Navigation path

Left navigation

Additional tools

IP/09/ 851

Bruxelas, 29 de Maio de 2009

Alterações climáticas : Comissão regozija-se perante redução, em 2007 e pelo terceiro ano consecutivo, das emissões de gases com efeito de estufa

Stavros Dimas, Membro da Comissão Europeia responsável pelo ambiente, congratulou-se hoje com a notícia de que as emissões de gases com efeito de estufa da UE haviam diminuído pelo terceiro ano consecutivo. O inventário das emissões, coligido pela Agência Europeia do Ambiente para 2007, último ano em relação ao qual existem dados completos, mostra que as emissões UE-15 diminuíram 1,6% em comparação com 2006, ao mesmo tempo que a economia cresceu 2,7%. A redução situa as emissões UE-15 5,0% abaixo dos seus níveis do ano de referência (1990, na maioria dos casos). Significa isto que a UE‑15 está em boas condições para satisfazer o objectivo assumido no âmbito do Protocolo de Quioto de reduzir 8% as suas emissões, em média, no período de 2008‑2012, relativamente ao nível do ano de referência. As emissões UE-27 diminuíram 1,2% ao longo do ano, para se situarem 12,5% abaixo das verificadas no ano de referência.

O M embro da Comissão Stavros Dimas declarou: «As recentes reduções das emissões na UE-15 inspiram-nos confiança no êxito da consecução do nosso objectivo de Quioto. O facto de mais de metade dos Estados-Membros UE-15 registarem, uma vez mais em 2007, reduções significativas das emissões, implica que a nossa principal preocupação, actualmente, seja garantir a conclusão de um acordo mundial ambicioso sobre o clima, para o período subsequente a 2012, na conferência de Copenhaga, em Dezembro. Este acordo constituirá um quadro para as reduções mundiais das emissões no futuro.»

E acrescentou: «Não obstante a redução registada em 2007, na UE-15, se deva, parcialmente, a condições meteorológicas favoráveis em certos Estados‑Membros, a tendência para a diminuição das emissões nos últimos três anos indica que as políticas e as medidas proactivas no domínio climático , adoptadas a nível nacional e da UE desde a assinatura do Protocolo de Quioto, começam a surtir efeito. O pacote sobre clima e energia adoptado no mês passado garante reduções ainda mais significativas nos próximos anos.»

Tendência para a diminuição das emissões não obstante o crescimento económico

À diminuição de 1,6% das emissões UE -15 entre 2006 e 2007 contrapõe-se um aumento de 2,7% do PIB no mesmo período. Significa isto que a UE conseguiu dissociar ainda mais as emissões do crescimento económico. As emissões haviam diminuído igualmente nos dois anos anteriores, 0,9% em 2005 e 0,6% em 2006.

As principais razões para a redução das emissões em 2007 – num total de 64 milhões de toneladas de equivalente CO 2 – foram a diminuição das emissões domésticas, devido a temperaturas mais amenas, bem como das indústrias transformadoras e do sector siderúrgico. Em contrapartida, as emissões ligadas aos sistemas de refrigeração e ar condicionado aumentaram.

A maioria dos sectores registou reduções das emissões entre o ano de referência e 2007. As emissões decorrentes dos processos industriais diminuíram 14,1%, do sector da energia (excluindo os transportes) 7,4%, da utilização de solventes e outros produtos 23,7%, da agricultura 11,3% e dos resíduos 38,9%. Em contrapartida, as emissões aumentaram 23,7% no sector dos transportes em geral e 24,7% no do transporte rodoviário.

As emissões UE-27 diminuíram 1,2% durante o ano. Consequentemente, situaram‑se 12,5% abaixo dos níveis do ano de referência, que para certos Estados‑Membros não é 1990, e 9,3% abaixo dos níveis de 1990. A redução em relação a 2006, que ascende a 59,4 milhões de toneladas de equivalente CO 2 , pode atribuir-se, em larga medida, às mesmas razões que foram invocadas para a UE-15. Na UE-27, registaram-se aumentos das emissões nos sectores dos transportes, da produção de cimento, da produção pública de electricidade e calor, bem como da refrigeração e do ar condicionado.

O Protocolo de Quioto não prevê objectivos de emissões para a UE-27, na medida em que, n o momento da sua assinatura, os Estados UE-12 não faziam ainda parte da União Europeia. Porém, todos os Estados-Membros UE-12 se comprometeram individualmente, no âmbito do Protocolo de Quioto, a diminuir as emissões 6% ou 8% abaixo dos níveis do ano de referência, excepto Chipre e Malta, que não fixaram objectivos.

