Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

Anti-trust: o relatório sobre os preços dos automóveis revela uma diminuição em 2010 das diferenças de preços dos automóveis novos na UE

Commission Européenne - IP/11/921   26/07/2011

Autres langues disponibles: FR EN DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

Comissão Europeia - Comunicado de imprensa

Anti-trust: o relatório sobre os preços dos automóveis revela uma diminuição em 2010 das diferenças de preços dos automóveis novos na UE

Bruxelas, 26 de Julho de 2011 – O último relatório da Comissão Europeia sobre os preços dos automóveis revela que estes diminuíram 2,5 % em termos reais em 2010 no conjunto da União Europeia. Os preços de catálogo dos automóveis novos convergiram também ligeiramente. Estas tendências a longo prazo em matéria de preços vão no sentido da decisão tomada o ano passado pela Comissão, segundo a qual as regras de concorrência específicas para a venda de automóveis novos deixaram de justificar‑se.

«Verifico com satisfação que os consumidores europeus tiram partido da concorrência nos mercados da venda de automóveis e continuam a beneficiar da redução significativa dos preços em termos reais. O facto de as diferenças de preços entre os Estados-Membros terem continuado a diminuir, constitui um indicador positivo da concorrência transfronteiras. Congratulo‑me igualmente com o facto de ver que, pela primeira vez desde há dez anos, os preços dos serviços de reparação e de manutenção em toda a União deixaram de aumentar, sinal de que o sector compreendeu bem as novas regras do jogo», afirmou Joaquín Almunia, Vice-Presidente da Comissão responsável pela política de concorrência.

Globalmente, as diferenças de preços entre Estados-Membros quanto a automóveis de passageiros diminuíram, tal como indicado nas listas de preços dos fabricantes. No entanto, as diferenças permanecem elevadas em certos casos, comprovando as economias importantes que os consumidores podem realizar ao passar as fronteiras. Na área do euro, o indicador das diferenças de preços permaneceu inalterado (ver quadro 1).

O índice de preços da UE para os veículos automóveis (que reflecte os preços nominais pagos pelos consumidores, incluindo descontos, IVA e encargos de registo) aumentou apenas 0,3 %, contra um aumento de 2,8 % dos preços globais no consumidor, o que se traduziu numa descida importante dos preços reais dos veículos automóveis de 2,5 %.

No total, 24 países da UE registaram uma redução dos preços dos veículos automóveis em termos reais (ver quadro 1). Os preços permaneceram estáveis em dois outros países (+ 0,2 % em Itália e em Malta), tendo no entanto aumentado em Portugal (+ 2,6 %). Neste último caso, convém contudo notar que os compradores tinham beneficiado de uma redução dos preços reais superior à média no ano anterior (-6,7%).

A queda dos preços reais foi particularmente acentuada na Eslováquia (-17,4 %), Bulgária (-13,5 %), Eslovénia (-11,6 %) e República Checa (-9,0 %). Na Polónia diminuíram 5,6 %. Nos grandes mercados, os preços reais diminuíram especialmente no Reino Unido (-3,7%), enquanto a Alemanha, a Espanha e a França registaram descidas mais moderadas (-1,9%, -1,6% e -0,9%, respectivamente).

A descida dos preços reais dos veículos automóveis em toda a UE confirma uma tendência observada desde há mais de dez anos, o que mostra que a concorrência funciona entre os fabricantes de automóveis no mercado dos veículos novos.

Os preços reais dos serviços de reparação e manutenção, que tinham aumentado na última década ao um ritmo nitidamente superior ao da inflação global, não aumentaram em 2010.

O relatório sobre os preços dos automóveis

O relatório sobre os preços dos veículos automóveis faz parte do controlo deste sector efectuado pela Comissão. Apresenta um resumo dos preços de catálogo de 89 modelos de veículos mais vendidos, que representam 26 marcas em toda a UE. O relatório permite aos consumidores compararem os preços dos veículos automóveis na Europa e aproveitarem as oportunidades proporcionadas pelo mercado único da UE.

