Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/10/1344

Bruxelas, 18 de Outubro de 2010

Investigação no domínio das TIC: projecto apoiado pela Comissão vai ajudar a identificar os riscos sistémicos nos mercados financeiros

A Comissão Europeia vai investir num projecto de investigação para desenvolver novos indicadores de risco sistémico para utilização em «sistemas de alerta precoce» que sinalizem aos governos e banqueiros uma potencial crise financeira, logo nas suas primeiras fases, e que lhes permitam actuar precocemente para evitar o alastramento. Investigadores universitários de Itália, Espanha, Suíça e Reino Unido e peritos da Yahoo! e do Banco Central Europeu irão investigar de que modo as instituições financeiras se encontram expostas a riscos sistémicos em resultado dos seus sistemas digitais de informação e de transacção altamente complexos e interligados. Com base numa nova abordagem de investigação pluridisciplinar, o projecto analisará o complexo sistema de transacções financeiras electrónicas, juntamente com buscas na Internet, para acompanhar a evolução da acumulação de riscos no sistema financeiro e na economia em geral.

Neelie Kroes, Vice-Presidente da Comissão Europeia responsável pela Agenda Digital, declarou: «Esta investigação inovadora visa permitir um melhor acompanhamento dos mercados financeiros, concentrado nos riscos sistémicos associados aos sistemas digitais de informação e de transacção altamente interligados que utilizam».

Hoje em dia, as instituições financeiras estão ligadas entre si por uma complexa teia de sistemas de transacção por computador. Num sistema tão fortemente interligado, se uma instituição financeira não cumpre, existe o risco de um efeito de dominó que poderá causar problemas a outras instituições, mesmo que se encontrem em boa situação financeira. Uma das razões que contribuíram para que a gravidade da recente crise financeira não fosse prevista com maior exactidão prendeu-se com o facto de que os instrumentos e os dados disponíveis não permitiram que os peritos se apercebessem adequadamente do grau de dependência do sector em relação a essas complexas interacções e exposições mútuas.

O objectivo do projecto «Prever as crises financeiras» (Forecasting Financial Crises) é que os decisores políticos possam obter um melhor entendimento do modo como os sistemas bancários, as bolsas de valores e o fluxo de crédito se inter-relacionam. Os instrumentos conceptuais e de software desenvolvidos no quadro do projecto de investigação deverão ajudar a desenvolver sistemas de alerta precoce que permitam a adopção das medidas que se revelarem necessárias para estabilizar os mercados financeiros. A investigação estará centrada não só nos dados respeitantes às transacções financeiras como também em dados obtidos através de buscas na Internet, nomeadamente a ocorrência de certas palavras-chave do sector das finanças em motores de busca.

O objectivo é desenvolver novos indicadores de risco que possam ser utilizados por organismos públicos como o Banco Central Europeu, o Comité Europeu do Risco Sistémico ou o Comité de Supervisão Bancária de Basileia para ajudar a evitar futuras crises financeiras.

A abordagem baseia-se numa investigação pluridisciplinar inovadora que combinará resultados do estudo de sistemas complexos e noções físicas ligadas à estabilidade e à resistência com as abordagens económicas modernas. Os instrumentos TIC daí resultantes poderão complementar as medidas abrangentes adoptadas na Europa em resposta à recente crise financeira de modo a melhorar a regulação das instituições financeiras e a aumentar o acompanhamento e a supervisão dos mercados (ver IP/09/1347).

Antecedentes

Os trabalhos de investigação iniciaram-se em Setembro de 2010 e irão prolongar-se até ao final de 2013, com um custo total de 2,48 milhões de EUR. A Comissão vai contribuir com 1,8 milhões de EUR do orçamento atribuído à investigação no domínio das TIC no 7.º Programa-Quadro de Investigação (2007-2013). O projecto integra-se na iniciativa da Comissão no sentido de encorajar investigação de alto risco no domínio das tecnologias da informação futuras e emergentes (FET Open), um dos objectivos da Agenda Digital para a Europa adoptada pela Comissão em Maio de 2010 (ver IP/10/581, MEMO/10/199 e MEMO/10/200) no âmbito da Estratégia EUROPA 2020 para um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo (IP/10/225).

O FET-Open está aberto em permanência a propostas de investigação de concepção inovadora e elevado potencial, com uma visão de longo prazo. Financia investigação para uma rápida reacção aos novos desafios no domínio da investigação em TIC que não se enquadra nas prioridades de outros regimes de financiamento.

O projecto «Prever as crises financeiras» conta com a participação de seis instituições académicas europeias: Instituto dos Sistemas Complexos do Conselho Nacional de Investigação (Itália), Universidade de Oxford (Reino Unido), Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (Suíça), Fundació Barcelona Media da Universidade Pompeu-Fabra (Espanha), City University de Londres (Reino Unido) e Universidade Politécnica da Região de Marche (Itália). A Yahoo! Research disponibilizará dados e conhecimentos técnicos sobre os instrumentos de pesquisa de dados na Internet. O Banco Central Europeu participa no projecto na qualidade de consultor.

Leia mais sobre o projecto:

www.focproject.net


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website