Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia – Comunicado de imprensa

Retalhistas exprimem empenho na utilização eficiente dos recursos

Bruxelas, 28 de fevereiro de 2012 – O último relatório do Fórum Europeu dos Retalhistas para a Sustentabilidade revela que os fatores ambientais são mais do que nunca tidos em conta pelos retalhistas, nas suas decisões comerciais. As empresas participantes no Fórum estão a prestar mais atenção à ecologização das suas cadeias de abastecimento e sistemas de distribuição sustentável, bem como à utilização de energias renováveis. Comprova‑se, assim, que a responsabilidade ambiental faz cada vez mais sentido no domínio do comércio e contribui para as políticas da UE de promoção da produção e do consumo sustentáveis.

O Comissário responsável pelo pelouro do ambiente, Janez Potočnik, declarou: «Os retalhistas estão numa boa posição para apoiar a utilização eficiente dos recursos: têm a possibilidade de influenciar o desempenho ambiental das suas cadeias de abastecimento e promover alterações no comportamento dos consumidores. Os compromissos ambientais assumidos pelos membros do Fórum dos Retalhistas demonstraram até onde é possível ir e eu gostaria que a sua experiência positiva fosse alargada através da adoção mais ampla e generalizada de práticas sustentáveis adequadas. O setor retalhista tem muito a ganhar com o reforço da confiança dos consumidores na credibilidade das asserções e medidas ambientais. Faço votos para que o Fórum dos Retalhistas tenha êxito no desenvolvimento das ferramentas necessárias para esse fim.»

Os retalhistas participantes no Fórum comprometem‑se a tomar medidas ambientais específicas destinadas a contribuir para o consumo sustentável e a utilização eficiente dos recursos. Desde a criação do Fórum em 2009, os objetivos e as realizações dos seus membros têm sido objeto de monitorização anual. O último relatório de monitorização descreve os 390 compromissos ambientais expressos em 2010, repartidos por três categorias («o que vendemos», «como vendemos» e «comunicação») – mais 100 do que em 2009.

O relatório ressalta diversas realizações no domínio das boas práticas. Para promover a sustentabilidade da cadeia de abastecimento, o grupo Metro, em cooperação com a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), introduziu um programa de formação dos fornecedores nos países em desenvolvimento e emergentes. O grupo Auchan conseguiu economias da ordem de 10 000 toneladas em materiais de embalagem, tendo o grupo Mercadona eliminado, em 150 estabelecimentos, 80% dos sacos de plástico de utilização única. A Tesco UK alcançou o objetivo de não enviar quaisquer resíduos para aterros, enquanto a Inditex reduziu de 42% o consumo médio de energia elétrica em 840 estabelecimentos. O relatório contém mais exemplos de compromissos assumidos por retalhistas específicos.

O relatório revela também que os compromissos refletem cada vez mais as recomendações e boas práticas descritas nas publicações do Fórum, nos seguintes domínios: produção sustentável de madeira, rotulagem ecológica, eficiência energética e pegada de carbono dos estabelecimentos, informação sobre o ciclo de vida ambiental dos produtos, informação ao consumidor, embalagem, transportes e logística.

Antecedentes

O Fórum dos Retalhistas, que constitui uma plataforma multilateral voluntária, foi criado em março de 2009, estando aberto a todos os retalhistas que subscrevam o Plano de Ação em matéria de Ambiente para o Setor Retalhista (REAP), bem como a organizações da sociedade civil.

Foi criado para facilitar o diálogo entre a Comissão Europeia, os retalhistas e os principais interessados, de forma a proporcionar uma melhor compreensão das medidas práticas necessárias à promoção do consumo sustentável. A ideia fulcral da política de produção e consumo sustentáveis, que constitui parte integrante da Estratégia Europa 2020 para alcançar um crescimento inteligente, sustentável e abrangente, consiste em satisfazer as nossas necessidades de crescimento e consumo de forma a não comprometer as gerações futuras.

A iniciativa emblemática «Eficiência na Utilização dos Recursos» da Europa 2020 insere‑se na política de produção e consumo sustentáveis, contribuindo para traduzir os objetivos gerais da política no domínio da utilização eficiente dos recursos (dissociar o crescimento económico da utilização de recursos e da degradação do ambiente) em objetivos mais específicos e levando os diversos agentes económicos a alcançar o melhor desempenho ambiental economicamente possível.

Na atualidade, os retalhistas contribuem para 13% do PIB da Europa; os setores da produção alimentar, da habitação e da mobilidade estão na origem de cerca de 70‑80% do impacto ambiental negativo do consumo. Dado que os retalhistas desenvolvem atividade nestes três setores, o reforço da sustentabilidade através da sua ação poderá proporcionar benefícios ambientais significativos.

Informações complementares:

Monitorização dos compromissos dos retalhistas no âmbito do REAP (versões integral e resumida do relatório e respetivos anexos)

Ver também:

Fórum dos Retalhistas:

http://ec.europa.eu/environment/industry/retail/index_en.htm

Contactos :

Joe Hennon (+32 2 295 35 93)

Monica Westeren (+32 2 299 18 30)


Side Bar