Os dados foram coligidos pela Agência Europeia do Ambiente e apresentados à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (CQNUAC).

Informações adicionais

Agência Europeia do Ambiente

www.eea.europa.eu

An exo

Emissões de gases com efeito de estufa em equivalente CO 2   (excluindo sumidouros de carbono) comparadas com os objectivos do Protocolo de Quioto para 2008–12

ESTADO-MEMBRO

1990

A no de referência Protocolo de Quioto
1)

2007

Variação 2006–2007

Variação 2006–2007

Variação 1990-2007

Variação ano de referência –2007

Objectivos 2008–12 ao abrigo do Protocolo de Quioto e da «repartição de encargos na UE»

(milhões de toneladas)

(milhões de toneladas)

(milhões de toneladas)

(milhões de toneladas)

(%)

(%)

(%)

(%)

Á ustria

79,0

79,0

88,0

-3,6

-3,9%

11,3%

11,3%

-13,0%

B élgica

143,2

145,7

131,3

-5,3

-3,9%

-8,3%

-9,9%

-7,5%

D inamarca

69,1

69,3

66,6

-4,4

-6,2%

-3,5%

-3,9%

-21,0%

Finl ândia

70,9

71,0

78,3

-1,6

-2,0%

10,6%

10,3%

0,0%

Fran ça

562,6

563,9

531,1

-10,6

-2,0%

-5,6%

-5,8%

0,0%

Alemanha

1215,2

1232,4

956,1

-23,9

-2,4%

-21,3%

-22,4%

-21,0%

Gr écia

105,6

107,0

131,9

3,8

2,9%

24,9%

23,2%

25,0%

Ir landa

55,4

55,6

69,2

-0,5

-0,7%

25,0%

24,5%

13,0%

It ália

516,3

516,9

552,8

-10,2

-1,8%

7,1%

6,9%

-6,5%

Luxemb urgo

13,1

13,2

12,9

-0,39

-2,9%

-1,6%

-1,9%

-28,0%

Países Baixos

212,0

213,0

207,5

-1,0

-0,5%

-2,1%

-2,6%

-6,0%

Portugal

59,3

60,1

81,8

-2,9

-3,4%

38,1%

36,1%

27,0%

Espanha

288,1

289,8

442,3

9,3

2,1%

53,5%

52,6%

15,0%

S uécia

71,9

72,2

65,4

-1,5

-2,2%

-9,1%

-9,3%

4,0%

Reino Unido

771,1

776,3

636,7

-11,2

-1,7%

-17,4%

-18,0%

-12,5%

UE -15

4232,9

4265,5

4052,0

-64,0

-1,6%

-4,3%

-5,0%

-8,0%

Bulg ária

117,7

132,6

75,5

4,2

5,9%

-35,8%

-43,0%

-8,0%

C hipre

5,5

5,5

10,1

0,2

1,6%

85,3%

Não aplicável

Não aplicável

República Checa

194,7

194,2

150,8

1,7

1,2%

-22,5%

-22,4%

-8,0%

Est ónia

41,9

42,6

22,0

2,8

14,8%

-47,5%

-48,3%

-8,0%

Hung ria

99,2

115,4

75,9

-2,9

-3,7%

-23,5%

-34,2%

-6,0%

L etónia

26,7

25,9

12,1

0,4

3,5%

-54,7%

-53,4%

-8,0%

Lit uânia

49,1

49,4

24,7

1,9

8,1%

-49,6%

-49,9%

-8,0%

Malta

2,0

2,0

3,0

0,07

2,3%

45,7%

Não aplicável

Não aplicável

Pol ónia

459,5

563,4

398,9

-0,4

-0,1%

-13,2%

-29,2%

-6,0%

Rom énia

243,0

278,2

152,3

-1,6

-1,0%

-37,3%

-45,3%

-8,0%

Eslováquia

73,3

72,1

47,0

-2,0

-4,1%

-35,9%

-34,8%

-8,0%

Eslovénia

18,6

20,4

20,7

0,2

0,7%

11,6%

1,8%

-8,0%

UE -27

5564,0

5759,8

5045,1

-59,4

-1,2%

-9,3%

12,5%

Não aplicável


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website