Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 11 de dezembro de 2012

Parcerias entre escolas melhoram as competências de alunos e professores

De acordo com um novo estudo sobre o impacto das parcerias entre escolas em diferentes países, os alunos – em especial os do ensino secundário - melhoraram consideravelmente as suas competências, inclusive as suas aptidões culturais e sociais, de TI e línguas estrangeiras. O impacto das parcerias foi mais acentuado nos alunos que visitaram escolas parceiras. Para sete em cada dez escolas, as parcerias tiveram um impacto forte ou muito forte na sensibilidade e expressão culturais dos alunos, bem como nas suas competências sociais e cívicas. Repercutiram-se igualmente nas competências informáticas (54%) e na comunicação em línguas estrangeiras (52%). As parcerias foram financiadas através do programa de intercâmbio Comenius, o equivalente ao programa Erasmus para o ensino básico e secundário.

Androulla Vassiliou, Comissária para a Educação, a Cultura, o Multilinguismo e a Juventude, declarou: «As parcerias entre escolas dão aos jovens a possibilidade de adquirirem as aptidões e competências de vida básicas necessárias para o desenvolvimento pessoal, para a sua futura vida profissional e a cidadania ativa. Através do Comenius, os alunos e professores têm a oportunidade de conhecer diferentes culturas e línguas da Europa. Estas parcerias continuarão a beneficiar de apoio ao abrigo do nosso novo programa Erasmus para Todos no período de 2014-2020.»

O estudo revelou ainda que o regime beneficia os professores e as escolas no âmbito da comunidade local. Para os professores, o estabelecimento de parcerias com escolas estrangeiras permitiu-lhes melhorar o seu conhecimento de outros sistemas de ensino, reforçou as suas aptidões sociais e contribuiu para melhorar as suas competências linguísticas.

Duas em cada três escolas consideraram que as parcerias melhoraram a sua imagem e 80% disseram que as mesmas reforçaram a sua dimensão europeia. As parcerias com escolas de outros países permitiram-lhes igualmente estreitar os laços tanto a nível da própria escola como com as autoridades locais.

Comparativamente, o impacto das parcerias Comenius é maior nos professores e nas escolas do ensino pré-escolar e primário, bem como nas respetivas comunidades em que se inserem, porque é mais fácil mobilizar e envolver toda uma escola e integrar novas ideias e atividades nos programas escolares nestes níveis de ensino. Em contrapartida, o impacto nas competências dos alunos é mais forte ao nível do ensino secundário.

Para muitas escolas de regiões remotas da União Europeia, as parcerias financiadas pelos fundos da UE constituem a única oportunidade que os alunos e professores têm de participar em projetos no estrangeiro. 85% das escolas abrangidas pelo estudo manifestaram a sua intenção de se candidatar a financiamento para estabelecerem parcerias no futuro.

O estudo analisou 50 escolas em 15 países da Europa (Alemanha, Bélgica, Eslováquia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Itália, Países Baixos, Polónia, Reino Unido, Roménia e Turquia) que receberam subvenções ao abrigo do programa Comenius para estabelecerem parcerias do outono de 2009 até 2011. O estudo acompanhou as escolas ao longo e para além do período de dois anos e analisou exaustivamente de que forma as parcerias se repercutiram nos alunos, nos professores e nas escolas.

Contexto

O estudo tomou por base os resultados de um anterior inquérito em grande escala realizado entre escolas parceiras, publicado em 2007 (versão integral do estudo de 2007; resumo).

A UE tem vindo a conceder subvenções a escolas para a realização de projetos conjuntos desde 1995. As parcerias escolares Comenius são financiadas ao abrigo do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida, que está aberto à participação de 33 países (Estados-Membros da UE, Croácia, Islândia, Listenstaine, Noruega, Suíça e Turquia).

As parcerias congregam pelo menos duas escolas de diferentes países europeus, as quais criam um projeto conjunto com a duração de dois anos, destinado a melhorar a qualidade do ensino e a desenvolver esforços conjuntos em torno de ações inovadoras e de intercâmbio. Os projetos centram-se em áreas de interesse dos alunos, em questões atuais de ensino nos países envolvidos ou em prioridades definidas pelas próprias escolas.

Desde 2007, a UE já apoiou mais de 7000 projetos Comenius, cada um dos quais com cerca de cinco escolas parceiras, em média. Estas parcerias recebem anualmente cerca de 120 milhões de euros, o que permite que mais de 130 000 alunos e respetivos professores possam visitar as escolas parceiras e aproximadamente 650 000 participem em atividades locais. Além disso, a UE concede bolsas a professores e professores estagiários para que frequentem ações de formação ou adquiram experiência profissional no estrangeiro.

A partir de 2014, o apoio concedido pela UE às escolas inserir-se-á no âmbito do novo programa proposto para a educação, a formação, a juventude e o desporto: Erasmus para Todos. O novo programa tem por objetivo duplicar o número de alunos, estudantes, professores, aprendizes, animadores de juventude e outros beneficiários de bolsas para desenvolver as suas competências no âmbito de estudos, de formação ou de voluntariado no estrangeiro, que deverá assim chegar aos 5 milhões de pessoas no período de 2014-2020. Mais de dois terços do orçamento proposto para o programa, que se eleva a 19 mil milhões de euros, irão apoiar intercâmbios individuais no estrangeiro, sendo o restante destinado a projetos que se dediquem à cooperação para a inovação, à reforma das políticas e à partilha de boas práticas.

Mais informações

Estudo integral e resumo

Metodologia e estudo de casos

Programa Comenius

Sítio Web de Androulla Vassiliou

Acompanhe Androulla Vassiliou no Twitter @VassiliouEU

Contactos :

Dennis Abbott (+32 2 295 92 58); Twitter: @DennisAbbott

Dina Avraam (+32 2 295 96 67)

Anexo

Gráfico 1: Impacto nos alunos

Gráfico 2: Impacto nos professores

Gráfico 3: Impacto nas escolas e na comunidade local


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website