Navigation path

Left navigation

Additional tools

Agenda Digital: Europa investe na investigação fotónica para acelerar banda larga de elevado débito

European Commission - IP/11/794   28/06/2011

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

Comissão Europeia - Comunicado de imprensa

Agenda Digital: Europa investe na investigação fotónica para acelerar banda larga de elevado débito

Bruxelas, 28 de Junho de 2011 — Estão a ser lançados 13 projectos de investigação fotónica no domínio das redes de fibra de banda larga de elevado débito, com o objectivo de desenvolver tecnologias que proporcionem, na Internet, débitos superelevados até casa, acima de 1 gigabit/s. Os projectos foram seleccionados conjuntamente, em 2010, pela Comissão Europeia, pela Áustria, pela Alemanha, pela Polónia, pelo Reino Unido e por Israel, que os financiam, também em conjunto, num montante total de 22,3 milhões de euros. Os projectos de investigação terão uma duração de dois a três anos. Oferecer a todos os europeus acesso em banda larga rápida e ultra-rápida em 2020 e promover o investimento em investigação europeia no domínio das tecnologias da informação e das comunicações constituem objectivos fundamentais da Agenda Digital para a Europa (ver IP/10/581, MEMO/10/199 e MEMO/10/200).

Nas palavras de Neelie Kroes, Vice-Presidente da Comissão Europeia e responsável pela Agenda Digital: «Vejo, com alegria, o arranque em força da investigação tecnológica num domínio importante para a oferta de débitos superelevados na Internet às residências e às empresas de 500 milhões de europeus. Esta tecnologia pode vir a desempenhar um papel fundamental na resposta às necessidades da Europa em banda larga a muito longo prazo».

Os projectos de investigação incidem, todos eles, no modo como os componentes (p. ex., emissores-receptores, amplificadores e encaminhadores) e os sistemas informáticos poderão oferecer débitos de 1 gigabit/segundo ou superiores ao assinante, em casa, reduzindo, ao mesmo tempo, os custos operacionais da banda larga ultra-rápida. O objectivo consiste, pois, em desenvolver uma tecnologia que ofereça aos clientes um serviço mais rápido e sem custos suplementares.

A Comissão contribui com um terço do financiamento dos projectos, ficando a parte restante a cargo de organismos de financiamento nacionais. A adopção de uma estratégia conjunta permite que os países participantes criem mais rapidamente redes ópticas de banda larga de elevado débito, dado que o esforço conjunto pode gerar mais eficientemente uma massa crítica que conduza à aceitação no mercado.

Os 13 projectos de investigação constituem a iniciativa Piano+, que é um projecto ERANET+ integrado no 7.º programa-quadro de investigação (7.° PQ) da Comissão Europeia.

Exemplos de projectos

O projecto ADDONAS visa melhorar a qualidade de aplicações vídeo para dispositivos móveis e aplicações em tempo real, como a nebulosa computacional, mediante a optimização da tecnologia de comutação para circuitos de banda larga de débito superelevado, o que permitirá que o envio de dados seja feito apenas quando é necessário, eliminando assim os estrangulamentos no desempenho dos encaminhadores. Ao mesmo tempo, essa tecnologia visa reduzir em mais de 50 % a factura energética total dos operadores e dos utilizadores.

Para tornar possível a transmissão de dados com débito ultra-elevado, o projecto ALOHA procura aumentar a capacidade de transmissão dos semicondutores de banda larga (ou seja, lasers ópticos). O objectivo é atingir e ultrapassar os 10 gigabits/s e acelerar a implantação maciça no mercado de componentes laser mais rápidos.

O projecto TUCAN visa desenvolver tecnologias de emissores-receptores sintonizáveis de baixo custo (ou seja, lasers cujo comprimento de onda operacional pode ser alterado) capazes de atingir as metas estabelecidas para o custo das redes de acesso e, em simultâneo, manter um elevado desempenho e reduzir o consumo de energia. As redes actuais são concebidas para lasers de comprimento de onda fixo com um custo unitário inferior a 10 EUR, mas estes lasers não têm capacidade para lidar com os débitos elevados (1 a 10 gigabits/s) exigidos nas redes de acesso super-rápidas.

O projecto SEPIANet visa desenvolver componentes, módulos e subsistemas ópticos para futuros produtos de acesso baseados na tecnologia de placas de circuitos impressos com elementos electro-ópticos incorporados, que permitirão reduzir o consumo de energia e aumentar a eficiência energética e a largura de banda de modo significativo, algo que não é possível nos actuais sistemas de redes de acesso com fios de cobre.

Contexto

A tecnologia fotónica é uma tecnologia estratégica que promove a inovação em muitos sectores, nomeadamente nas comunicações (inclusive para um acesso ultra-rápido à Internet), na iluminação e em aplicações médicas.

O acesso em banda larga ultra-rápida está a tornar-se cada vez mais importante na Europa, dada a procura crescente de serviços que exigem elevada largura de banda. Há novos serviços de entretenimento e de carácter profissional, como a televisão de alta definição (HD) ou 3D, o telecarregamento de música ou de vídeos nos telefones inteligentes e a utilização de equipamentos de videoconferência, que exigem uma Internet muito mais rápida do que a actualmente disponível, em geral, na Europa.

Para mais informações sobre os projectos de investigação, consultar:

http://www.pianoplus.eu/projects.html

Sítio Web da Agenda Digital: http://ec.europa.eu/digital-agenda

Sítio Web de Neelie Kroes: http://ec.europa.eu/commission_2010-2014/kroes/

Acompanhe Neelie Kroes no Twitter: http://twitter.com/neeliekroeseu

Contactos :

Jonathan Todd (+32 2 299 41 07)

Linda Cain (+32 2 299 90 19)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website