Navigation path

Left navigation

Additional tools

UE congratula-se com a conclusão das negociações de adesão da Rússia à OMC

European Commission - IP/11/1334   10/11/2011

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

Comissão Europeia – Comunicado de imprensa

UE congratula-se com a conclusão das negociações de adesão da Rússia à OMC

Bruxelas, 10 de Novembro de 2011 – A UE congratulou-se hoje com a conclusão das negociações com vista à adesão da Rússia à OMC. A aprovação unânime pelos membros do grupo de trabalho sobre a adesão da Rússia à OMC põe termo a um processo iniciado há 18 anos e abre caminho para a formalização dos resultados destas negociações por todos os membros da OMC. A UE aguarda agora com expectativa que a adesão da Rússia à OMC seja objecto de um acordo político unânime na oitava Conferência Ministerial da OMC, que se realizará em 15-17 de Dezembro do corrente ano.

Karel de Gucht, Comissário Europeu para o Comércio, acolheu favoravelmente esta notícia: «É para mim motivo de grande satisfação que a Rússia esteja prestes a aderir à OMC. Trata-se de um passo importante para o desenvolvimento económico da Rússia e para o sistema comercial multilateral. Este resultado é-me particularmente grato porque a Europa desempenhou um papel fundamental para assegurar a concretização deste objectivo há tanto almejado. Aguardo agora a próxima Conferência Ministerial da OMC em Dezembro para aprovar formalmente a adesão da Rússia à OMC.»

A UE reconhece os esforços significativos envidados pela Federação da Rússia, bem como pelos seus parceiros nas negociações, no sentido de encontrarem soluções para as questões mais difíceis, que foram resolvidas nas últimas semanas, ou mesmo nos últimos dias. A UE reconhece igualmente a determinação da Geórgia e da Rússia em encontrar uma solução em tempo útil para as questões bilaterais mais difíceis e sensíveis e acolhe muito favoravelmente os esforços e o papel decisivo do Governo da Suíça neste contexto.

A adesão da Rússia à OMC é significativa, tanto do ponto de vista multilateral como bilateral. Quer a Rússia quer os seus parceiros comerciais beneficiarão da integração deste país no sistema mundial de trocas comerciais baseado em regras. A adesão da Rússia à OMC é particularmente importante para a UE, enquanto principal parceiro comercial da Rússia. Estamos convictos de que este passo vai impulsionar consideravelmente o desenvolvimento das nossas relações económicas. A integração da Rússia como membro da OMC constituirá igualmente uma etapa importante para aprofundar a integração económica bilateral, inclusive através da conclusão das negociações do novo acordo actualmente em curso.

Contextualização

Vantagens para a UE da integração da Rússia na OMC:

Criará oportunidades no mercado russo para os investidores e exportadores da UE. Os direitos de importação da Rússia diminuirão e estabelecer-se-á um limite para os níveis dos direitos sobre as exportações de um conjunto de matérias-primas essenciais.

A adesão à OMC melhorará o quadro empresarial e de investimento geral. A Rússia irá adoptar normas internacionais relativas aos produtos e normas da OMC em diversos domínios, como os procedimentos aduaneiros, a concessão de licenças e a propriedade intelectual.

A adesão e as reformas económicas dela decorrentes contribuirão para tornar a economia russa mais transparente e previsível, o que, por seu turno, incentivará as empresas estrangeiras a reforçar os seus investimentos na economia da Rússia - em todos os sectores.

A adesão da Rússia à OMC terá para a União Europeia um valor estimado de 3900 milhões de euros.

Relações comerciais UE-Rússia em factos e números

A Rússia é o terceiro maior parceiro comercial da UE a seguir aos EUA e à China: em 2010, a parte de mercado do comércio da UE detida pela Rússia foi de 8,6%.

A UE é o maior parceiro comercial da Rússia; em 2010, a sua parte no comércio global era de 45,8%. Na totalidade, o comércio com a Rússia ascendeu a 244 mil milhões de euros em 2010, o que representa um aumento em relação aos 183 mil milhões de euros registados em 2009. As importações da Rússia aumentaram 31,4% em 2010, e as exportações da UE para a Rússia aumentaram 38,2%.

A UE é de longe o investidor mais importante na Rússia. Calcula-se que mais de 75% das reservas de investimento provenham da UE.

Ligações úteis

Relações comerciais da UE com a Rússia:

http://ec.europa.eu/trade/creating-opportunities/bilateral-relations/countries/russia/

Declaração do Presidente Barroso sobre a conclusão de um acordo bilateral entre a Geórgia e a Rússia por ocasião da adesão da Rússia à Organização Mundial do Comércio (OMC), 3 de Novembro de 2011.

http://europa.eu/rapid/pressReleasesAction.do?reference=MEMO/11/759

Contacto :

John Clancy (+32 2 295 37 73)

Helene Banner (+32 2 295 24 07)


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website