Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/10/1169

Bruxelas, 24 de Setembro de 2010

Noite dos Investigadores Europeus: Da ficção científica à realidade

«Beam me up!» Mais de 200 eventos serão realizados hoje em toda a União Europeia no âmbito da sexta Noite anual dos Investigadores Europeus, que tem como objectivo promover carreiras no domínio da ciência e investigação. Cerca de 500 000 pessoas deverão participar nos eventos, que vão da projecção de um ecossistema virtual numa discoteca a relâmpagos interiores induzidos em laboratório e a uma exploração da ciência ‑ facto e ficção ‑ que está por detrás do teletransporte e da invisibilidade. Os fãs de Star Trek e Harry Potter poderão ficar surpreendidos ao descobrir que as habilidades de desaparecimento dos seus heróis não são necessariamente pura fantasia.

Androulla Vassiliou, Comissária para a Educação, a Cultura, o Multilinguismo e a Juventude, declarou: «A Noite dos Investigadores Europeus apresenta o trabalho de centenas de cientistas brilhantes que realizam investigação e inovação na Europa. Apoiar a investigação e conseguir que mais jovens europeus se interessem pela ciência como carreira é essencial para a competitividade futura da UE no mundo globalizado e para a geração do crescimento sustentável e dos empregos de que a Europa carece urgentemente.»

Máire Geoghegan‑Quinn, Comissária para a Investigação, a Inovação e a Ciência, declarou: «As Noites dos Investigadores são uma oportunidade para que todos vejam os investigadores europeus contribuir com inspiração e imaginação para o desenvolvimento de áreas tão diversas como a moda e a medicina legal. Eventos como este ‑ muito mais que os discursos políticos ‑ mostram às pessoas que a ciência é importante, que a ciência muda o nosso quotidiano e que a ciência é divertida.»

Os visitantes das Noites dos Investigadores Europeus por toda a Europa terão a possibilidade de manipular equipamentos de investigação sofisticados, encontrar‑se com investigadores e apreciar demonstrações fascinantes que trazem o mundo da ciência para a vida de todos os dias. Mais de 600 museus, cidades universitárias e laboratórios abrirão as suas portas ao público.

Destaques das centenas de eventos organizados em toda a Europa:

  • Itália ‑ O Planetário de Roma acolherá «Trekkies» (fãs da série «O caminho das estrelas») e seguidores de Harry Potter. Os princípios científicos por detrás do teletransporte e da invisibilidade não são mera fantasia: os investigadores italianos explicarão onde se situa actualmente a linha divisória entre ficção científica e investigação real.

  • Polónia ‑ Os cientistas da Universidade de Ciência e Tecnologia AGH de Cracóvia vão gerar uma tempestade no interior de um laboratório de alta tensão.

  • Reino Unido ‑ O Museu de História Natural de Londres vai organizar visitas especiais aos seus bastidores. Os visitantes podem manipular espécimes reais e participar em demonstrações e debates com os investigadores sobre temas tão diversos como as técnicas mais recentes para seguir meteoritos e o trabalho de investigação da equipa de medicina legal do museu.

  • Alemanha ‑ Em Hamburgo, a Orquestra Sinfónica Felix Mendelssohn integrará sons e imagens naturais numa peça musical sui generis, no intuito de sensibilizar o público para a beleza da biodiversidade. O Professor Clemens Malich dirigirá 80 jovens músicos para dar destaque ao seu apoio à conservação das espécies ameaçadas de extinção.

  • Espanha ‑ No Jardim Botânico Real Juan Carlos I, em Madrid, as bactérias do lago serão usadas para gerar electricidade e activar um iPod que tocará a Música Aquática de Händel. Estão igualmente previstos debates sobre temas de ficção científica, como «máquinas contra seres humanos».

  • Bélgica ‑ Um DJ utilizará a biodiversidade para atrair visitantes para uma pista de dança no Palais des Beaux‑Arts em Bruxelas. O local será transformado num ecossistema virtual, com espécies do Mar do Norte, dos rios africanos e dos espaços urbanos de Bruxelas.

  • Hungria ‑ Jovens de Budapeste seguirão as aventuras de uma corajosa heroína que combina compostos químicos para combater um feiticeiro maléfico. Espectáculos de dança e desfiles de moda na mansão Barabas completarão a apresentação teatral da Fundação Bay Zoltán para a Investigação Aplicada.

  • França ‑ O Museu de Belas Artes e de Arqueologia de Besançon será palco de uma encenação futurista.

Em anexo encontra‑se a agenda completa do evento.

Antecedentes

A primeira Noite dos Investigadores Europeus foi organizada em 2005. Desde então, o número de países que participam na iniciativa duplicou e o número de cidades participantes decuplicou. No ano passado, 450 000 pessoas participaram nos eventos da Noite dos Investigadores Europeus.

A União Europeia apoia a Noite dos Investigadores Europeus através do programa «Pessoas». Os eventos de 2010 têm um orçamento de 3,5 milhões de euros.

A Noite dos Investigadores Europeus é gerida pela Agência de Execução para a Investigação (REA).

A progressão na carreira de investigação é apoiada através das Acções Marie Curie, que terão um orçamento de 772 milhões de euros em 2011.

Ligações

Agenda dos eventos no âmbito da Noite dos Investigadores em toda a Europa:

http://ec.europa.eu/research/researchersnight/

Estratégia UE 2020: http://ec.europa.eu/eu2020/index_en.htm

Programa «Pessoas» ‑ 7.º Programa‑Quadro para a Investigação:

http://ec.europa.eu/research/fp7/index_en.cfm

Acções Marie Curie: http://ec.europa.eu/mariecurieactions

Agência de Execução para a Investigação: http://ec.europa.eu/research/rea/


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website