Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/10/1640

Bruxelas, 2 de Dezembro de 2010

«Sê voluntário! Faz a diferença» a Comissão Europeia lança o Ano Europeu do Voluntariado em 2011

«Para que as nossas esperanças de construir um mundo melhor e mais seguro não se limitem às boas intenções, precisamos mais do que nunca do empenho dos voluntários», afirmou Kofi Annan. É imbuídos deste espírito que 100 milhões de europeus dedicam o seu tempo e a sua experiência a ajudar quem precisa e a trabalhar em prol das suas comunidades: um professor de arte reformado dá palestras sobre as obras‑primas da arte europeia aos visitantes estrangeiros de um museu; um estudante do secundário lê para crianças doentes num hospital; um ex-internacional de futebol treina a equipa de um clube de bairro. Há milhares de pessoas que fazem a diferença. É para destacar estes esforços e incentivar mais cidadãos a participar que a Comissão Europeia procedeu hoje ao lançamento do Ano Europeu do Voluntariado em 2011. A Vice‑Presidente Viviane Reding, Comissária da UE responsável pela Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania, juntamente com Jean-Marc Delizée, Secretário de Estado Federal da Bélgica para as questões sociais, e Marian Harkin, Deputada Europeia, apresentaram o slogan do ano: «Sê voluntário! Faz a diferença».

«Quero prestar homenagem aos milhões de europeus que dedicam o seu tempo a fazer do nosso mundo um lugar melhor», afirmou Viviane Reding, Comissária da UE responsável pela Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania. «Dentro de cada um de nós existe a capacidade de agir a favor dos mais necessitados. O voluntariado reforça os nossos valores europeus fundamentais: a solidariedade e a coesão social. Ao lançar o Ano Europeu do Voluntariado, quero manifestar todo o meu apoio a estas pessoas que fazem a diferença. Este é o momento de partilharmos e de retribuirmos, de nos empenharmos em ajudar quem ajuda!»

Um estudo do Eurobarómetro realizado em Maio de 2010 revelou que 3 em cada 10 europeus afirmam desenvolver actividades numa base voluntária. Há muitas definições e tradições diferentes quanto ao voluntariado. Um aspecto comum a estas actividades é o facto de, sempre que as pessoas se mobilizam para ajudar as outras e apoiar os mais necessitados, tanto a sociedade em geral como os voluntários beneficiam com isso. Através do voluntariado as pessoas aprendem, aproveitam as suas capacidades e alargam as suas redes sociais, o que pode frequentemente criar novas ou melhores oportunidades de emprego, bem como fomentar o seu desenvolvimento pessoal e social.

A Comissão ajuda os jovens a participar em actividades de voluntariado. Através do Serviço Voluntário Europeu, milhares de adolescentes e jovens adultos viajam para fora dos seus países de origem para ensinar, promover a sensibilização cultural e desenvolver competências importantes. Por exemplo, os voluntários num lar chamado «Verahus», em Copenhaga, ajudam os residentes portadores de deficiência nas suas vidas quotidianas. Organizam actividades de tempos livres para os residentes, como pintura, música, jogos, desportos e acompanham-nos em viagens.

Para destacar o trabalho dos voluntários e incentivar outros a juntar-se-lhes para enfrentar os desafios que se lhes colocam, o Ano Europeu do Voluntariado em 2011 tem quatro objectivos principais:

  • reduzir os obstáculos ao voluntariado na UE;

  • dar meios às organizações de voluntários e melhorar a qualidade do voluntariado;

  • recompensar e reconhecer o trabalho voluntário;

  • sensibilizar as pessoas para o valor e a importância do voluntariado.

Para atingir estes objectivos, a Comissão incentivará o intercâmbio de boas práticas entre as autoridades dos Estados-Membros e as organizações de voluntários. Vai dar‑se especial atenção à formação de voluntários, à acreditação e à garantia de qualidade e ao ajustamento eficaz e eficiente entre os voluntários potenciais e as oportunidades de colaboração. A Comissão vai incentivar novas iniciativas de redes à escala europeia para estimular os intercâmbios transfronteiras e as sinergias entre organizações de voluntários e outros sectores, nomeadamente as empresas.

Centenas de actividades e projectos vão ser destacados e promovidos ao longo do Ano do Voluntariado. A nível da UE incluem-se:

  • Viagem AEV 2011: os voluntários visitarão países da UE durante um período de um ano, para apresentar o seu trabalho e contactar com os decisores políticos e o público em cada etapa da viagem;

  • Rede AEV: 27 repórteres voluntários da rede vão seguir o trabalho de 54 organizações de voluntários e produzir relatórios áudio, vídeo e escritos a transmitir pelos meios de comunicação; no final do ano, a súmula dos relatórios será compilada num documentário de qualidade para transmissão sobre o ano europeu e a viagem;

  • Quatro conferências temáticas a realizar em 2011 vão abordar questões‑chave relacionadas com o voluntariado: em 8 de Janeiro, em Budapeste: «O reconhecimento do voluntariado»; em Maio/Junho: «Exaltação dos voluntários e da sua valiosa contribuição»; em Outubro: «Dar meios às organizações de voluntários»; em Dezembro: «Conferência de encerramento sobre os desafios futuros».

A Comissão está a trabalhar em estreita colaboração com a «Aliança» das organizações de voluntários, o Parlamento Europeu, os Estados-Membros, o Comité das Regiões, o Comité Económico e Social Europeu, o Conselho da Europa e os voluntários das Nações Unidas.

Para mais informações:

Sítio oficial do Ano Europeu do Voluntariado:
www.europa.eu/volunteering
(inclui o calendário da viagem AEV)

Sítio Web da «Aliança»:
www.eyv2011.eu

Página Web de Viviane Reding, Vice-Presidente da Comissão responsável pela Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania:

http://ec.europa.eu/commission_2010-2014/reding/index_en.htm


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website