Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 9 de novembro de 2012

Personalidades europeias instam os líderes da UE a apoiar o programa Erasmus

Mais de 100 personalidades europeias do mundo da educação, da arte, da literatura, da economia, da filosofia e do desporto assinaram uma carta aberta aos chefes de Estado e de Governo da UE em apoio do programa Erasmus de intercâmbio de estudantes, agora em risco. Os signatários, de todos os Estados‑Membros da UE e em que se incluem o realizador de cinema espanhol Pedro Almodóvar, o presidente do FC Barcelona, Sandro Rosell, o Prémio Nobel Professor Christopher Pissarides e vários campeões olímpicos, fazem-se eco da preocupação de que as vagas para estudantes e as bolsas disponíveis no âmbito do programa possam ter de ser drasticamente reduzidas devido às disputas em torno dos orçamentos da UE para 2012 e 2013. O programa enfrenta já um défice de 90 milhões de euros no corrente ano e receia-se que a situação piore em 2013. Nos últimos 25 anos, o programa Erasmus permitiu a quase três milhões de jovens europeus estudar no estrangeiro. Mais recentemente, este programa apoiou também a realização de estágios em empresas noutro país. Toda uma geração aprendeu o significado de viver e de trabalhar com pessoas de outras culturas e a importância de desenvolver as qualificações e a versatilidade que são essenciais para o mercado de trabalho de hoje.

A carta adverte para o facto de que, se os orçamentos da UE para 2012 e 2013 não forem suficientes para cumprir os compromissos já assumidos para com os estudantes, «milhares de estudantes poderão ser privados de uma experiência que lhes pode mudar a vida».

Esta ameaça que impende sobre o programa não poderia vir em pior altura para os jovens europeus. O desemprego dos jovens entre 15 e 24 anos aumentou 50 % desde o início da crise e, atualmente, um em cada cinco jovens europeus - mais de cinco milhões - está sem emprego.

A carta pede que o investimento na educação e na formação ocupe um lugar central na resposta da Europa à crise. Chama também a atenção para os planos da Comissão de aumentar as oportunidades de melhoria das competências e da empregabilidade dos jovens através do novo programa «Erasmus para Todos», cujo lançamento está previsto para 2014.

A carta conclui que: «O programa “Erasmus para Todos” representará um custo inferior a 2 % do orçamento total da UE. Nas próximas semanas, os Chefes de Estado e de Governo da UE serão confrontados com a oportunidade única de aprovar o novo programa e garantir-lhe os recursos necessários. Os nossos jovens merecem esse contributo. O nosso futuro depende dele.»

Androulla Vassiliou, Comissária responsável pela Educação, Cultura, Multilinguismo e Juventude, congratulou-se com a publicação da carta. «O programa Erasmus tem vindo a mudar vidas e a abrir horizontes há 25 anos. Espero que continue por muitos mais anos. Os jovens tiveram de suportar o peso da crise e precisam do nosso apoio agora mais do que nunca. Estou orgulhosa e emocionada pelo facto de tantas pessoas, de diferentes estratos socioculturais, terem declarado o seu apoio ao programa Erasmus».

Para mais informações:

Carta sobre o programa Erasmus no Facebook

MEMO/12/816 Perguntas frequentes sobre o programa Erasmus e respetivo orçamento

Erasmus: 25 anos a mudar vidas e a abrir horizontes

Erasmus bate novo recorde: intercâmbios de estudantes aumentam 8,5%

O programa Erasmus – uma história de sucesso

Sítio Web de Androulla Vassiliou

Acompanhe Androulla Vassiliou no Twitter @VassiliouEU

Contactos :

Dennis Abbott (+32 2 295 92 58); Twitter: @DennisAbbott

Dina Avraam (+32 2 295 96 67)

Anexo

O futuro do programa Erasmus: carta aberta aos Chefes de Estado e de Governo da UE

A Europa tem de investir na educação e na juventude

Aos Chefes de Estado e de Governo da União Europeia

A crise económica atingiu muito duramente a juventude da Europa. O desemprego dos jovens entre 15 e 24 anos de idade aumentou 50 % desde o início da crise e, atualmente, um em cada cinco jovens europeus mais de cinco milhões está sem emprego. Tal não poderá continuar. Não nos podemos permitir uma geração perdida.

A educação e a formação devem constituir o âmago da resposta da Europa. Qualquer sociedade civilizada deseja investir no futuro dos seus jovens, para que possam assumir plenamente o seu papel de cidadãos ativos, conseguir um trabalho gratificante e sentir-se realizados. É crucial assegurar uma boa educação que prepare os nossos jovens para um mundo em crescente mutação, mobilidade, interdependência e multiculturalidade.

