Navigation path

Left navigation

Additional tools

Vice-Presidente Siim Kallas entrega prémios de segurança rodoviária

European Commission - IP/11/118   01/02/2011

Other available languages: EN FR DE ES ET LT SK

IP/11/118

Bruxelas, 1 de Fevereiro de 2011

Vice-Presidente Siim Kallas entrega prémios de segurança rodoviária

Na cerimónia de entrega dos prémios de excelência em segurança rodoviária hoje realizada em Bruxelas, Siim Kallas, Vice-Presidente da Comissão Europeia responsável pelos Transportes, galardoou sete organizações que se comprometeram com objectivos específicos de redução do número de acidentes de viação nas suas comunidades. Os vencedores foram seleccionados entre mais de 500 signatários da Carta Europeia da Segurança Rodoviária, após uma avaliação efectuada pela Comissão.

Siim Kallas elogiou os vencedores, declarando que «estes compromissos revelam a grande diversidade existente entre as organizações que assinaram a Carta da Segurança Rodoviária, não só em termos de serviços oferecidos, mas também no modo como se propõem combater os acidentes. É muito inspirador». Cumprimentou os vencedores pela qualidade dos seus compromissos e pelas ideias inovadoras neles contidas. Agradeceu a todos os signatários da Carta a sua contribuição essencial para a segurança rodoviária e afirmou que, através da combinação de todos estes esforços, a União Europeia poderá atingir o seu objectivo geral de reduzir para metade o número de vítimas mortais em cada década.

Os sete prémios de excelência foram atribuídos às seguintes organizações:

  • Na categoria «grandes empresas»: TESCO DOTCOM, uma empresa britânica, a maior do mundo no ramo da entrega ao domicílio de produtos alimentares, baseada na Web, que se comprometeu a reduzir os acidentes rodoviários através de um programa de prevenção e de formação dirigido aos seus motoristas.

  • Na categoria «pequenas e médias empresas»: BUSTURAS, uma empresa de transportes da Lituânia, que se comprometeu a testar regularmente os conhecimentos dos seus motoristas em matéria de regras de trânsito e a efectuar inspecções técnicas frequentes aos autocarros da empresa.

  • Na categoria «associações/federações»: IRISH MEDICAL ORGANISATION, um organismo representativo da classe médica na Irlanda, que se comprometeu a promover estratégias de segurança rodoviária, assim como as mudanças necessárias para melhorar a saúde pública e diminuir o número e a gravidade dos acidentes rodoviários na Irlanda.

  • Na categoria «instituições»: MATERSKÁ ŠKOLA – MŠ DÉNEŠOVA, um jardim de infância da Eslováquia, que se comprometeu a ensinar as crianças, com a colaboração dos pais, a terem comportamentos seguros na estrada.

  • Na categoria «organizações não-governamentais»: ANBO, uma organização neerlandesa independente, defensora dos interesses dos idosos, que se comprometeu a promover uma mobilidade segura nas actividades educativas e recreativas para os idosos e as melhores práticas na tomada em consideração das necessidades dos idosos no planeamento e construção das infra-estruturas urbanas.

  • Na categoria «autoridades locais e regionais»: AYUNTAMIENTO DE VERÍN e CÂMARA MUNICIPAL DE CHAVES, dois municípios na fronteira entre Espanha e Portugal, que se comprometeram a ministrar conjuntamente cursos de segurança rodoviária dirigidos a diferentes grupos de risco e a lançar uma campanha comum de prevenção rodoviária de ambos os lados da fronteira.

Durante a cerimónia, 16 novas organizações aderiram à Carta Europeia da Segurança Rodoviária, a maioria dos quais empresas europeias, como o grupo Axa, a TNT Post e a Iberdrola. Os compromissos que assumiram no âmbito da Carta terão um impacto significativo na segurança rodoviária.

A Carta Europeia da Segurança Rodoviária foi lançada em 2004 e conta neste momento com mais de 2000 signatários, que se comprometem a levar a cabo acções concretas e mensuráveis de promoção da segurança rodoviária na sua esfera de intervenção e responsabilidade. Qualquer grupo da sociedade civil da Europa pode propor compromissos e, se estes forem considerados consentâneos com os objectivos da Carta, assinar a Carta. A Comissão Europeia recebe todos os dias propostas de novos compromissos – prova de que cada vez mais organizações da sociedade civil, conscientes da sua responsabilidade partilhada, pretendem fazer algo pela segurança rodoviária nas suas actividades quotidianas. Os seus compromissos abrangem diferentes aspectos, de acordo com a abordagem integrada da Carta: comportamento dos utilizadores, desempenho dos veículos e qualidade das infra-estruturas.

A Comissão insta todas as organizações europeias a assinarem a Carta e a contribuírem para salvar vidas.

Para mais informações: http://www.erscharter.eu/


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website