Navigation path

Left navigation

Additional tools

Comissão Europeia – Comunicado de imprensa

Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT) vai criar mais plataformas de inovação

Bruxelas, 30 de Novembro de 2011 – O Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT) vai intensificar consideravelmente os seus esforços de fomento da inovação e do empreendedorismo na UE através da criação de seis novas plataformas de inovação – as chamadas Comunidades de Conhecimento e Inovação (CCI) – no período de 2014-2020. A Comissão Europeia afectou um orçamento de 2,8 mil milhões de euros1 no próximo quadro financeiro para que o EIT se possa expandir e consolide o desenvolvimento das suas actuais CCI, centradas nas alterações climáticas, na energia sustentável e nas TIC.

«O novo pacote que agora propomos para o Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia constitui uma excelente notícia para as empresas, a investigação e o mundo académico da Europa. Estamos a investir na formação dos empresários de amanhã e a reforçar a capacidade inovadora da UE, para que continuemos à altura dos melhores a nível mundial», declarou Androulla Vassiliou, Comissária para a Educação, a Cultura, o Multilinguismo e a Juventude.

A Comissão adoptou hoje também uma proposta de programa estratégico de inovação do EIT, que define o quadro de acção do Instituto para os anos vindouros. A Comissão espera, assim, impulsionar a criação de 600 novas empresas e dar formação a cerca de 25.000 estudantes e 10.000 doutorandos em novos programas que conjugam a excelência científica e uma forte componente empresarial.

O EIT congrega centros de excelência no âmbito do ensino superior, da investigação e das empresas com o objectivo de responder de forma inovadora aos principais desafios da sociedade. Complementa outras iniciativas europeias em matéria de educação e investigação e é um elemento central do novo Programa-Quadro de Investigação e Inovação Horizonte 2020 (para mais informação consultar o MEMO/11/851). A Comissão tenciona instituir as novas CCI em duas fases.

  • O primeiro grupo, que será instituído em 2014, estará subordinado aos seguintes temas: inovação para uma vida saudável e o envelhecimento activo (melhorar a qualidade de vida e o bem-estar dos cidadãos de todas as idades); alimentação para o futuro (uma cadeia alimentar sustentável, do produtor ao consumidor); matérias-primas (exploração sustentável, extracção, tratamento, reciclagem e substituição de matérias-primas).

  • A segunda vaga de CCI, a instituir em 2018, incidirá nos seguintes temas: produção de valor acrescentado (desenvolvimento de processos de fabrico mais competitivos, sustentáveis e ecológicos); sociedades seguras e inteligentes (dar resposta às lacunas da Europa em matéria de segurança através da criação e aplicação de soluções de TIC inovadoras); mobilidade urbana (aplicar sistemas de mobilidade urbana mais ecológicos, inclusivos, seguros e inteligentes).

Os temas foram seleccionados com base nos critérios formulados pela Comissão, na sequência de uma consulta pública da comunidade de inovação.

Contexto

O EIT, instituído em 2008 como órgão autónomo da UE, tem fundamentalmente por missão a promoção da competitividade dos Estados-Membros, congregando centros de excelência no âmbito do ensino superior, da investigação e das empresas para abordar os principais desafios da sociedade. Visa concretizar os seus objectivos através das CCI, que constituem um conceito pioneiro de parcerias transnacionais público-privadas. O IET está sediado em Budapeste, mas as CCI realizam as suas actividades a partir de 16 centros em toda a Europa, de Barcelona a Estocolmo.

Para mais informações:

http://ec.europa.eu/education/eit/eit-home_en.htm

Sítio Web do IET: http://eit.europa.eu

Avaliação externa do EIT

http://ec.europa.eu/dgs/education_culture/evalreports/education/2011/eitreport_en.pdf

Resultados da consulta aberta ao público

http://ec.europa.eu/education/eit/eit-consultation_en.htm

Contactos :

Dennis Abbott (+32 2 295 92 58)

Dina Avraam (+32 2 295 96 67)

1 :

3,2 mil milhões de euros tendo em conta a inflação estimada para o período 2014-2020.


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website