Navigation path

Left navigation

Additional tools

Agenda Digital: Comissão e indústria europeia unem forças para construir a Internet do futuro

European Commission - IP/11/525   03/05/2011

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

IP/11/525

Bruxelas, 3 de Maio de 2011

Agenda Digital: Comissão e indústria europeia unem forças para construir a Internet do futuro

A primeira fase de uma parceria público-privada de 600 milhões de euros para a Internet do futuro (FI-PPP) foi lançada hoje pela Vice-Presidente da Comissão Europeia Neelie Kroes. A parceria apoiará a inovação na Europa e ajudará as empresas e os governos a criarem soluções Internet capazes de gerir o aumento exponencial dos dados em linha. A Internet, até agora conhecida por ligar entre si computadores e pessoas, está a tornar-se móvel e irá ligar uma vasta gama de máquinas e objectos. A actual Internet é manifestamente incapaz de gerir estes futuros fluxos de dados e de oferecer a desejada precisão, resiliência e segurança. A parceria explorará oito domínios em que esta revolução dos dados poderá impulsionar a inovação e a criação de emprego nos sectores das comunicações móveis, do software e dos serviços. A Comissão Europeia disponibilizou 300 milhões de euros para financiamento ao longo de 5 anos, tendo as organizações de investigação, as empresas e o sector público europeus assumido o compromisso de contribuírem com igual montante para esta PPP. Os projectos hoje lançados receberão, em conjunto, 90 milhões de euros de financiamento da UE (devendo os restantes parceiros dos projectos contribuir com igual montante). Um elemento fundamental da Agenda Digital para a Europa é a dinamização e focalização das actividades de investigação, desenvolvimento e inovação da UE (ver IP/10/581, MEMO/10/199 e MEMO/10/200).

Neelie Kroes, Vice-Presidente da Comissão Europeia e responsável pela Agenda Digital, declarou: «Até 2014, a economia da Internet irá atingir 5,8 % do PIB, ou seja, perto de 800 mil milhões de euros, mas estamos apenas no início da era da Internet. A Europa deve mobilizar todo o seu talento para se manter na vanguarda neste sector, não só para garantir a competitividade futura da Europa e dar livre curso à criatividade, à inovação e ao empreendedorismo europeus, mas também para salvaguardar os valores europeus, como a privacidade, a abertura e a diversidade. Devemos, pois, utilizar as finanças públicas de modo inteligente para mobilizar o investimento da indústria — se não formos os primeiros a investir e a inovar, sê-lo-ão os nossos concorrentes a nível mundial».

O tráfego de dados na Internet cresce anualmente 60 %. Estamos já a recorrer à Internet para fornecer muitos serviços essenciais. Os novos serviços nos domínios da mobilidade, da poupança de energia, dos cuidados de saúde e da governação estimularão o desenvolvimento de novas aplicações que ainda nem imaginamos.

Para aproveitar esta oportunidade e garantir a competitividade futura da Europa, a Comissão Europeia apostou na FI-PPP, que procurará dar resposta a uma série de problemas essenciais que actualmente travam o desenvolvimento da Internet na Europa.

152 organizações pioneiras comprometeram-se hoje a utilizar esta parceria para criar a Internet do futuro na visão da Europa. Empresas privadas, organizações de investigação e o sector público assumiram o compromisso de contribuir com um montante idêntico ao da UE (90 milhões de euros) para financiar a primeira fase do programa. Trata-se da primeira parte de um total de 300 milhões de euros de contribuição da UE para esta PPP quinquenal. A iniciativa apoia-se nas actuais actividades de investigação financiadas pela UE, contando com a participação de parceiros a nível nacional e regional, com vista ao desenvolvimento de novas tecnologias, serviços e modelos de negócio para a Internet do futuro.

Uma plataforma normalizada e interoperável de serviços Internet

O projecto FI-WARE receberá um financiamento de 41 milhões de euros da UE para desenvolver o conjunto de ferramentas essenciais da plataforma necessário para a criação de serviços inovadores da Internet do futuro, nomeadamente nos domínios da privacidade, do processamento em tempo real e da nebulosa computacional. Esta caixa de ferramentas estará aberta a quem pretenda inovar. Para lançar o processo de inovação, serão realizados vários ensaios em grande escala de serviços e aplicações inovadores assentes na Internet, em cidades como Estocolmo e Santander. Oito projectos-piloto (cada um deles financiado com cerca de 5 milhões de euros durante 2 anos) liderarão o processo e explorarão a Internet do futuro:

  • ENVIROFI ‑ dados do domínio público sobre o ambiente;

  • SMARTAGRIFOOD ‑ tornar a cadeia de valor alimentar mais inteligente;

  • FINSENY ‑ colher os benefícios da gestão de electricidade a nível local;

  • OUTSMART ‑ tornar as infra-estruturas públicas urbanas mais inteligentes e eficientes; desenvolver ecossistemas de inovação em Londres, Berlim, Aarhus, Santander e Trento, respectivamente nos domínios dos transportes e ambiente, gestão dos resíduos, água e esgotos, contadores inteligentes e iluminação pública, água e ambiente;

  • FI-CONTENT ‑ media em rede, nomeadamente jogos;

  • FINEST ‑ aumentar a eficiência das cadeias de valor logísticas internacionais;

  • INSTANT MOBILITY ‑ mobilidade pessoal;

  • SAFECITY ‑ tornar os espaços públicos urbanos mais seguros.

Antecedentes

O programa de parceria público-privada para a Internet do futuro envolve 152 organizações distintas. Nele participam organizações de 23 Estados-Membros da UE ou países associados ao 7.º programa-quadro de investigação da UE (7.º PQ). Para mais pormenores, consultar www.fi-ppp.eu.

A primeira fase da FI-PPP terá a duração de dois anos (2011-2012) e criará a caixa de ferramentas dos serviços genéricos com vista a preparar o ensaio em grande escala. A segunda fase (2013-14) serão os ensaios em grande escala, em toda a Europa, de serviços e aplicações Internet inovadores e complexos numa vasta gama de domínios. A terceira fase (2014-2015) será dedicada à transformação destes ensaios em ecossistemas digitais férteis e à sua ligação às respectivas políticas regionais de inovação.

A FI-PPP é uma iniciativa aberta. A estratégia multifases e os convites abertos para o FI-WARE asseguram uma participação ampla e aberta. O trabalho da FI-PPP ficará aberto a terceiros que, com base nele, pretendam inovar.

A Comissão Europeia criou, em conjunto com a indústria, uma série de outras PPP nas áreas da inovação e da investigação, nomeadamente as iniciativas Automóveis Ecológicos, Fábricas do Futuro e Edifícios Energeticamente Eficientes (ver IP/09/1116).

Sítio Web da Agenda Digital:

http://ec.europa.eu/information_society/digital-agenda/index_en.htm

Sítio Web de Neelie Kroes:

http://ec.europa.eu/commission_2010-2014/kroes/

Acompanhe Neelie Kroes no Twitter:

http://twitter.com/neeliekroeseu


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website