Um memorando que contém uma análise suplementar da evolução dos preços está disponível em:

http://ec.europa.eu/competition/sectors/motor_vehicles/prices/report.html

Regras de concorrência no sector automóvel

Entraram em vigor em Junho de 2010 novas regras de concorrência para o sector automóvel (ver IP/10/619 e MEMO/10/217). O principal objectivo de reforma consiste em reforçar e melhorar a concorrência no mercado pós-venda, ou seja, reparação e manutenção, que representa uma parte significativa dos custos associados à propriedade de um veículo durante o seu período de vida. As novas regras facilitam a resolução de certas práticas, como a retenção de informações técnicas em detrimento das garagens independentes e os abusos em matéria de garantias. Os fabricantes de veículos automóveis poderão organizar as suas redes de vendas como melhor lhes convier, tendo a experiência comprovado a existência de uma acesa concorrência intermarcas.

QUADRO 1

Diferenças de preços em relação a uma selecção de modelos mais vendidos

(Preços expressos em percentagem dos preços em euros antes de impostos; comparação do país mais caro com o país menos caro, no mercado da área do euro, em 1 de Janeiro de 2011.) Fonte: Preços de catálogo dos fabricantes

Segmentos A e B

(pequenas cilindradas):

1/01/2011

1/01/2010

1/01/2009

Peugeot 207

36,9%

39,7%

32,7%

Renault Clio

39,5%

32,3%

44,9%

Fiat Grande Punto/Punto

44,3%

29,2%

30,4%

VW Polo

34,4%

28,1%

26,8%

Ford Fiesta

25,4%

24,3%

17,9%

Segmento C (cilindradas médias):

1/01/2011

1/01/2010

1/01/2009

Peugeot 308

36,1%

36,0%

31,7%

VW Golf

24,4%

27,4%

25,8%

Ford Focus

23,8%

27,9%

28,7%

Renault Mégane

30,3%

26,8%

51,6%

Audi A3

23,4%

18,1%

17,4%

Segmentos D, E e F

(grandes cilindradas):

1/01/2011

1/01/2010

1/01/2009

VW Passat

31,8%

28,1%

24,1%

Mercedes C

17,3%

14,2%

12,8%

Audi A4

14,0%

13,1%

17,0%

BMW 320D

8,7%

10,6%

10,3%

QUADRO 2

Evolução anual do índice dos preços e dos preços reais dos veículos automóveis em %

(comparação entre Janeiro de 2011 e Janeiro de 2010)

Os preços dos veículos automóveis são expressos em moedas locais, tomando em consideração os descontos e incluindo os impostos. Fonte: Eurostat

Países da área
do euro

Preços nominais dos veículos automóveis

Inflação global

Preços reais dos veículos automóveis

Áustria

0,9

2,5

-3,4

Bélgica

0,7

3,7

-3,0

Chipre

-1,6

3,0

-4,5

Estónia

-0.1

5.1

-5.2

Finlândia

1,2

3,1

-1,9

França

1,1

2,0

-0,9

Alemanha

0,1

2,0

-1,9

Grécia

1,1

4,9

-3,8

Irlanda

-5,5

0,2

-5,7

Itália

2,1

1,9

0,2

Luxemburgo

0,9

3,4

-2,5

Malta

3,5

3,3

0,2

Países Baixos

-1,7

2,0

-3,7

Portugal

6,2

3,6

2,6

Eslováquia

-14,2

3,2

-17,4

Eslovénia

-9,3

2,3

-11,6

Espanha

1,4

3,0

-1,6

Área do euro

0,8

2,3

-1,5

Países não pertencentes à área do euro

Preços nominais dos veículos automóveis

Inflação global

Preços reais dos veículos automóveis

Bulgária

-9,2

4,3

-13,5

República Checa

-7,1

1,9

-9,0

Dinamarca

-1,0

2,6

-3,6

Estónia

-0,1

5,1

-5,2

Hungria

-2,5

4,0

-6,5

Letónia

-2,6

3,5

-6,1

Lituânia

-4,4

2,8

-7,2

Polónia

-2,1

3,6

-5,6

Roménia

4,7

7,0

-2,3

Suécia

0,3

1,4

-1,1

Reino Unido

0,3

4,0

-3,7

UE

Preços nominais dos veículos automóveis

Inflação global

Preços reais dos veículos automóveis

0,3

2,8

-2,5

Contactos :

Amelia Torres (+32 2 295 46 29)

Marisa Gonzalez Iglesias (+32 2 295 19 25)


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site