Navigation path

Left navigation

Additional tools

Um projecto co-financiado pela UE que relata a vida das comunidades ciganas ganha um prémio dos meios de comunicação digitais

European Commission - IP/11/978   24/08/2011

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

Comissão Europeia - Comunicado de Imprensa

Um projecto co-financiado pela UE que relata a vida das comunidades ciganas ganha um prémio dos meios de comunicação digitais

Bruxelas, 24 de Agosto de 2011 – Um projecto co-financiado pela União Europeia que utiliza o filme para acabar com os estereótipos sobre os ciganos ganha um prestigioso prémio da Society of Professional Journalists dos Estados Unidos. O projecto «Colorful but Colorblind» reuniu jornalistas de etnia cigana e não cigana para produzir uma série de 25 curtas-metragens que contam histórias das comunidades ciganas que vivem na Europa Central e Oriental. O objectivo era incentivar uma apresentação mais equilibrada das questões relativas a estas comunidades e uma maior participação de jornalistas de etnia cigana nas actividades dos meios de comunicação destinados ao grande público. O projecto procurava igualmente reforçar o diálogo intercultural e a compreensão mútua entre jornalistas. O projecto ganhou o prémio de excelência jornalística Sigma Delta Chi na categoria dos meios de comunicação social digitais independentes.

«É com grande orgulho que vejo um projecto financiado pela UE que luta contra os preconceitos ancestrais contra os ciganos obter um reconhecimento além Atlântico. Isto prova que os esforços sem precedentes envidados pela União Europeia e o empenhamento demonstrado para promover a integração social e económica dos ciganos estão a dar frutos», declarou a Vice-Presidente Viviane Reding, a Comissária da UE responsável pela Justiça. «As pessoas de etnia cigana contribuem para a vida social e cultural em toda a Europa e congratulo-me com o facto de o seu contributo ser reconhecido pelo projecto «Colorful but Colorblind».

A maior parte dos ciganos na Europa encontra-se numa situação de pobreza, exclusão social e discriminação permanentes e, na sequência da crise económica e financeira, a situação tende mesmo a piorar. Estes problemas podem ser agravados por estereótipos sobre as suas comunidades, que, por sua vez, podem ser alimentados por artigos de imprensa ou emissões audiovisuais tendenciosos. O projecto «Colorful but Colorblind» destinava-se a contribuir para acabar com os estereótipos existentes em relação aos ciganos através de uma utilização criativa do multimédia para tratar as questões das minorias. Reuniu 50 jornalistas de etnia cigana e não cigana que beneficiaram de formação por parte de especialistas em narração multimédia.

O projecto centrou-se na Bulgária, República Checa, Hungria, Roménia e Eslováquia – países com populações de etnia cigana significativas. Foi co‑financiado – com 303 040 EUR – pelo Programa dos Direitos Fundamentais e Cidadania da União Europeia.

Contexto

Os 10 a 12 milhões de ciganos da Europa continuam a ser vítimas de situações de discriminação, exclusão e negação de direitos, enquanto os poderes públicos perdem receitas e produtividade ao desperdiçar potenciais talentos. É imperativo melhorar a integração económica e social dos ciganos; contudo, para que tal seja eficaz, é necessária uma acção concertada a todos os níveis, a fim de combater as múltiplas causas da exclusão.

Muitas das áreas em que a integração dos ciganos pode ser melhorada - como a educação, o emprego, a saúde e a habitação - são principalmente da responsabilidade das autoridades nacionais ou regionais. No entanto, a UE tem um importante papel a desempenhar para coordenar a acção dos Estados-Membros. Em 5 de Abril de 2011, a Comissão propôs um quadro europeu para as estratégias nacionais de integração dos ciganos (IP11/400, MEMO/11/216). Este quadro articula-se em torno de quatro pilares: o acesso à educação, ao emprego, aos cuidados de saúde e à habitação. Os Estados-Membros devem estabelecer metas nacionais em matéria de integração dos ciganos que reflictam a importância da comunidade cigana no seu território e a situação actual das suas políticas de integração. Este quadro servirá de fio condutor para as políticas nacionais relativas aos ciganos e contribuirá para a mobilização dos fundos da UE de apoio aos esforços de inclusão.

Em 24 de Junho de 2011, os dirigentes europeus aprovaram o quadro da UE para as estratégias nacionais de integração dos ciganos (IP/11/789). Os Estados‑Membros terão de apresentar estratégias nacionais para os ciganos até ao final de 2011. Devem especificar a forma como tencionam contribuir para alcançar os objectivos globais da UE em termos de integração. A Comissão avaliará então as estratégias nacionais e apresentará o seu relatório ao Parlamento Europeu e ao Conselho na Primavera de 2012. Este exercício repetir‑se‑á anualmente, o que permitirá proceder a um exame periódico dos progressos efectuados a nível nacional na aplicação do quadro da UE.

Para mais informações:

Comissão Europeia – Ciganos:

http://ec.europa.eu/roma

Página Web da Vice-Presidente Viviane Reding, Comissária da UE responsável pela Justiça:

http://ec.europa.eu/reding

Contactos :

Matthew Newman (+32 2 296 24 06)

Mina Andreeva (+32 2 299 13 82)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website