Nos últimos 25 anos, o popular programa «Erasmus» da União Europeia permitiu a quase três milhões de jovens europeus estudar no estrangeiro. Mais recentemente, este programa apoiou também a realização de estágios em empresas noutro país. Toda uma geração aprendeu o significado de viver e de trabalhar com pessoas de outras culturas e a importância de desenvolver as qualificações e a versatilidade que são essenciais para o mercado de trabalho de hoje. Esta é uma geração que conseguiu encontrar alguns dos melhores empregos.

Esperamos que os orçamentos de 2012/2013 destinados ao programa Erasmus sejam suficientes para respeitar os compromissos já assumidos previamente com os estudantes, caso contrário milhares deles poderão perder uma experiência com potencial para mudar as suas vidas.

A União Europeia propôs um novo programa de financiamento o programa «Erasmus para Todos» , que permitirá abrir estas oportunidades a milhões de outros jovens europeus a partir de 2014. Permitir-lhes-á estudar, receber formação, trabalhar e voluntariar-se noutro país, mas também beneficiar do tipo de experiência que os ajudará a garantir o seu tão precioso primeiro emprego.

O programa «Erasmus para Todos» representará um custo inferior a 2 % do orçamento total da UE. Nas próximas semanas, os Chefes de Estado e de Governo da UE serão confrontados com a oportunidade única de aprovar o novo programa e garantir-lhe os recursos necessários.

Os nossos jovens merecem esse contributo. O nosso futuro depende dele.

Signatários

Áustria

Serge Falck, ator

Peter Hofbauer, encenador

Uwe Kroeger, vedeta musical

Vera Russwurm, moderadora de TV

René Kremser, embaixador Erasmus, Instituto de Serviços Sociais

Bélgica

Jonathan e Kévin Borlée, atletas olímpicos

Axelle Red, cantora

Lien Van de Kelder, consultora sobre propriedade intelectual, atriz e antiga estudante Erasmus

Bulgária

Stefka Kostadinova, presidente do Comité Olímpico Nacional, recordista mundial do salto em altura

Professora Rumyana Todorova, embaixadora Erasmus, vice-reitora de Ciências, Investigação e Relações Internacionais, Universidade de Shumen

Boryana Klinkova, embaixadora Erasmus, coordenadora de programas internacionais, Universidade Friedrich-Alexander, Erlangen-Nuremberga

República Checa

Jiří Bělohlávek, maestro principal da Orquestra Filarmónica Checa

Pavel Nedvěd, ex-futebolista, membro do conselho de administração do Juventus

Eva Jiřičná, arquiteta e designer

Martin Wichterle, empresário

Chipre

Professor Christopher Pissarides, prémio Nobel de Economia de 2010

Michalis Sarris, economista e antigo Ministro das Finanças

Pavlos Kontides, velejador, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2012

Cyprien Katsaris, pianista

Vivian Kanari, apresentadora de televisão

Dinamarca

Professora Marlene Wind, diretora do Centro de Política Europeia, Universidade de Copenhaga

Professor Gerard Byrne, artista, Academia Real Dinamarquesa de Belas Artes

Estónia

Helen Lokuta, cantora de ópera

Johannes Tralla, jornalista de televisão

Finlândia

Tuomo Martikainen, professor jubilado da Universidade de Helsínquia

Paula Pietilä, embaixadora Erasmus, coordenadora para as pessoas com deficiência, Universidade de Turku

França

Lilian Thuram, ex-futebolista, vencedor do Campeonato do Mundo e do Campeonato da Europa, diretor de uma fundação antirracismo

Professor Pierre Joliot-Curie, biólogo, Centre National de la Recherche Scientifique, neto de Marie Curie

Michel Serres, filósofo e escritor

Cedric Villani, matemático, vice-presidente de EuropaNova

Alemanha

Detlev Buck, produtor e ator

Daniel Brühl, ator

Cornelia Funke, escritora

Peter Scholze, professor de matemática

Grécia

Sia Kosioni, jornalista

Maria Farantouri, cantora

Giannis Tsimitselis, ator

Dionisis Tsaknis, compositor

Gkikas Magiorkinis, vencedor do prémio Marie Curie em 2012, Universidade de Oxford e Universidade de Atenas

Hungria

Áron Szilágyi, esgrimista, campeão mundial e medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2012

