Navigation path

Left navigation

Additional tools

Investimento, imobiliário e serviços Internet: três dos mercados que menos satisfazem os consumidores

European Commission - IP/10/1369   22/10/2010

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

IP/10/1369

Bruxelas, 22 de Outubro de 2010

Investimento, imobiliário e serviços Internet: três dos mercados que menos satisfazem os consumidores

Segundo o Painel dos Mercados de Consumo de Outono de 2010, publicado hoje, o investimento, as pensões e os títulos, o imobiliário e os serviços Internet são os três mercados com menor probabilidade de satisfazer as expectativas dos consumidores da UE. Nos mercados de bens, os automóveis usados, o vestuário e calçado e a carne registam a pior classificação. Em contrapartida, o sector dos transportes aéreos alcançou bons resultados, apesar das perturbações verificadas na Primavera de 2010, e o dos bens e serviços culturais também é apreciado pelos consumidores. O painel de avaliação classifica os mercados de consumo com base em indicadores como a comparabilidade, a confiança dos consumidores, a satisfação dos consumidores, os problemas detectados, as queixas, a facilidade de mudança de prestador/fornecedor e os preços. Tem por objectivo identificar os mercados que apresentam maior risco de disfuncionamento, tendo em vista a realização de estudos que permitam analisar mais atentamente os problemas e propor soluções adequadas. Pela primeira vez, o painel de avaliação classifica 50 mercados diferentes (desde alimentos a electrodomésticos e reparação de automóveis), em todos os países da UE.

Na opinião de John Dalli, Comissário da UE responsável pela Saúde e Política dos Consumidores: «A grande vantagem do mercado único é o que pode proporcionar aos consumidores em termos de redução de preços, maior oferta e maior transparência e satisfação. Graças ao painel de avaliação podemos identificar os mercados onde estes benefícios não se verificam.» Para concluir, declarou que a próxima etapa «será estudar mais pormenorizadamente dois mercados, o dos serviços Internet e o da carne, e incentivar as autoridades nacionais a aplicar no seu trabalho os resultados alcançados.

O Painel de avaliação

O Painel de Avaliação dos Mercados de Consumo baseia-se num inquérito sobre os mercados, que permite avaliar as experiências e opiniões transmitidas pelos consumidores que recentemente utilizaram os diferentes mercados considerados. Pela primeira vez em 2010, o painel de avaliação fornece dados sobre 50 mercados de consumo, representando mais de 60 % do orçamento das famílias.

O painel de avaliação tem por objectivo identificar os mercados menos eficientes para os consumidores. Fornece dados cruciais para o acompanhamento das políticas e contribui para o trabalho mais amplo de monitorização do mercado único realizado pela Comissão.

A classificação principal dos mercados resulta do total de pontos atribuídos com base nos seguintes indicadores:

  • Comparabilidade dos bens e serviços. Segundo os consumidores, os mercados mais difíceis em termos de comparação da oferta são o dos bancos, das telecomunicações, dos serviços de utilidade pública (água, gás e electricidade), do imobiliário e dos serviços jurídicos (incluindo os serviços de contabilidade e de notariado). O de livros, revistas e jornais regista o maior nível de comparação.

  • Confiança dos consumidores nos retalhistas no que se refere ao cumprimento das regras relativas aos consumidores. Os mercados que suscitam maior desconfiança por parte dos consumidores são o dos investimentos, pensões e títulos, o dos automóveis usados e o do imobiliário.

  • Problemas e queixas. Os mercados com maior número de problemas detectados pelos consumidores são o dos serviços Internet, dos caminhos‑de‑ferro, do imobiliário, e dos investimentos, pensões e títulos. Os mercados com maior número de queixas são o da telefonia móvel, dos serviços Internet, dos automóveis novos e das contas correntes bancárias.

  • Satisfação e expectativas gerais. Em termos globais, 57 % dos consumidores europeus consideram que os mercados são satisfatórios. Os níveis mais elevados de insatisfação referem-se ao mercado de investimento, pensões e títulos, ao do imobiliário e ao dos caminhos‑de‑ferro. O mercado dos bens e serviços culturais regista os níveis mais elevados de satisfação junto dos consumidores da UE.

Além disso, o painel de avaliação considera:

  • A facilidade de mudança de prestador/fornecedor e o comportamento real de mudança. Esta mudança é considerada mais difícil no âmbito da prestação de serviços de electricidade, seguida dos investimentos bancários, do fornecimento de água e dos empréstimos bancários.

  • As diferenças de preços. O preço é um dos principais critérios de compra para os consumidores e a existência de fortes disparidades de preços no mercado único pode ser um sinal de fragmentação. O painel de avaliação mostra diferenças de preços significativas na UE. As diferenças verificadas nos preços dos serviços são, em geral, muito superiores às dos bens, registando-se as maiores disparidades nas contas correntes bancárias e nos serviços Internet.

As perdas sofridas pelos consumidores europeus, em virtude de problemas para os quais apresentaram queixa, são estimadas em aproximadamente 0,3 % do PIB da UE. Este dinheiro poderia ser mais bem utilizado na aquisição de bens e serviços eficientes e inovadores, o que daria um precioso impulso à economia da UE.

Principais conclusões

  • Os consumidores classificam sistematicamente três mercados de serviços como sendo os piores, independentemente do tamanho dos países da UE: «investimento, pensões e títulos», serviços imobiliários e serviços Internet.

  • Os três piores mercados de bens são: o dos automóveis usados, do vestuário e calçado e da carne (ver MEMO/10/514 para mais informações).

  • O sector dos livros, revistas e jornais e o dos serviços e bens culturais e de lazer registam as melhores classificações.

  • Os consumidores colocam o sector dos transportes aéreos na metade superior da classificação, à frente de todos os outros serviços de transporte, não obstante as dificuldades sentidas por esta indústria.

Próximos passos

A Comissão Europeia tenciona lançar dois estudos de mercado para investigar pormenorizadamente as razões subjacentes aos resultados alcançados e identificar soluções adequadas. Os mercados visados são:

  • Os serviços Internet, que regista a terceira pior classificação em geral e representa o mercado com maior percentagem de consumidores com problemas e onde existe a maior disparidade de preços na UE. O acesso à Internet é essencial para a inclusão digital e para o Mercado Único Digital.

  • O mercado da carne é um dos mercados de bens com pior classificação. A carne também é um produto comprado com frequência e que representa uma parte importante do orçamento dos consumidores.

Texto integral do painel de avaliação:

http://ec.europa.eu/consumers/strategy/facts_en.htm#4CMS


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website