Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia

Comunicado de imprensa

Bruxelas, 25 de setembro de 2012

Dia Europeu das Línguas: uma magia multilingue, dos encontros e cocktails poliglotas a uma divertida imersão total nas bibliotecas

Ninguém se poderá queixar de falta de celebrações: desde uma sessão de encontros poliglotas, em Praga, a um café multilingue, em Sofia, desde um desafio de RAP, em Åarhus, a um cocktail-bar das línguas europeias em Budapeste, passando por uma soirée de poesia estrangeira, em Cardiff, e uma imersão linguística em 30 bibliotecas de Berlim, são alguns dos principais acontecimentos do Dia Europeu das Línguas que terão lugar em toda a Europa, amanhã, 26 de setembro (lista de eventos). A Comissão Europeia irá assinalar a ocasião com a organização de um evento especial em Limassol (Chipre), onde mais de 400 delegados estudarão as formas de melhorar a aprendizagem das línguas e debaterão o papel das línguas no contexto de um mundo globalizado.

«Perguntam-me, por vezes, se as línguas são importantes na era da globalização. A minha resposta é simples: o dia em que a Europa deixa de falar toda a sua grande variedade de línguas será o dia em que a Europa deixará de existir enquanto ideia e projeto. Um dos objetivos fundamentais da União consiste em trabalhar em conjunto para uma sociedade melhor, no respeito pleno das nossas diferenças. As línguas são essenciais para esta missão. Se não fizermos o esforço para aprender a língua dos países vizinhos, será mais difícil compreender as suas preocupações. É por esta razão que o ensino e a aprendizagem das línguas é uma das quatro grandes prioridades do novo programa «Erasmus para Todos», declarou Androulla Vassiliou, a Comissária Europeia responsável pela Educação, Cultura, Multilinguismo e Juventude.

O Dia Europeu das Línguas, organizado conjuntamente pela Comissão Europeia e o Conselho da Europa, realiza-se todos os anos desde 2001. O Conselho da Europa está também a ajudar a promover um vasto leque de iniciativas de sensibilização nos seus 47 países membros, enquanto parte da campanha «Talk to me!» (fale comigo!) levada a cabo pelo Centro Europeu das Línguas Modernas em Graz, Áustria. Os eventos têm como objetivo encorajar a pessoas de todas as idades, na escola e fora dela, a aderirem à aprendizagem das línguas e a celebrarem, assim, a diversidade cultural e linguística.

Erasmus para Todos, o novo programa da Comissão Europeia para a Educação, a formação e a juventude para o período de 2014 a 2020, irá fomentar o apoio ao ensino e à aprendizagem das línguas. O programa prevê um significativo aumento dos fundos a afetar, o que permitirá a 5 milhões de pessoas receber bolsas da UE para estudar, prosseguir formações ou fazer voluntariado no estrangeiro – quase o dobro comparativamente aos programas 2007-2013 atualmente em vigor. Um dos principais objetivos destas experiências de aprendizagem em «mobilidade» é ajudar as pessoas a melhorar as suas competências linguísticas e promover a compreensão intercultural.

Próximas etapas

A proposta de programa Erasmus para Todos está atualmente a ser debatida pelo Conselho e pelo Parlamento Europeu, esperando-se que seja adotada no primeiro semestre de 2013.

Em 27 de setembro, a Comissária Androulla Vassiliou entregará os prémios aos cinco projetos que demonstraram um nível destacado de desempenho em termos de promoção do ensino e da aprendizagem das línguas na Europa, na Conferência em Limassol sobre «O Multilinguismo na Europa».

Contexto

As línguas faladas na União Europeia são muitas: existem 23 línguas oficiais (a adesão da Croácia à UE fixará este número em 24 no próximo ano), e cerca de 60 línguas regionais minoritárias, além de mais de 175 línguas faladas pelos migrantes.

A UE investe atualmente 1 000 milhões de euros por ano em programas para fomentar as competências linguísticas e outras, no âmbito de iniciativas como o programa Erasmus, que permite a estudantes do ensino superior efetuarem parte dos seus estudos ou da sua formação no estrangeiro. Mais de 400 000 pessoas, essencialmente jovens, beneficiam de bolsas da UE todos os anos através dos programas Erasmus (ensino superior), Leonardo da Vinci (formação profissional) e Juventude em Ação (voluntariado e do trabalho em prol dos jovens) para trabalhar, estudar ou desenvolver um trabalho de voluntariado no estrangeiro. Além disso, a UE investe cerca de 50 milhões de euros por ano para apoiar atividades e projetos relacionados com as línguas.

A Conferência sobre «O Multilinguismo na Europa», em Limassol, assinala o 10.º aniversário do Conselho Europeu de Barcelona de 2002, no qual os chefes de Estado e de Governo apelaram ao ensino de duas línguas estrangeiras a partir de uma idade muito precoce e ao desenvolvimento de um indicador de competência linguística que medisse os progressos realizados na aprendizagem das línguas. A conferência incluirá uma exposição com os mais destacados projetos de aprendizagem de línguas europeias e facultará informações sobre os serviços linguísticos da União Europeia e os meios de comunicação especializados sobre os assuntos europeus.

O Selo Europeu para as Línguas foi criado há mais de dez anos para reconhecer os projetos de ensino e de aprendizagem de línguas mais inovadores. O primeiro prémio do Selo Europeu para as Línguas será entregue pela Comissária Vassiliou na conferência de Limassol. Em cada país participante, os coordenadores selecionaram um projeto linguístico nacional de excecional valor acrescentado europeu. Os projetos foram avaliados por um júri europeu, que selecionou os cinco vencedores gerais.

A Comissão Europeia e o Conselho da Europa tencionam assinar um acordo de parceria formal em 2013, que reforçaria a sua cooperação no domínio do multilinguismo e da aprendizagem das línguas, em domínios como a avaliação e o reconhecimento das qualificações, o intercâmbio de experiências e dados, as ferramentas baseadas nas TIC, a educação na língua do país de acolhimento para os migrantes adultos, e a educação na língua principal de ensino para as crianças de origem migrante.

Para mais informações

MEMO/12/703 Perguntas mais frequentes sobre multilinguismo e aprendizagem das línguas

Sítio sobre as línguas da Comissão Europeia Selo Europeu para as Línguas

A importância das línguas para a economia e a empregabilidade

Serviços da Comissão Europeia Interpretação e Tradução

Centro Europeu para as Línguas Modernas

Sítio web da Comissária Androula Vassiliou

Acompanhe Androulla Vassiliou no Twitter @VassiliouEU

Contactos :

Dennis Abbott (+32 2 295 92 58); Twitter: @DennisAbbott

Dina Avraam (+32 2 295 96 67)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website