Eszter Ónodi, atriz

Irlanda

Mick Galwey, antigo capitão da seleção irlandesa de rugby

Gerry McLoughlin, presidente do município de Limerick e antigo jogador internacional de rugby

Noelle O’Connell, diretor executivo, European Movement Ireland

Jessica Gough, embaixador Erasmus, Universidade Nacional da Irlanda, Galway

Itália

Beppe Severgnini, jornalista, colunista e escritor

Margherita Hack, astrofísica e escritora de textos científicos

Federico Taddia, DJ na rádio e apresentador de televisão

Elisa Di Francisca, esgrimista, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2012

Letónia

Juris Šteinbergs, professor de Biologia Molecular e personalidade conhecida da TV

Lauris Reiniks, cantor/compositor, apresentador de TV e ator

Aleksejs Naumovs, embaixador Erasmus e reitor da Academia das Artes da Letónia

Madara Apsalone, vice-representante nacional da rede dos estudantes Erasmus, Ministério das Finanças

Lituânia

Rūta Meilutytė, nadadora, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2012

Martynas Levickis, acordeonista

Erica Jennings, cantora/compositora

Luxemburgo

Liz May, atleta de triatlo

Jean Muller, pianista

Patrick Weimerskirch, presidente do Parlamento dos Jovens

Joseph Lorent, jornalista e secretário geral do Conselho de Imprensa

Ranga Yogeshwar, escritor, jornalista científico e físico

Malta

Valerie Vella, apresentadora de televisão

Pierre Mejlak, escritor

Ira Losco, cantora pop

Países Baixos

Harrry Starren, moderador e ex-diretor executivo do instituto Baak de educação e conhecimento

Susanne Stolte, presidente da associação neerlandesa de diretores executivos e não executivos

Dr. van den Berg, diretor da Space Expo, Noordwijk

Dr. Ruben Baumgartner, presidente do grupo SHL

Steijn Pelle, jovem empresário

Bram Peper, embaixador Erasmus, professor universitário, Universidade Erasmus, Roterdão

Désirée Majoor, embaixadora Erasmus, vice-presidente do conselho de administração da Universidade de Ciências Aplicadas nas Artes, Utreque

Polónia

Wojciech Błach, ator

Jerzy Baczyński, chefe de redação da revista Polityka

Wilhelm Sasnal, artista, vencedor do prémio bienal de Arte Contemporânea Vincent van Gogh em 2006

Małgorzata Ludwisiak, curadora e vice-diretora do Museu de Arte de Łodz

Portugal

Vasco da Graça Moura, presidente do Centro Cultural de Belém

Fernando Carvalho Rodrigues, cientista e antigo diretor na NATO

Teresa de Sousa, jornalista

Professor Manuel José Santos Silva, Universidade da Beira Interior

Roménia

Ivan Patzaichin, campeão de canoagem

Vlad Petreanu, jornalista e blogger

Luca Niculescu, jornalista e apresentador de televisão

Eslovénia

Mojca Mavec, jornalista, apresentador de TV e publicista

Eva e Nika Prusnik, cantoras, embaixadoras da iniciativa Juventude em Movimento

Eslováquia

Emília Vašáryová, atriz

Karin Habšudová, jogadora de ténis

Adela Banášová, apresentadora de televisão

Espanha

Pedro Almodóvar, realizador de cinema

Sandro Rosell, presidente do FC Barcelona

Fernando Savater, filósofo e escritor

Enrique Pérez Vergara (Flipy), apresentador de televisão

Javier Marías, escritor, membro da Real Academia Espanhola

Suécia

Anders Wijkman, conselheiro principal no Instituto do Ambiente de Estocolmo e presidente do Clube de Roma

Staffan Nilsson, presidente do Comité Económico e Social

Rolf Gustavsson, jornalista

Hans Åhl, embaixador Erasmus, Universidade da Suécia Central

Karl-Fredrik Ahlmark, embaixador Erasmus, Universidade de Gotemburgo

Reino Unido

Rhodri Morgan, antigo Primeiro-Ministro do País de Gales

David Hare, dramaturgo

Larry Lamb, ator

Sian Lloyd, apresentadora do boletim meteorológico televisivo

Claire Belcher, vencedora do prémio Marie Curie em 2012, Universidade de Exeter

Cornelia Parker OBE, escultora e autora de instalações artísticas

John Stezaker, artista

Gwyneth Lewis, poetisa e escritora

Mererid Hopwood, poetisa e escritora

Richard Wentworth CBE, artista


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site