


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website