Chemin de navigation

Left navigation

Additional tools

IP/11/485

Bruxelas, 18 de Abril de 2011

A Comissão compromete-se a conceder 110 milhões de EUR para concluir as obras de segurança do sítio de Chernobil

Na terça-feira, 19 de Abril, 25 anos depois do trágico acidente de Chernobil, o Comissário da UE Andris Piebalgs anunciará numa conferência de alto nível em Kiev o compromisso da Comissão Europeia de conceder cerca de 110 milhões de EUR para garantir a estabilidade e a segurança ambiental do sítio de Chernobil. A Comissão assegurou até agora a parte de leão – cerca de 470 milhões de EUR – dos projectos relacionados com Chernobil, tendo em vista principalmente a segurança nuclear, mas igualmente no que se refere a programas de ajuda à população local e ao fornecimento às famílias afectadas de acesso a cuidados de saúde de qualidade. É ainda necessário, no entanto, que a comunidade internacional assegure 740 milhões de EUR para concluir até 2015 os grandes projectos empreendidos no sítio.

O Presidente da Comissão, José Manuel Barroso, que participará na Cimeira sobre segurança nuclear em Kiev, declarou o seguinte: «A segurança nuclear é um problema mundial que exige uma resposta mundial. O nosso compromisso, que reflecte a liderança da Comissão Europeia em matéria de segurança nuclear, será fundamental para fazer de Chernobil um sítio novamente seguro. Esperamos que os nossos principais parceiros aumentem também as suas contribuições para se poderem concluir as obras de protecção até 2015. Na Cimeira sobre segurança nuclear insistirei igualmente para que sejam feitos progressos no sentido de as centrais nucleares serem dotadas das normas internacionais mais elevadas possíveis.»

O Comissário para o Desenvolvimento, Andris Piebalgs, que representará a Comissão na conferência de doadores, afirmou: «O recente acidente em Fukushima, no Japão, mostra que a segurança nuclear continua a ser um problema muito importante. A UE continuará a trabalhar resolutamente na defesa dos interesses dos seus cidadãos, procurando tornar seguras as instalações nucleares e prevenindo quaisquer acidentes. O compromisso de hoje é um grande passo em frente para ajudar a colmatar o défice de financiamento e constitui um sinal claro de que a Comissão está empenhada em fazer tudo o que for possível para assegurar a segurança de Chernobil, tanto para a população local como para o ambiente.»

Participação da Comissão nos eventos em Kiev

Em 19 de Abril, o Presidente Barroso procederá à abertura da Cimeira de Kiev sobre segurança nuclear, que reforçará a cooperação e as capacidades a nível mundial de prevenção e redução de acidentes nucleares. O Comissário Piebalgs participará na conferência de doadores de Chernobil para ajudar a obter os fundos ainda necessários para tornar o sítio de Chernobil completamente seguro até 2015.

Em 20 de Abril, o Comissário Piebalgs participará numa conferência de alto nível intitulada «Vinte Cinco Anos Depois da Catástrofe de Chernobil. Segurança para o Futuro». Nesta conferência, organizada pelo Governo da Ucrânia e que se realiza em Kiev, de 20 a 22 de Abril, devem participar, nomeadamente, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki Moon, e o Director-Geral da Agência Internacional de Energia Atómica, Yukiya Amano.

Em que será utilizado este novo contributo?

O novo contributo será utilizado sobretudo para completar o novo confinamento seguro – uma estrutura gigantesca em arco que cobrirá a unidade 4 danificada de Chernobil, a fim de a isolar e permitir o seu futuro desmantelamento. A dimensão desta estrutura não tem precedentes e quando estiver construído o arco terá um comprimento suficiente para cobrir quase dois campos de futebol e uma altura que permitiria abrigar a estátua da liberdade. O contributo servirá também para ajudar a concluir a construção da instalação de armazenamento de combustível gasto, que após a sua construção servirá para armazenar o combustível gasto das unidades que ficaram em serviço depois do acidente, o que é necessário para desmantelar a central.

Apoio da UE para tornar mais seguro o sítio de Chernobil

Desde o acidente de Chernobil, a Comissão Europeia tem trabalhado no sentido de melhorar a segurança nuclear e de lidar com as consequências herdadas da catástrofe. Entre as principais realizações da Comissão até à data (em grande parte através do Fundo de Protecção de Chernobil e dos fundos internacionais da Conta de Segurança Nuclear) estão a estabilização do sarcófago existente, a execução de uma infra-estrutura que satisfaz as normas internacionais em matéria de saúde e assegura a melhor protecção possível para os trabalhadores no local, bem como a construção de instalações tendo em vista a futura desactivação.

Para além das contribuições para os fundos internacionais geridos pelo BERD (o Fundo de Protecção de Chernobil e a Conta de Segurança Nuclear), a Comissão financiou projectos para estudar, avaliar e reduzir as consequências do acidente. Deu igualmente a sua própria contribuição para os projectos de gestão dos resíduos radioactivos, necessários para a restauração do sítio. As acções já executadas foram decisivas para criar condições que permitiram o início da construção do novo confinamento seguro.

Além da salvaguarda do ambiente, a Comissão desenvolveu projectos sociais em áreas como os cuidados de saúde, a educação e a horticultura, para ajudar as pessoas que sofreram os efeitos do acidente a reconstruírem as suas vidas. Foram criados os projectos Crianças de Chernobil para ajudar mães e filhos contaminados pela catástrofe, assegurando acesso a cuidados de saúde de qualidade a todos os recém-nascidos da região, e foi proporcionado aos pais acesso a um curso para aperfeiçoarem as «competências parentais». O projecto proporcionou igualmente equipamento para hospitais (equipamento de reanimação infantil, equipamento de ventilação, incubadora infantil, lâmpada de fototerapia), criou cursos de nutrição para famílias vulneráveis na região e instalou parques de jogos ao ar livre para crianças.

A Comissão também apoiou um programa de reabilitação para desenvolver oportunidades económicas no sector da agricultura e criar empresas privadas, contribuindo para criar novos empregos e assegurar receitas fiscais à região. Por exemplo, foi proporcionada a 70 famílias da região formação prática sobre como cultivar frutos e frutos de bagas e foram fornecidos os equipamentos necessários. Desde então os participantes já obtiveram algum sucesso vendendo os seus primeiros morangos e maçãs, o que ajudou a revitalizar a região e a incentivar outras pessoas a criarem as suas próprias empresas.

Mais informações:

MEMO/11/252

Para mais informações sobre o trabalho da Comissão em relação a Chernobil:

http://ec.europa.eu/europeaid/what/energy/Chernobil_en.htm

Pode ser consultado um conjunto de documentos destinados à imprensa que relatam o que a Comissão está a fazer em Chernobil em:

http://ec.europa.eu/europeaid/what/energy/documents/press-pack-Chernobil_en.pdf

Sítio Web da DG Desenvolvimento e Cooperação EuropeAid:

http://ec.europa.eu/europeaid/what/energy/Chernobil_en.htm

Sítio Web do Comissário Europeu para o Desenvolvimento, Andris Piebalgs:

http://ec.europa.eu/commission_2010-2014/piebalgs/index_en.htm


Side Bar

Mon compte

Gérez vos recherches et notifications par email


Aidez-nous à améliorer ce site