Navigation path

Left navigation

Additional tools

Other available languages: EN FR DE

Comissão Europeia - Comunicado de Imprensa

1,4 milhões de euros do Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização para ajudar 680 trabalhadores da indústria do calçado em Portugal

Bruxelas, 17 de Agosto de 2011 – A Comissão Europeia aprovou hoje um pedido de intervenção do Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização (FEG) apresentado por Portugal. A subvenção de 1,4 milhões de euros irá ajudar 680 trabalhadores da indústria do calçado entretanto despedidos a encontrar novos empregos. A Comissão irá agora apresentar uma proposta ao Parlamento Europeu e ao Conselho da União Europeia com vista à mobilização dos recursos financeiros.

Ao apresentar a proposta, o Comissário da UE responsável pelo Emprego, Assuntos Sociais e Inclusão, László Andor, declarou: «O FEG é um instrumento financeiro da UE eficaz para ajudar os trabalhadores vítimas de despedimentos em larga escala. Os trabalhadores da indústria do calçado portuguesa foram atingidos pelas alterações estruturais ocorridas no comércio mundial e pela crise económica e financeira dos últimos anos. A decisão hoje tomada irá apoiar os antigos trabalhadores da Rohde a conseguirem novos empregos através de acções de formação que lhes proporcionarão as competências necessárias».

O pedido de intervenção português ocorre na sequência de 974 despedimentos ocorridos na Rohde – Sociedade Industrial de Calçado Luso-Alemã, Lda., uma empresa fabricante de calçado.

A Rohde manteve uma posição estável no mercado apesar das dificuldades crescentes devidas à intensificação da concorrência dos fabricantes de calçado asiáticos. A situação de Rohde foi, no entanto, afectada pela diminuição das vendas e por uma reduzida capacidade de investimento resultantes da crise financeira e económica. Estas circunstâncias, conjugadas com a diminuição das encomendas por parte da empresa-mãe, em Schwalmstadt, na Alemanha, afectaram a situação da fábrica da Rohde situada em Santa Maria da Feira, resultando na abertura de um processo de falência em Setembro de 2009 que acabou por levar ao encerramento da fábrica e ao despedimento dos trabalhadores.

O território afectado é essencialmente o município de Santa Maria da Feira, onde estava localizada a Rohde. Para além disso, os despedimentos afectam o município contíguo de Ovar. Estes municípios estão localizados, respectivamente, na regiões Norte e Centro. O encerramento da Rohde acrescenta quase um milhar de trabalhadores aos candidatos a emprego nas duas regiões, já de si afectadas por taxas de desemprego superiores à do país no seu conjunto. Ambas as regiões já foram aceites para receber assistência do FEG em Junho de 2009 (ver IP/09/998). A Região Norte foi de novo aceite para receber assistência do FEG em Setembro de 2010 (ver IP/10/1089).

O pacote de assistência do FEG para os ex-trabalhadores da Rohde - Sociedade Industrial de Calçado Luso-Alemã, Lda. incluirá o reconhecimento de competências, formação profissional, bolsas para formação por iniciativa pessoal, formação e ajuda com vista à criação de empresas, apoio à auto-colocação e incentivos ao recrutamento. O custo total estimado deste pacote ascende a 2,23 milhões de euros, dos quais 1,4 milhões foram solicitados ao Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização. Dos 974 trabalhadores despedidos, 680 irão beneficiar de assistência ao abrigo do FEG.

Antecedentes

Desde o início do funcionamento do FEG, em Janeiro de 2007, registaram-se 78 pedidos de intervenção deste fundo, num total de cerca de 355 milhões de euros, de que beneficiaram cerca de 76 000 trabalhadores. Os pedidos de intervenção do FEG provêm de um número crescente não só de sectores mas também de Estados-Membros.

Os pedidos de intervenção do FEG repartem-se pelos seguintes 25 sectores: indústria automóvel (Áustria, Bélgica, Alemanha, França, Polónia, Portugal, Suécia, Espanha); têxteis (Bélgica, Itália, Lituânia, Portugal, Espanha); vestuário (Malta, Lituânia, Eslovénia, Espanha); construção de edifícios (Irlanda, Itália, Lituânia, Países Baixos, Espanha); construção especializada (Irlanda); arquitectura e engenharia (Irlanda); máquinas e equipamento (Dinamarca, Alemanha, Polónia); indústria gráfica (Países Baixos); equipamento electrónico (Áustria, Países Baixos, Portugal); comércio retalhista (República Checa, Grécia, Espanha); telefonia móvel (Finlândia, Alemanha); metalurgia de base (Áustria, Bulgária); electrodomésticos (Itália, Lituânia); computadores (Irlanda); construção naval (Dinamarca); mobiliário (Lituânia); carpintaria e marcenaria (Espanha); cerâmica (Espanha); pedra/mármore (Espanha); cristalaria (Irlanda); fabrico de calçado (Portugal); edição (Países Baixos); comércio grossista (Países Baixos); manutenção aeronáutica (Irlanda); transporte rodoviário (Áustria).

O FEG, uma iniciativa inicialmente proposta pelo Presidente Barroso para ajudar as pessoas que perderam o emprego em virtude dos efeitos da globalização, foi instituído pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho no final de 2006. Em Junho de 2009, as regras do FEG foram revistas para reforçar o papel do fundo enquanto instrumento de intervenção rápida. O FEG faz parte da resposta da Europa à crise financeira e económica. O regulamento do FEG revisto entrou em vigor em 2 de Julho de 2009 e aplica-se a todos os pedidos recebidos a partir de 1 de Maio de 2009.

Na sua proposta para o próximo quadro financeiro plurianual, a Comissão propôs que a UE continue no futuro a manifestar a sua solidariedade com os trabalhadores despedidos e as regiões afectadas através do FEG.

Informações adicionais

Sítio web do FEG

Vídeos de notícias relacionadas:

Europa age para combater a crise: revitalização do Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização (em inglês e francês)

Fazer face a um mundo globalizado – o Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização (em inglês)

Para assinar o boletim informativo electrónico gratuito da Comissão Europeia sobre emprego, assuntos sociais e igualdade de oportunidades:

http://ec.europa.eu/social/e-newsletter

Contactos :

Cristina Arigho (+32 2 298 53 99)

Maria Javorova (+32 2 299 89 03)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website