Navigation path

Left navigation

Additional tools

JORNADAS ABERTAS 2009 – Semana Europeia das Regiões e das Cidades (5-8 de Outubro): preparação para o maior evento do calendário da política regional da UE

European Commission - IP/09/1401   02/10/2009

Other available languages: EN FR DE DA ES NL IT SV FI EL CS ET HU LT LV MT PL SK SL BG RO

IP/09/1401

Bruxelas, 2 de Outubro de 2009

JORNADAS ABERTAS 2009 – Semana Europeia das Regiões e das Cidades (5-8 de Outubro): preparação para o maior evento do calendário da política regional da UE

As sétimas JORNADAS ABERTAS anuais - Semana Europeia das Regiões e das Cidades, organizadas pelo Comité das Regiões da UE e pela Comissão Europeia, tem lugar de 5 a 8 de Outubro. Mais de 7 000 europeus, responsáveis políticos nacionais e regionais, profissionais e representantes do mundo dos negócios, da sociedade civil e do meio académico participarão em 125 seminários e outros eventos em Bruxelas. Virão participantes não só da Europa, mas também dos Estados Unidos, da China e da Índia. Durante os quatro dias, as regiões e as cidades irão partilhar ideias sobre um vasto leque de questões: desde o reforço do desenvolvimento económico e o combate à actual recessão até aos desafios a longo prazo suscitados pelas alterações climáticas. Sob a égide destas JORNADAS ABERTAS, realizar-se-ão também nos Estados‑Membros mais cerca de 230 eventos locais.

O Presidente da Comissão Europeia José Manuel Barroso, que estará entre os oradores da sessão de abertura no Parlamento Europeu, afirmou: «O evento deste ano revestir-se-á de especial importância. Intitulado “Desafios mundiais, respostas europeias”, analisará o modo como a economia mundial está a mudar, em resultado da recessão. A Europa, os seus Estados-Membros e as suas regiões têm de investir em alterações essenciais e inovadoras para sair da crise, preservar o modelo europeu de sociedade e permanecer globalmente competitivos. A globalização não é inimiga da subsidiariedade. É, na verdade, exactamente o seu oposto. Para adquirir saber-fazer, em termos de actividade económica emprego, coesão social e sistemas de inovação, há que dar primazia às regiões.»

O Comissário Paweł Samecki, responsável pela política regional, afirmou: «As JORNADAS ABERTAS são o maior evento do calendário da política regional da UE e dão às ideias e às preocupações regionais e locais um lugar de destaque junto da opinião pública. A crise económica recorda-nos todos os dias a necessidade de as regiões encontrarem vias que permitam dar resposta aos desafios mundiais. As JORNADAS ABERTAS constituem uma plataforma sem igual para que se estabeleça o diálogo entre os sectores público, privado e académico com vista a soluções concretas » .

O Presidente Luc Van den Brande, do Comité das Regiões (CoR), declarou: «O dia das alterações climáticas, celebrado em 7 de Outubro enquanto decorrem as JORNADAS ABERTAS, constitui a oportunidade ideal para que as autoridades regionais e locais de toda a Europa enviem uma mensagem forte sobre a necessidade de colaboração na procura de soluções tanto para as causas como para os efeitos do aquecimento mundial, antes da cimeira da ONU a realizar em Dezembro, em Copenhaga».

Desafios mundiais, respostas europeias

As 213 regiões e as cidades parceiras nas JORNADAS ABERTAS de 2009 irão trabalhar em grupos sobre temas como a inovação e a saúde pública.

Os seminários das JORNADAS ABERTAS deste ano centram‑se em quatro temas principais:

  • Retomar o crescimento: a inovação nas cidades e regiões da Europa;

  • Regiões e alterações climáticas: A via europeia para o desenvolvimento regional sustentável;

  • Cooperação territorial: trabalho conjunto transfronteiriço;

  • Alcançar resultados, olhar em frente: avaliar a política de coesão da UE e perspectivas futuras.

Discussões sobre a estratégia da UE para a região do Mar Báltico assumirão também um papel de destaque na ordem de trabalhos. Adoptada pela Comissão Europeia em Junho (ver: IP/09/893 ), a estratégia é das principais prioridades da Presidência sueca da UE e a primeira a ser desenvolvida com uma abordagem «macro-regional». Procura reforçar a cooperação entre os oito Estados‑Membros com fronteiras para o Báltico, a fim de encontrar soluções para os desafios específicos da zona, em especial para os problemas ambientais. Tem como outros objectivos o reforço da competitividade, o desenvolvimento das ligações no âmbito da energia e do transporte e o aumento da segurança da região, nomeadamente no domínio marítimo. A vice‑primeira ministra sueca, Maud Olofsson , e as ministras sueca e finlandesa para os assuntos europeus, Cecilia Malmström e Astrid Thors , participarão no painel de imprensa para o Mar Báltico durante as JORNADAS ABERTAS.

Espera-se que as discussões incidam igualmente numa nova estratégia macro‑regional para a bacia do Danúbio . O Conselho Europeu solicitou à Comissão que, até finais de 2010, delineasse planos de uma estratégia para o Danúbio, e o Comité das Regiões irá adoptar um relatório sobre o assunto durante as JORNADAS ABERTAS, na sua sessão plenária (7 de Outubro).

Universidade das JORNADAS ABERTAS

A Universidade das Jornadas Abertas é uma das novidades incluídas no programa para 2009. Concebida para incrementar a participação da comunidade académica, incluirá diversos painéis com eminentes personalidades desta comunidade. O autor e economista americano Jeremy Rifkin, reconhecido pelas suas ideias sobre a «Terceira Revolução Industrial» pós‑carbono, intervirá na conferência com uma mensagem em vídeo que irá alimentar a discussão sobre o modo como as regiões europeias podem responder às alterações climáticas.

«Ponto de Encontro»: as regiões negoceiam

Durante as JORNADAS ABERTAS, as instalações do Comité serão o Ponto de Encontro de peritos nacionais, representantes de bancos e de empresas internacionais, como a Siemens e a Motorola, que estão a unir esforços para organizar 33 seminários dedicados ao desenvolvimento regional e empresarial.

Trabalho em parceria

A política de coesão da UE, dotada de um orçamento de 347 mil milhões de euros em 2007-2013 e dando apoio a 455 programas de desenvolvimento nos Estados‑Membros, exige uma cooperação eficaz entre as administrações públicas e a comunidade empresarial para que o benefício dos fundos da UE possa ser maximizado. As JORNADAS ABERTAS podem ajudar a lançar as bases dessas parcerias e de projectos conjuntos.

As JORNADAS ABERTAS e a acção local: a Europa na minha região

São 233 os eventos locais que terão lugar em 33 países como parte da iniciativa «A Europa na minha região/na minha cidade». Dos eventos constam festivais, debates de jovens, seminários e competições desportivas . A ideia é comemorar as realizações da Europa e aumentar a sensibilização para a escala do investimento da UE, disponível através da Política de Coesão, para projectos que vão desde parques tecnológicos ao desenvolvimento da banda larga e às ligações de transporte de alta velocidade.

Antecedentes

Mais informações complementares no sítio Web das JORNADAS ABERTAS 2009, em: www.opendays.europa.eu

Anexo:

Programa Media

OPEN DAYS 2009 partner regions and cities


Side Bar

My account

Manage your searches and email notifications


Help us improve our website